00h00 - sexta, 13/04/2018

Marta Cabral: "BTT reforça posição da Rota Vicentina"

Marta Cabral: "BTT reforça posição da Rota Vicentina"

A presidente da associação Rota Vicentina considera que a aposta no BTT vai reforçar aquela que é a oferta do projecto e consolidar a sua posição nos mercados nacional e internacional. "É um reforço da nossa posição e da nossa oferta. E é também um contributo muito concreto para o nosso objectivo de descentralizar aquilo que é a oferta e procura turística do litoral relativamente ao interior", sublinha ao "SW" Marta Cabral.

Qual a mais-valia do BTT para o projecto da Rota Vicentina?
É um reforço da nossa posição e da nossa oferta. E é também um contributo muito concreto para o nosso objectivo de descentralizar aquilo que é a oferta e procura turística do litoral relativamente ao interior. Por outro lado, queremos dar uma noção de orientação, de regulação da actividade. Os 'bttistas' estão a chegar e é fundamental criar condições para que eles o façam em segurança para eles próprios e para o território. Aqui o desafio acabou por ser muitíssimo ambicioso, pois estamos a falar de muitos quilómetros [de trilhos]. Mas sentimos que isso nos iria dar mais uma vez uma escala interessante para conquistar o mercado internacional.

Vai estar tudo pronto no início de 2019? É essa a vossa expectativa?
Sim, o lançamento oficial será no início de 2019. Sendo que em alguns casos estamos a falar de aldeias do interior com uma dinâmica turística ainda não muito forte. Portanto, queremos até lá e preparar uma série de atractivos mais ligados às comunidades e à cultura local, que achamos que vão complementar muito bem esta oferta mais "física".

Qual o investimento da Rota Vicentina nestes trilhos de BTT?
Este investimento está totalmente assegurado pelo Alentejo 2020 e pelo Município de Odemira. O valor do investimento é na ordem dos 500 mil euros... É significativo, porque é uma área muito extensa e requer muita investigação. Mas claro que deste montante quase 20% vai para o novo Centro de BTT, ou seja, infra-estrutura física pura e dura. E depois há uma componente importante na parte da promoção, da criação de material e painéis, da sinalética...

Além destes trilhos, há outros novos projectos no horizonte da Rota Vicentina?
Estamos com uma série de novidades na área pedestre, com a criação de mais percursos circulares. Estamos a evoluir de uma rota para uma rede de percursos cada vez mais diluída pelo território. Na área das bicicletas, além do BTT, estamos também a apostar no touring bike. E há outra componente a que queremos dar mais destaque, que é a área das actividades e aquilo que são os serviços oferecidos pelas empresas locais, numa valorização contínua do que é o nosso património e o reforço da importância que esse património tem e pode ter para a economia local.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 18/01/2019
Autarca de Odemira esperava mais
da transferência de competências
O presidente da Câmara de Odemira elogia a transferência de competências do Estado para os municípios, mas não deixa de criticar a forma como o processo foi concebido, admitindo mesmo que o actual figurino lhe "sabe a pouco".
07h00 - sexta, 18/01/2019
CM Odemira vai aceitar novas competências
Praias, jogos de fortuna ou azar, justiça, associações de bombeiros, habitação, estruturas de atendimento aos cidadãos, vias de comunicação, património imobiliário público sem utilização e estacionamento público: estas matérias vão passar para a responsabilidade da Câmara de Odemira, que vai aceitar a transferência de competências proposta pelo Governo para estas nove áreas.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Alojamento Local em debate em Odemira
O alojamento local vai estar em debate nesta sexta-feira, 18, a partir das 14h30, no auditório da Biblioteca Municipal de Odemira, numa sessão promovida pela autarquia local.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Alojamento Local cresce
no concelho de Odemira
A actividade turística é cada vez mais preponderante na economia local do concelho de Odemira e isso não se reflecte apenas no aumento de visitantes no território, mas também o número de unidades de alojamento tem crescido no concelho, com destaque para o Alojamento Local, que em cinco anos passou de cerca de 60 unidades para as actuais 520.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Música e teatro pelo
projecto "GiraMundo"
O projecto "Giramundo", dinamizado pela TAIPA, apresenta nas próximas duas sextas-feiras dois espectáculos, um de música e outro de teatro.

Data: 18/01/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial