07h00 - sexta, 02/11/2018

"Vítimas começam a ter voz"

"Vítimas começam a ter voz"

O GAVA nasceu em 2012 e a sua coordenadora reconhece que o número de pedidos de apoio tem vindo a aumentar de ano para ano, "maioritariamente" através das entidades que constituem a rede de parceria, casos da GNR e da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens.
"Devemos olhar para estes indicadores de forma positiva, na medida em que as vítimas começam a ter voz, a deixar de viver no silêncio, a perder a vergonha e a sentirem-se menos sozinhas, sabendo que existe um serviço especializado e de proximidade que as pode apoiar. Para nós, este é o resultado de uma desocultação cada vez maior deste fenómeno, as pessoas estão mais informadas e denunciam mais", argumenta Sara Horta.
Para a psicóloga, os seis anos de trabalho do GAVA permitiram igualmente colocar "as questões da Igualdade de Género a debate no território de Odemira". "Continuamos a trazer para a agenda local a temática da igualdade de género e da violência doméstica e de género e isso é uma conquista e uma aposta diária", sublinha Sara Horta.
A coordenadora do GAVA acrescenta que o facto deste ter conseguido "constituir uma rede de parceria com os agentes locais e de existir um compromisso formal assumido com o Estado e com os municípios de Odemira e Aljezur" também trouxe a este serviço "uma maior visibilidade" e "um maior sentimento de confiança" no serviço prestado à comunidade.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 18/01/2019
Autarca de Odemira esperava mais
da transferência de competências
O presidente da Câmara de Odemira elogia a transferência de competências do Estado para os municípios, mas não deixa de criticar a forma como o processo foi concebido, admitindo mesmo que o actual figurino lhe "sabe a pouco".
07h00 - sexta, 18/01/2019
CM Odemira vai aceitar novas competências
Praias, jogos de fortuna ou azar, justiça, associações de bombeiros, habitação, estruturas de atendimento aos cidadãos, vias de comunicação, património imobiliário público sem utilização e estacionamento público: estas matérias vão passar para a responsabilidade da Câmara de Odemira, que vai aceitar a transferência de competências proposta pelo Governo para estas nove áreas.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Alojamento Local em debate em Odemira
O alojamento local vai estar em debate nesta sexta-feira, 18, a partir das 14h30, no auditório da Biblioteca Municipal de Odemira, numa sessão promovida pela autarquia local.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Alojamento Local cresce
no concelho de Odemira
A actividade turística é cada vez mais preponderante na economia local do concelho de Odemira e isso não se reflecte apenas no aumento de visitantes no território, mas também o número de unidades de alojamento tem crescido no concelho, com destaque para o Alojamento Local, que em cinco anos passou de cerca de 60 unidades para as actuais 520.
07h00 - sexta, 18/01/2019
Música e teatro pelo
projecto "GiraMundo"
O projecto "Giramundo", dinamizado pela TAIPA, apresenta nas próximas duas sextas-feiras dois espectáculos, um de música e outro de teatro.

Data: 18/01/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial