07h00 - terça, 06/11/2018

Afonso Silva sonha
com o Tour e o Giro

Afonso Silva sonha com o Tour e o Giro

O corpo franzino até pode enganar os mais incautos, mas montado na bicicleta Afonso Silva revela-se uma verdadeira "força da natureza". O jovem ciclista natural de Odemira, onde nasceu há 18 anos, é já considerado uma das maiores promessas do pelotão nacional e em 2018 teve um ano "inesquecível", com a presença no Mundial da modalidade e a vitória na Clássica de Guipuzcoa, realizada no País Basco (Espanha).
"Foram de facto momentos muito bons que guardarei para sempre comigo. Não só os bons, mas também os momentos menos bons e aqueles de maior sofrimento, que fizeram desta época inesquecível", assume o jovem atleta em declarações ao "SW".
Afonso Silva representou nos últimos dois anos a equipa do Sporting/ Tavira, mas em 2019 segue-se um novo "capítulo" da sua ainda breve carreira, com a integração nos sub-23 da equipa Rádio Popular/ Boavista, de onde saíram grandes nomes do ciclismo nacional.
"Irá ser o meu primeiro ano junto dos profissionais. Quero agarrar esta oportunidade com 'unhas e dentes', mostrar o meu valor, evoluir como ciclista junto dos mais experientes e ajudar a equipa em todos os objectivos pretendidos", afiança Afonso Silva, sem esconder o sonho de vir a ser ciclista profissional e ir para uma equipa do World Tour, onde está a elite da modalidade.
"Quero realizar a nossa Volta a Portugal e também as grandes voltas, como o Tour (França), o Giro (Itália) e a Vuelta (Espanha), para poder retribuir à minha família tudo o que têm feito por mim. São esses sonhos que me fazem lutar todos os dias para que se possam tornar realidade", diz.

"Vício" de família
Andar de bicicleta é quase um "vício" na família de Afonso Silva. "O meu pai utilizou durante alguns anos a bicicleta como meio de transporte para se deslocar para o trabalho e o meu irmão praticava ciclismo federado. Foram eles que me passaram o vício", conta o jovem ciclista, que ainda criança "adorava ver o Tour de France" na televisão.
Ainda assim, a primeira modalidade que Afonso Silva praticou foi o futebol. "Era apaixonado por futebol e durante sete anos joguei no Odemirense", revela o atleta, que aos 14 anos acabou por enveredou mais a sério pelo ciclismo. "Surgiu a oportunidade de entrar para uma equipa de formação, o Clube de Ciclismo de Tavira, onde cresci e aprendi junto dos meus treinadores e colegas", lembra o jovem, que nessa altura somou algumas vitórias e pódios na Taça de Portugal¸ Campeonato Nacional de Contra-relógio e Volta a Portugal de Cadetes.
Seguiu-se a Escola de Ciclismo Matos-Cheirinhos/ Vila Galé, em Cascais, e depois, em 2017 e 2018, a equipa do Sporting/ Tavira. "Faço um balanço muito positivo destes últimos dois anos, com vitórias e pódios importantes na Taça de Portugal e na Volta a Portugal de Juniores, além da realização de um sonho ao representar a Selecção Nacional, quer em provas da Taça das Nações e quer no Campeonato do Mundo", nota Afonso Silva, destacando o facto de nessa altura ter sido também campeão nacional de Contra-relógio.
"Foi a conquista mais significativa para mim. Penso que a evolução tem sido constante e estou ciente que tenho ainda muito para evoluir e aprender neste desporto", conclui.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 18/07/2019
FACECO 2019 apoia
pescadores da Azenha
A FACECO terá um cariz solidário em 2019, uma vez que metade do valor resultante da venda de entradas reverterá para a campanha solidária que está a decorrer em favor dos pescadores da Azenha do Mar afectados pelo incêndio de 6 de Maio.
07h00 - segunda, 15/07/2019
Balcão Único de Odemira
assinala nove anos de existência
O Balcão Único (BU) da Câmara de Odemira assinalou, na passada sexta-feira, 12 de Julho, nove anos de existência, sendo que actualmente conta com uma média de 10 mil atendimentos a munícipes por ano.
07h00 - segunda, 15/07/2019
Um derrame hoje?
"Consequências seriam
maiores", diz ARH
O director da Administração Regional Hidrográfica (ARH) do Alentejo, ligada à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), admite que um acidente como o ocorrido, em 1989, com o petroleiro "Marão" nos dias de hoje teria consequências económicas e ambientais bem maiores na zona do Alentejo Litoral.
07h00 - sexta, 12/07/2019
Jogadora de Milfontes
nas campeãs da Europa
A concretização de um sonho: é desta forma que a futebolista Jéssica Silva, natural de Vila Nova de Milfontes, descreve a sua transferência dos espanhóis do Levante para os franceses do Olympique Lyon, actuais campeões da Europa de futebol feminino.
07h00 - sexta, 12/07/2019
E se houvesse novo derrame
de crude na costa de Odemira?
Na madrugada de 19 de Julho de 1989 a praia do Almograve e algumas zonas a norte e a sul do areal "tingiram-se" de negro.

Data: 19/07/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial