07h00 - quinta, 29/11/2018

Utentes criticam
"situações graves"
na ULSLA

Utentes criticam "situações graves" na ULSLA

A Coordenadora das Comissões de Utentes do Litoral Alentejano denunciou nesta quarta-feira, 28, em comunicado, uma série de "situações graves" ocorridas nos serviços de saúde da região, que lhe foram comunicadas através de queixas/ denúncias.
Para a Coordenadora, "é grave o tempo de espera no Hospital do Litoral Alentejano na especialidade de Oftalmologia ser de 330 dias e na área de Otorrinolaringologia ser mais de 600 dias".
"Mas mais grave ainda é desde Julho não ser realizadas cirurgias nas especialidades de Ginecologia, Otorrinolaringologia e Urologia, agravando assim em muito o tempo de espera para as respectivas cirurgias, podendo vir a existir consequências imprevisíveis e graves para os utentes".
A Coordenadora considera ainda ser "inadmissível que não havendo cirurgias oncológicas há largos meses, os utentes podem vir a perder o órgão".
"Há cerca de dois anos que se agravou a situação na especialidade de Urologia, tendo sido feitas pressões para a contratação de mais um(a) médico(a) a tempo inteiro e até hoje sem resposta", critica ainda a Coordenadora das Comissões de Utentes, sublinhando ser "inaceitável os equipamentos avariarem e estarem à cerca de um ano sem reparação ou substituição".
A recente saída de diversos(as) médicos(as) da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA), o facto de a Extensão de Saúde do Canal Caveira não ter cuidados médicos "há cerca de um mês" e a não existência de uma ambulância de Suporte Imediato de Vida no Serviço de Urgência Básico de Alcácer do Sal são outras das situações denunciadas pelas Comissões de Utentes do Litoral Alentejano.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - terça, 18/06/2019
Música no Hospital
do Litoral Alentejano
Tornar "mais leve" a passagem ou permanência na sala de tratamentos de quimioterapia é o objectivo do projecto "Música no Hospital", que um grupo de voluntários tem vindo a dinamizar no serviço de Oncologia e na sala de quimioterapia do Hospital do Litoral Alentejano.
07h00 - segunda, 17/06/2019
Obras arrancam
no Bairro do Pinhal
A Câmara de Santiago do Cacém já iniciou as obras de requalificação de espaço público no bairro do Pinhal, em Vila Nova de Santo André, avaliadas em 1,1 milhões de euros e integradas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) do concelho.
07h00 - sexta, 14/06/2019
Santiago e Grândola
concluem obras na EM 545
As câmaras de Santiago do Cacém e de Grândola já concluíram as obras de requalificação do troço da Estrada Municipal (EM) 545, entre a localidade de Faleiros e a ponte sobre a ribeira de Corona, que permite o acesso à aldeia mineira do Lousal.
07h00 - terça, 11/06/2019
Autarca de Santiago alerta
para problemas POOC
O presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, "exige mais" da revisão do Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC), sobretudo no que diz respeito à criação de condições para receber os banhistas na zona de costa do concelho.
07h00 - quarta, 05/06/2019
Santiago do Cacém
geminou-se com
município da Hungria
O Município de Santiago do Cacém é agora "irmão" o Município do Condado de Szombathely, na Hungria, num processo de geminação fornalizado no final da passada semana durante uma cerimónia realizada na sede da autarquia do Litoral Alentejano.

Data: 07/06/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial