12h51 - segunda, 29/10/2018

GALP e ENI desistem de prospecção
de petróleo no Alentejo Litoral

GALP e ENI desistem de prospecção de petróleo no Alentejo Litoral

É oficial: o consórcio formado pelas petrolíferas GALP (Portugal) e ENI (Itália) desistiu do projecto de prospecção de petróleo ao largo do Litoral Alentejano. A garantia foi dada nesta segunda-feira, 29, pela empresa portuguesa em comunicado, referindo ser "objectivamente impossível" prosseguir com as actividades de exploração.
"A GALP e a ENI tomaram a decisão de abandonar o projecto de exploração de fronteira na bacia do Alentejo. Apesar de lamentarmos a impossibilidade de avaliar o potencial de recursos offshore do país, as condições existentes tornaram objetivamente impossível prosseguir as atividades de exploração", sublinha o mesmo comunicado.
Para o deputado do PS eleito por Beja trata-se de "uma decisão sensata, que resulta da luta de muitos para que a ameaça sobre a costa vicentina e sobre o mar alentejano fosse combatida e eliminada".
"É uma decisão em convergência com o desenvolvimento sustentável que queremos, com uma economia assente cada vez mais em energias limpas e na valorização das marcas da nossa identidade, onde inscrevemos o território da costa alentejana", nota Pedro do Carmo em comunicado, lembrandi que sempre se assumiu "contra a possibilidade da prospecção de petróleo e de gás na costa alentejana", por várias vezes "em divergência com as opções governativas e partidárias".
"Sublinho que esta opção por um futuro diferente, mais assente nas renováveis do que nos retrocessos dos combustíveis fósseis, implicará sempre muita vigilância e determinação na afirmação das nossas convicções. Afinal, bater-nos pelo melhor para a nossa terra nunca foi fácil. Mas é sempre esse o caminho", acrescenta Pedro do Carmo.
Também o delegado distrital da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE) se congratula com a notícia, considerando que "esta foi uma decisão sensata por parte dos investidores" e que "traz uma grande satisfação e alegria".
"Estivemos ao lado dos autarcas e das populações, assumindo uma luta contra este projecto, pelo que acreditamos que esta decisão foi uma enorme vitória para todos os que lutaram por esta causa", reforça Vítor Besugo.
Recorde-se que a concessão que GALP e ENI tinham para a prospecção de petróleo a cerca de 50 quilómetros da costa do Alentejo Litoral terminava no final de Janeiro de 2019. O consórcio contava avançar com o projecto entre os meses de Setembro e Outubro de 2018, mas o facto de o Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé ter deferido, em Agosto, uma providência cautelar interposta pela Plataforma Algarve Livre de Petróleo, suspendendo a licença, acabou por impedir qualquer trabalho.
O projecto, que cai agora por terra, foi sempre bastante contestado no Alentejo Litoral, tanto por autarcas como por empresários e ambientalistas.

Notícia actualizada às 18h45 de segunda-feira, 29, com as declarações do deputado do PS eleito por Beja e do delegado distrital de Beja da ANAFRE


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 18/01/2019
Autarca de Odemira esperava mais
da transferência de competências
O presidente da Câmara de Odemira elogia a transferência de competências do Estado para os municípios, mas não deixa de criticar a forma como o processo foi concebido, admitindo mesmo que o actual figurino lhe "sabe a pouco".
07h00 - sexta, 18/01/2019
CM Odemira vai aceitar novas competências
Praias, jogos de fortuna ou azar, justiça, associações de bombeiros, habitação, estruturas de atendimento aos cidadãos, vias de comunicação, património imobiliário público sem utilização e estacionamento público: estas matérias vão passar para a responsabilidade da Câmara de Odemira, que vai aceitar a transferência de competências proposta pelo Governo para estas nove áreas.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Alojamento Local em debate em Odemira
O alojamento local vai estar em debate nesta sexta-feira, 18, a partir das 14h30, no auditório da Biblioteca Municipal de Odemira, numa sessão promovida pela autarquia local.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Alojamento Local cresce
no concelho de Odemira
A actividade turística é cada vez mais preponderante na economia local do concelho de Odemira e isso não se reflecte apenas no aumento de visitantes no território, mas também o número de unidades de alojamento tem crescido no concelho, com destaque para o Alojamento Local, que em cinco anos passou de cerca de 60 unidades para as actuais 520.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Música e teatro pelo
projecto "GiraMundo"
O projecto "Giramundo", dinamizado pela TAIPA, apresenta nas próximas duas sextas-feiras dois espectáculos, um de música e outro de teatro.

Data: 18/01/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial