07h00 - quarta, 21/02/2018

"Tenho tido casamento
perfeito com Odemirense"

"Tenho tido casamento perfeito com Odemirense"

Com 40 anos acabados de fazer e mais de 500 jogos com a camisola do clube, o capitão do Odemirense está aí "para as curvas" e ainda sonha levantar a Taça do Distrito de Beja. Em entrevista ao "SW", Pedro Gonçalves (que todos conhecem por Périka) diz mesmo: "Não me considero um símbolo. Símbolo é aquele que temos na parede da sede e na bandeira do Odemirense. Sou apenas mais um que tem tentado ajudar ao longo destes anos todos".

Já lá vão 40 anos no Cartão do Cidadão. O que é que ainda o motiva para, domingo após domingo, continuar a entrar em campo?
Acima de tudo a paixão pelo futebol! Porque quando deixar de jogar futebol, para mim acaba-se… Há aqueles que têm o objectivo de vir a ser treinador, mas isso é uma coisa que não me fascina minimamente. Por isso vou aproveitar o máximo enquanto ainda consigo jogar e depois cá estarei como adepto, de cachecol e boné ao domingo.

Quer dizer que ainda não pensa em "pendurar as botas"?
Pensar até penso… Mas já houve duas vezes em que disse que ia deixar de jogar e depois acabei por continuar. Provavelmente esta vai ser a minha última época, mas não quero afirmar isso dessa forma…

Grande parte dos seus adversários terão idade para serem seus filhos. Como é que lhes "faz frente"?
Há jogadores com muita qualidade no Distrital e cada vez vou tendo mais dificuldade para os acompanhar. E há fins-de-semana que não correm tão bem! E dentro do plantel também mais de metade [dos jogadores] podiam ser meus filhos devido à idade. Mas damo-nos todos bem, há respeito e quando chegamos ao balneário somos todos da mesma idade. Antigamente era diferente.

Como assim?
Lembro-me que quando passei dos juniores para os seniores havia aquele respeito com os mais velhos. Agora é diferente e acho que é melhor assim: tratamo-nos todos com igualdade, na brincadeira e com o devido respeito.

Mas no balneário não brincam consigo devido à idade?
É "cota para aqui", "cota para ali", "velhote"… [risos] Mas tudo na brincadeira e levo isso na boa. Tem mesmo de ser assim!

Tem quase 600 jogos ao serviço do Odemirense. Nunca teve vontade de mudar, de experimentar outro clube?
Não, não… É aqui que me sinto bem, é que tenho os meus amigos e não vejo necessidade de estar a ir para aqui ou para ali jogar à bola por meia dúzia de tostões. Apesar do dinheiro dar jeito ao final do mês, não é isso que me motiva. Como costumo dizer aos meus amigos, tenho tido um casamento perfeito com o Odemirense!

Qual o momento mais especial que viveu com a camisola do Odemirense?
Infelizmente só fui campeão distrital uma vez [em 2009], mas esse foi sem dúvida o momento mais alto. Depois foi ter jogado alguns jogos, ainda júnior, pelos seniores na antiga 3ª divisão nacional. E depois ter ido a duas finais da Taça [do Distrito de Beja], que infelizmente perdemos. Costumo dizer que o dia mais bonito do futebol no distrito de Beja é o dia da final da Taça e já lá fui duas vezes, ainda que sem conseguirmos trazer a Taça para cá…

Pode ser que seja este ano.
Pois, esse é um dos nossos objectivos. Quando entramos em campo é sempre para ganhar, mas nem sempre corre como queremos.

Aos 40 anos sente-se um "símbolo" do Odemirense?
[risos] Do clube não, mas da equipa sénior talvez. Já me aconteceu duas ou três vezes ir a Serpa, por exemplo, e haver alguém na bancada a dizer - 'O defesa-direito do Odemirense é sempre o mesmo!'. As pessoas já me conhecem, mas não me considero um símbolo. Símbolo é aquele que temos na parede da sede e na bandeira do Odemirense. Sou apenas mais um que tem tentado ajudar ao longo destes anos todos.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 26/09/2018
PS assinala 20 anos
de poder em Odemira
Foi há 20 anos que o Partido Socialista venceu pela primeira vez as eleições Autárquicas no concelho de Odemira, iniciando então um percurso de vitórias (a última das quais há quase um ano, a 1 de Outubro de 2017) que a Concelhia local do partido vai assinalar ao longo dos próximos dois meses com diversas iniciativas.
07h00 - terça, 25/09/2018
"Sonoridades & Sabores"
regressa em Novembro
O roteiro "Sonoridades & Sabores" regressa ao interior do concelho de Odemira no próximo mês de Novembro, no sentido de valorizar e promover as tradições do cante ao despique e baldão e da viola campaniça ao longo de tardes culturais com muita música e petiscos.
07h00 - terça, 25/09/2018
Rácio para pessoal auxiliar
em Odemira é insuficiente
O novo ano escolar no concelho de Odemira começou com todos os agrupamentos a cumprirem o rácio legal em matéria de pessoal auxiliar, mas este acaba por ser insuficiente para as necessidades do território, reconhece a vereadora da Educação na Câmara Municipal local.
21h34 - domingo, 23/09/2018
Odemirense e Milfontes
entram a perder na época
Odemirense e Praia de Milfontes entraram de "pé esquerdo" na Taça de Honra da 1ª divisão distrital de Beja, ao perderem os seus jogos na ronda inaugural da nova prova do calendário de 2018-2019.
20h35 - domingo, 23/09/2018
Vitórias checas na Taça
do Mundo de Orientação
Os checos Kryztof Bogar e Martina Tinkovska foram os grandes vencedores da ronda final da Taça do Mundo de Orientação em BTT, que terminou neste domingo, 23, na vila de Odemira, depois de três dias muita competição e adrenalina.

Data: 21/09/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial