07h00 - quarta, 07/02/2018

Grupo Coral de Odemira
quer cativar mais jovens

Grupo Coral de Odemira quer cativar mais jovens

Depois de largos meses em "silêncio", o Grupo Coral de Odemira ressurgium em 2016 com uma nova "energia" e uma grande vontade de levar os cantares do concelho aos quatro cantos de Portugal.
"Tem valido a pena", reconhece ao "SW" Nuno Almeida, 61 anos, que além de cantador assume também os "papéis" de ensaiador e de presidente do grupo, fundado em 1977, para as questões mais formais e institucionais. "Desde miúdo que acompanho os cantares aqui em Odemira e acabo por ser um dinamizador" do grupo, sintetiza com boa disposição.
De acordo com este responsável, os apoios da Câmara de Odemira e da Junta de Freguesia acabaram por ser fundamentais para o reagrupamento do Coral de Odemira, ao garantir o transporte dos membros que se deslocam de locais mais distantes da vila, nomeadamente de Sabóia ou Santa Clara-a-Velha.
"São elementos importantes e que têm o saber [do cante], de maneira que é um grande esforço para a Câmara de Odemira e para a Junta de Freguesia sempre que temos ensaio. Acaba por ser um esforço grande que a comunidade tem de fazer para manter o grupo", reconhece Nuno Almeida.
Certo é que o esforço parece estar a surtir efeito. "No primeiro em que nos reagrupámos saímos umas 10 vezes. E o ano passado umas 20. Isso é significativo", observa o presidente do Grupo Coral de Odemira, adiantando que a formação conta com cerca de 20 elementos, entre os quais quatro mulheres. Mas grande parte deles tem 60 ou mais anos, daí que Nuno Almeida não esconda a ambição de ver mais jovens a juntarem-se ao grupo.
"É preciso rejuvenescer e dar uma nova vitalidade a este grupo", argumenta, ainda que tenha noção de ser "realmente muito difícil" alcançar esse desiderato. "Porque os interesses deles estão mais virados para outras áreas. As novas tecnologias fazem parte do tempo deles e depois é muito difícil… Tem de haver um trabalho nas escolas" nesse sentido, afirma.
Outra ambição do Grupo Coral de Odemira é ter um espaço próprio, uma vez que de momento tem de ensaiar na sede do Odemirense. "Isso faz-nos imensa falta e já temos tido alguns encontros com a Câmara Municipal no intuito de arranjarmos um espaço", revela Nuno Almeida.
Além do mais, acrescente o presidente, a sede permitiria igualmente ao grupo ter todo o seu espólio no mesmo espaço. "Temos coisas espalhadas pela vila de Odemira: uns estão na Junta, outros na banda", conclui.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - terça, 17/07/2018
AM Odemira aprova
moções do Bloco
Os eleitos na Assembleia Municipal de Odemira aprovaram, por unanimidade, duas moções apresentadas pelo Bloco de Esquerda (BE), uma contra a prospecção de petróleo e outra contra a utilização de glifosato.
07h00 - terça, 17/07/2018
Atendimento alargado na
Segurança Social de Odemira
Humanizar e optimizar os serviços, reduzir os tempos de espera e aumentar a eficácia na capacidade de resposta: são estes os objectivos da Segurança Social com as mudanças que vai introduzir no seu Serviço Local de Atendimento de Odemira a partir do dia 23 de Julho.
07h00 - terça, 17/07/2018
Canoístas "ligaram"
Milfontes a Porto Covo
Os clubes de canoagem do concelho de Odemira celebraram um total de quatro vitórias na quarta etapa do Campeonato Nacional de Canoagem de Mar, que decorreu no sábado, 14, no Alentejo Litoral.
00h00 - segunda, 16/07/2018
Odemira mantém apoio
à integração de migrantes
A Câmara de Odemira, a TAIPA e uma série de parceiros assinaram na passada semana um protocolo de colaboração para dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelo Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes (CLAIM) no concelho.
00h00 - domingo, 15/07/2018
Prova de BTT em Amoreiras-Gare
O Grupo Desportivo e Recreativo de Amoreiras-Gare promove neste domingo, 15, a 12ª edição da "Rota do Medronho em BTT", prova que integra a Taça Concelhia de Odemira de BTT em 2018.

Data: 06/07/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial