07h00 - quarta, 02/05/2018

Estudo avalia impacto
da Rota Vicentina

Estudo avalia impacto da Rota Vicentina

A Rota Vicentina tem em fase de conclusão um estudo sobre o impacto sócio-económico do projecto no território do Alentejo Litoral, que irá permitir aferir o número de caminhantes que chegam à região e a forma que os mesmos influenciam a economia local.
"Já tínhamos feito alguns cálculos muito empíricos, a chamadas 'contas de merceeiro', para percebermos mais ou menos quantas pessoas estavam a vir e o que é que isso representava", observa a presidente da Associação Rota Vicentina ao "SW", lembrando que a estimativa era de "cerca de 20 mil caminhantes/ ano".
"E o estudo está a apontar para cerca de 25 mil, com uma média de 5,5 noites por pessoa. Isso dá muito mais que 100 mil noites por ano – o que já é bastante interessante –, e com um nível médio de despesa bastante considerável", reforça Marta Cabral.
De acordo com Marta Cabral, o estudo em fase de conclusão possibilitará ter uma real noção do impacto económico da Rota Vicentina no território, assim como apurar "uma série de detalhes no estudo de caracterização do perfil dos caminhantes".
"Estamos a identificar tipos de caminhantes diferentes, com motivações diferentes, com comportamentos diferentes... Isto são também ferramentas de apoio à decisão e ao investimento que são muito importantes para nós, mas também para os nossos parceiros, para o Município [de Odemira] e para as empresas. Ou seja, podemos utilizar a Rota Vicentina não só como fonte de receita para as empresas, mas também como fonte de conhecimento e de apoio à gestão e ao investimento", argumenta Marta Cabral.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 18/01/2019
Autarca de Odemira esperava mais
da transferência de competências
O presidente da Câmara de Odemira elogia a transferência de competências do Estado para os municípios, mas não deixa de criticar a forma como o processo foi concebido, admitindo mesmo que o actual figurino lhe "sabe a pouco".
07h00 - sexta, 18/01/2019
CM Odemira vai aceitar novas competências
Praias, jogos de fortuna ou azar, justiça, associações de bombeiros, habitação, estruturas de atendimento aos cidadãos, vias de comunicação, património imobiliário público sem utilização e estacionamento público: estas matérias vão passar para a responsabilidade da Câmara de Odemira, que vai aceitar a transferência de competências proposta pelo Governo para estas nove áreas.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Alojamento Local em debate em Odemira
O alojamento local vai estar em debate nesta sexta-feira, 18, a partir das 14h30, no auditório da Biblioteca Municipal de Odemira, numa sessão promovida pela autarquia local.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Alojamento Local cresce
no concelho de Odemira
A actividade turística é cada vez mais preponderante na economia local do concelho de Odemira e isso não se reflecte apenas no aumento de visitantes no território, mas também o número de unidades de alojamento tem crescido no concelho, com destaque para o Alojamento Local, que em cinco anos passou de cerca de 60 unidades para as actuais 520.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Música e teatro pelo
projecto "GiraMundo"
O projecto "Giramundo", dinamizado pela TAIPA, apresenta nas próximas duas sextas-feiras dois espectáculos, um de música e outro de teatro.

Data: 18/01/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial