00h00 - sexta, 15/12/2017

Câmara de Odemira define metas para 2018

Câmara de Odemira define metas para 2018

Mais descentralização e delegação de competências para as juntas de freguesia, aposta na Educação e concretização de investimentos nas áreas do abastecimento e saneamento, das acessibilidades e da requalificação urbana: assim se pode descrever o orçamento da Câmara de Odemira para o próximo ano de 2018.
O documento, avaliado em 32,6 milhões de euros (mais 2,4 milhões que em 2017), foi aprovado a 7 de Dezembro pelo executivo municipal, com os votos favoráveis dos eleitos do PS e contra da CDU.
Em declarações ao "SW", o presidente da Câmara de Odemira sublinha que uma das prioridades do novo orçamento passa pelo "reforço" das transferências e da delegação de competências da autarquia para as juntas de freguesias. Ao todo, serão cerca de dois milhões de euros do orçamento municipal destinados às freguesias, no sentido de, segundo José Alberto Guerreiro, existir "mais descentralização, mais delegação de competências e mais proximidade nos serviços".
A Educação vai estar igualmente no centro da acção do Município em 2018, desde logo com um projecto complementar ao ODETE – Odemira Território Educativo, que tem por base uma candidatura a fundos comunitários aprovada através do Pacto do Litoral Alentejano. "Vamos ter um conjunto de acções em conjunto com os agrupamentos, que têm como objectivo reduzir o abandono escolar e fazer crescer o sucesso escolar", anuncia José Alberto Guerreiro.
Ao mesmo tempo, o autarca garante que em 2018 deverá arrancar a obra do novo Centro Escolar de São Teotónio, que já está em concurso. Também quase em fase de concurso está o novo Centro Escolar de São Luís.
Na área económica, José Alberto Guerreiro adianta que irá continuar a aposta no programa "Odemira Empreende". E no que toca à área social, não esconde esperar que em 2018 sejam abertos os avisos de concurso a fundos comunitários para se avançar com os projectos do novo Centro de Actividades Ocupacionais da Associação de Paralisia Cerebral de Odemira, a ampliação dos lares de idosos de São Martinho das Amoreiras e São Teotónio, a construção de uma segunda estrutura residencial de idosos em Sabóia, e a criação de lar na Zambujeira do Mar.
"Todos eles têm projecto e a Carta de Princípios [entre a autarquia e as IPSS] diz que o Município assegurará cerca de 150 mil euros em cada um destes projectos", nota José Alberto Guerreiro.
Em 2018 a Câmara de Odemira conta igualmente dar início a algumas empreitadas, nomeadamente em matéria de água e saneamento. Em concurso estão já algumas obras, todas apoiadas por fundos comunitários pelo PO SEUR e avaliadas num total de cerca de 2,6 milhões de euros. Destas, José Alberto Guerreiro destaca a construção de novas redes de água em Casa Nova da Cruz e Choça e de uma nova rede de esgotos em Foros da Caiada. Também previstas estão a remodelação da ETAR de Aldeia das Amoreiras e a concretização da rede de água e saneamento em Azenhas do Mar.
A rede de estradas vai igualmente merecer atenção por parte da autarquia odemirense, que canalizará 15% do orçamento "no reforço das infra-estruturas na rede viária, para reforço de pavimentos, de sinalização e para medidas de acalmia de trânsito", explica José Alberto Guerreiro.
Em paralelo, a Câmara de Odemira ambiciona avançar com os projectos de requalificação urbana de São Teotónio e da terceira fase da requalificação de Vila Nova de Milfontes (em articulação com a Polis Litoral Sudoeste). À espera de financiamento está a segunda fase de requalificação urbana da Zambujeira do Mar.
O ano de 2018 ficará igualmente marcado por algumas mudanças internas no Município de Odemira. "Vamos alterar a orgânica da Câmara e dotá-la de meios mais eficazes, com alguns sectores que não estavam tão evidenciados", revela José Alberto Guerreiro, anunciado a criação de um sector relacionado com as áreas da energia, da mobilidade e das alterações climáticas.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quinta, 18/01/2018
DECO dá apoio
jurídico em Odemira
A DECO/ Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor inicia nesta quinta-feira, 18, as sessões gratuitas de atendimento ao consumidor na vila de Odemira em 2018, que decorrerão sempre na terceira quinta-feira de cada mês.
07h00 - terça, 16/01/2018
OP das Freguesias
continua em Odemira
O "Orçamento Participativo" (OP) de cada uma das 13 freguesias do concelho de Odemira vai continuar em 2018, depois do sucesso alcançado no ano anterior, revela fonte da Câmara Municipal.
07h00 - terça, 16/01/2018
Obras do Polis no Malhão
e em Milfontes inauguradas
O ministro do Ambiente inaugurou nesta segunda-feira, 15 de Janeiro, três das obras realizadas na freguesia de Vila Nova de Milfontes no âmbito do Polis Litoral Sudoeste.
00h00 - segunda, 15/01/2018
Obras do Polis inauguradas
em Vila Nova de Milfontes
O ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, vai estar nesta segunda-feira, 15, de manhã em Vila Nova de Milfontes (Odemira), onde irá inaugurar três intervenções realizadas na freguesia no âmbito do projecto Polis Litoral Sudoeste.
00h00 - segunda, 15/01/2018
Biblioteca de Odemira
organiza BDTECA 2018
Afirmar Odemira "como um dos principais centros de desenvolvimento da banda desenhada (BD) na região e no país" é um dos objectivos da 12ª edição da BDTECA-Mostra de Banda Desenhada de Odemira.

Data: 05/01/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial