00h00 - sexta, 22/06/2018

Memória(s) em palco
com "Desembosnar"

Memória(s) em palco com "Desembosnar"

Anos atrás a expressão "desembosnar" era muito utilizada nos montes e aldeias do interior de Odemira quando se fala em desenvolver ou desencalhar. Um termo que vai agora ser recuperado em palco num espectáculo produzido pela ZUT e que tem como "actores" um grupo de homens e mulheres, todos com mais de 55 anos, da freguesia de Santa Clara-a-Velha.
O espectáculo "Desembosnar" é apresentado ao público nesta sexta-feira, 22 de Junho, no cine-teatro Camacho Costa e surge na sequência de "Advirto", que estreou em 2017 e nasceu no âmbito do trabalho que a associação ZUT tem vindo a realizar junto destas comunidades. Em palco vão estar António Maria, Conceição Dias, Emília Felicidade, Graciete Rosário, Inácia Felicidade, José Ventura, Manuel Duarte, Maria Odete Oliveira, Noémia Maria e Odália Gonçalves, na sua maioria membros do Grupo Etnográfico "Alto do Mira", que dão corpo e voz a uma "perspectiva dramatizada" da antiga rivalidade entre as gentes de Santa Clara-a-Velha (os "morcegos") e de Sabóia (os "macacos") e que trabalha muito a(s) memória(s) individual e colectiva.
"Desenvolvemos ideias e ficções em cima desse ponto de partida", explica ao "SW" Inês Jacques, da ZUT, que dirige e encena o espectáculo juntamente com Hélio Mateus.
Na prática, continua Inês Jacques, tudo tem que ver "com o processo de criação de uma memória". "A nossa memória tem mistos de coisas reais com coisas que nós próprios vamos criando, coisas que ouvimos dizer ou imagens que vemos. E este espectáculo foi criado assim, com um misto de coisas documentais, coisas que foram contadas e coisas inventadas", diz.
De acordo com a encenadora, em "Desembosnar" os participantes foram muito mais activos que em "Advirto". "As pessoas que estão envolvidas no projecto, como são as mesmas que fizeram o projecto anterior, já vinham com mais garra para agarrar um projecto novo. Contribuíram bastante e deram muitas ideias sobre como o espectáculo se podia desenrolar. E foram bastante mais activas e criativas", afiança Inês Jacques.
A estreia é já esta sexta-feira e a expectativa é muita. "É uma espécie de nervoso miudinho, mas que não incomoda. Acho que estamos mais empolgados do que nervosos", admite com bom humor Inês Jacques.
"Desembosnar" tem o apoio da Câmara de Odemira, da Casa do Povo de Santa Clara-a-Velha e das juntas de freguesia de Santa Clara-a-Velha e de Sabóia e a estreia é em Odemira. Mas depois a ZUT gostaria de levar o espectáculo a outros locais do concelho (e não só). "Gostávamos muito de circular com o espectáculo", afiança.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quarta, 24/04/2019
Sete vitórias em
canoagem de mar
As canoístas Micaela Silvestre e Sara Rafael, ambas do Clube Náutico do Litoral Alentejano (CNLA), e a dupla Fernando Encarnação/ Vasco Marcos, do Clube Fluvial Odemirense (CFO), estiveram em excelente plano no arranque do Campeonato Nacional de Canoagem de Mar de 2019.
07h00 - quarta, 24/04/2019
Dias de festa em Odemira
para celebrar a Liberdade
Foi há (quase) 45 anos que a Liberdade chegou a Portugal, numa revolução que se fez sem tiros, apenas com cravos, heroísmo e poesia.
07h00 - segunda, 22/04/2019
Estradas de Odemira
preocupam Bloco
O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda (BE) propôs na Assembleia da República uma recomendação ao Governo para que avance, "com urgência", com a reparação das estradas regionais (ER) 123 e 266 e do viaduto de Luzianes-Gare, no concelho de Odemira.
07h00 - segunda, 22/04/2019
Alcôncoras na segunda
fase das "7 Maravilhas"
As alcôncoras de Amoreiras-Gare (concelho de Odemira) integram a lista de 420 doces de todo o país apuradas para a segunda fase do concurso "7 Maravilhas Doces de Portugal".
07h00 - sábado, 20/04/2019
Boavista dos Pinheiros
inaugura Praça Pública
Um sonho concretizado: é assim que o presidente da Junta de Freguesia de Boavista dos Pinheiros, no concelho de Odemira, encara a criação da Praça Pública da localidade.

Data: 12/04/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial