07h00 - terça, 05/12/2017

CM Odemira e ambientalistas
contra prospecção de petróleo

CM Odemira e ambientalistas contra prospecção de petróleo

Os planos anuais de trabalhos para 2018 para as concessões "Santola" e "Lavagante", no âmbito do projecto de prospecção de petróleo ao largo do Alentejo Litoral promovido pelo consórcio que junta a petrolífera portuguesa GALP à italiana ENI, mereceram o parecer desfavorável por parte da Câmara Municipal de Odemira.
Os dois planos foram colocados à votação pelo executivo odemirense na reunião do passado dia 16 de Novembro, tendo ambos sido rejeitados por unanimidade pela autarquia. Trata-se, contudo, de uma decisão não vinculativa e que, por isso mesmo, não impede o avanço do projecto, que continua a ser bastante contestado em todo a região.
É o caso de 28 organizações e movimentos ambientalistas, que recentemente reafirmaram a sua oposição ao projecto da GALP/ ENI. Em comunicado enviado ao "SW", os movimentos subscritores exortam todos os cidadãos "a tomarem uma posição activa" e dizem esperar que todos os municípios recentemente consultados pelo Governo sobre o assunto "mantenham a sua posição e emitam parecer contra este plano de trabalhos" – que foi o que sucedeu em Odemira.
De acordo com estas instituições, o consórcio GALP/ ENI e o Governo estão a "violar" os "princípios democráticos", ao quererem impôr a prospecção e exploração de petróleo na costa alentejana e vicentina, apesar da oposição de cidadãos e autarquias.
"A imposição desta actividade por parte do consórcio GALP/ ENI e do Governo às comunidades do Algarve e Alentejo é uma violação aos princípios democráticos que exigem uma governação transparente, consciente e participativa", acusam os ambientalistas.
Esta posição é assumida pelos movimentos e organizações Alentejo Litoral pelo Ambiente, Algarve Surf and Marine Activities Association, Associação Rota Vicentina, Campanha Linha Vermelha, Climáximo, Colectivo Clima, Futuro Limpo, Plataforma Algarve Livre de Petróleo, Preservar Aljezur, Stop Petróleo Vila do Bispo, Tamera e Tavira em Transição, entre outras.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 21/02/2018
Câmara de Odemira
descentraliza reuniões
Envolver a população nas decisões políticas e na gestão do território é o grande objectivo da Câmara de Odemira com a realização de reuniões nas freguesias, no âmbito do programa municipal "Odemira Participa".
07h00 - quarta, 21/02/2018
"Tenho tido casamento
perfeito com Odemirense"
Com 40 anos acabados de fazer e mais de 500 jogos com a camisola do clube, o capitão do Odemirense está aí "para as curvas" e ainda sonha levantar a Taça do Distrito de Beja.
07h00 - terça, 20/02/2018
Governo aprova medidas
para mitigar efeitos
da seca na agricultura
O Ministério da Agricultura decidiu não penalizar, no âmbito das candidaturas ao Pedido Único 2018, os agricultores que na campanha de 2018 não tenham cumprido integralmente as regras de condicionalidade relativas à norma da cobertura da parcela durante o período Outono-Invernal devidi à seca.
07h00 - terça, 20/02/2018
CM Odemira premiada
pela qualidade da água
A Câmara de Odemira foi uma das 117 entidades gestoras distinguidas nos "Prémios e Selos de Qualidade dos Serviços de Águas e Resíduos/ ERSAR 2017", que premiou a qualidade exemplar de água para consumo humano no concelho em 2017.
07h00 - terça, 20/02/2018
Festas de Maio em
Amoreiras-Gare já
tem data em 2018
Pode apontar na agenda: 28, 29 e 30 de Abril e 1 de Maio.

Data: 16/02/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial