07h00 - quarta, 07/11/2018

Saúde no Alentejo Litoral
em situação "bastante crítica"

Saúde no Alentejo Litoral em situação "bastante crítica"

A Coordenadora das Comissões de Utentes do Litoral Alentejano considera que a situação dos serviços de saúde no Litoral Alentejano "é bastante crítica" e lamenta que muitas dos investimentos previstos nesta área para o sector não avancem na presente legislatura.
Os elementos da Coordenadora reuniram esta segunda-feira, 5, com a administração da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA) e no final concluíram, em comunicado, que "a situação dos serviços de Saúde no Litoral Alentejano é bastante crítica, pois necessita para o seu regular funcionamento cerca de 260 profissionais".
A Coordenadora refere ainda que as obras a realizar nas extensões de Saúde de Palma (Alcácer do Sal), Melides (Grândola), Sabóia e Vila Nova de Milfontes (Odemira), e Vila Nova de Santo André (Santiago do Cacém) "não serão realizadas nesta legislatura" e que a extensão de Saúde de Casebres (Alcácer do Sal) "não teve cuidados médicos durante mais de mês e meio", sendo que "o seu futuro funcionamento será de forma irregular".
Já as extensões de Saúde em Relíquias e São Martinho das Amoreiras (Odemira), e Montevil (Alcácer do Sal) "irão continuar a funcionar de forma irregular", acrescenta a Coordenadora, que alerta ainda para o facto de existirem na região 55 mil utentes "sem médico de família".
A Coordenadora denuncia ainda no comunicado que os tempos de espera nas consultas e cirurgias "são enormes" nas especialidades de Cirurgia Geral, Ginecologia, Neurologia, Oftalmologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Reumatologia e Urologia.
"Os piores casos de espera são nas especialidades de Oftalmologia, de cerca de 330 dias, e de Otorrinolaringologia, com mais de 600 dias", acrescenta a Coordenadora.
Como aspectos positivos, a Coordenadora destaca a contratação de um médico pediatra e o início das obras do Serviço de Urgência do Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 23/01/2019
BE de Santiago quer mais
verbas para freguesias
O Bloco de Esquerda (BE) de Santiago do Cacém acusa a mairia CDU na Câmara Municipal local de estar a tentar " asfixiar" as juntas de freguesia do concelho, ao reduzir a verba a transferir para estas entidades no âmbito do seu orçamento para 2019.
07h00 - segunda, 14/01/2019
CM Santiago asfalta via
junto ao Centro de Saúde
A Câmara de Santiago do Cacém está a realizar trabalhos de pavimentação na rua Padre Hermano Ferreira e no bairro São Vicente de Paulo, principal via de acesso ao Centro de Saúde local.
07h00 - quarta, 09/01/2019
PS critica valor de obras
municipais em Santiago
A Concelhia de Santiago do Cacém apoia a realização das obras de reabilitação urbana do centro histórico da cidade, mas considera que o valor previsto pela autarquia no concurso de uma das empreitadas "é um esbanjar de dinheiro".
07h00 - segunda, 07/01/2019
BE Santiago quer
OP implementado
O Bloco de Esquerda (BE) de Santiago do Cacém defende a implementação do "Orçamento Participativo" (OP) no concelho, proposta que apresentou na preparação do Orçamento e Grandes Opções do Plano da autarquia local para 2019.
08h00 - segunda, 24/12/2018
CM Santiago apoia
atletas do concelho
A Câmara de Santiago do Cacém atribuiu na passada semana uma verba total de cerca de cinco mil euros a oito atletas do concelho que se notabilizam pela sua participação em provas nacionais e internacionais.

Data: 18/01/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial