07h00 - quarta, 06/12/2017

Odemirense com
voleibol feminino

Odemirense com voleibol feminino

A nova equipa de voleibol feminino em juniores do Odemirense entrou em grande no campeonato regional da categoria, com uma vitória por 0-3 em Santiago do Cacém, diante do Juventude Atlético Clube (JAC).
"Foi, de facto, uma entrada de leão! [risos] Não sabíamos o que a outra equipa jogava, mas a nós interessa-nos apenas aquilo que jogamos. E então estávamos confiantes", garante ao "SW" o professor Henrique Pinto, que trabalha com as jovens atletas há cerca de dois anos, numa equipa que "nasceu" no seio do Agrupamento de Escolas de Odemira, através do Desporto Escolar.
"Havia um apetite pelo voleibol por parte de um grupo de raparigas, que depois começou a ter resultados. Ganhámos os regionais e temos ido aos campeonatos nacionais: há dois anos em Aveiro e o ano passado em Matosinhos. Tem sido uma equipa representativa do Alentejo", acrescenta o treinador.
No início desta época desportiva, 2017-2018, as jovens atletas aceitaram passar a representar também o Odemirense. "O que o clube fez foi aproveitar uma equipa já formada e apoiá-la. Todos concordámos em defender as cores do Odemirense e cá estamos", sublinha o treinador, que tem às suas ordens um conjunto de 11 atletas [ver legenda da foto], que vão dos 14 aos 18 anos.
A equipa prepara-se ao longo da semana, mas Henrique Pinto admite que nunca é possível ter as 11 atletas a treinar em conjunto. "Em Odemira temos um grande constrangimento que são as distâncias. Há treinos que começam às 17h30, e às 18h15 várias meninas têm de sair porque não tinham autocarro mais tarde para ir para São Teotónio, Zambujeira ou Almograve… E esse constrangimento leva a que não seja fácil fazer treinos de conjunto com todas as atletas", explica, acrescentando que esse trabalho é essencial para o crescimento da equipa. "As jogadoras precisam de se conhecer, de trabalharem a técnica, de terem confiança umas nas outras… E isso demora tempo, não é de um dia para o outro", argumenta.
Ainda assim, e depois da excelente estreia em Santiago do Cacém, Henrique Pinto não hesita em colocar a fasquia bem alta: "A ideia é ganhar o campeonato, claro!". Para tal vai ter de superar a concorrência do JAC, mas também de uma equipa de Albufeira e outra de Sines.
Esta última será precisamente a próxima adversária do Odemirense, em jogo agendado para o fim-de-semana de 16 e 17 de Dezembro no Pavilhão Municipal de Odemira e que servirá, também, para o clube apresentar a nova equipa aos associados e adeptos.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
00h00 - sábado, 16/12/2017
Projecto de integração
termina em S. Teotónio
O projecto "A ciência de um baile de mastro" chega ao fim neste sábado, 16 de Dezembro, sendo que a sessão de encerramento vai decorrer a partir das três da tarde na Sociedade Recreativa S.
00h00 - sábado, 16/12/2017
Hardwell e Marshmello
no Festival Sudoeste 2018
Os DJ´s Hardwell e Marshmello são os primeiros dois nomes confirmados no cartaz do Festival Meo Sudoeste 2018, que vai decorrer entre 7 e 11 de Agosto na Herdade da Casa Branca, na Zambujeira do Mar.
00h00 - sexta, 15/12/2017
Santaclarense só sabe
ganhar na 2ª divisão
A equipa do Santaclarense está a ter um arranque impressionante na época 2017-2018, com 11 vitórias em outras tantas partidas na 2ª divisão distrital da Associação de Futebol de Beja.
00h00 - sexta, 15/12/2017
Autarcas do Alentejo Litoral
eleitos para os órgãos da ANMP
Quatro dos cinco autarcas do Alentejo Litoral foram eleitos no passado dia 9 de Dezembro para os novos órgãos directivos da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP).
00h00 - sexta, 15/12/2017
Câmara de Odemira define metas para 2018
Mais descentralização e delegação de competências para as juntas de freguesia, aposta na Educação e concretização de investimentos nas áreas do abastecimento e saneamento, das acessibilidades e da requalificação urbana: assim se pode descrever o orçamento da Câmara de Odemira para o próximo ano de 2018.

Data: 15/12/2017
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial