07h00 - sexta, 12/04/2019

Canoísta do CN Milfontes
vice-campeão nacional

Canoísta do CN Milfontes vice-campeão nacional

O canoísta Nuno Brandão, do Náutico de Milfontes, é o novo vice-campeão nacional de fundo de K1 na categoria de Veteranos B, feito garantido no último sábado, 6 de Abril, no Campeonato Nacional de Fundo em canoagem.
A prova realizou-se em Melres (concelho de Gondomar), com o atleta do emblema de Vila Nova de Milfontes a cumprir a sua prova em 13m34s04, a apenas cinco segundos do vencedor (e novo campeão nacional) Rui Romão, do Clube de Canoagem de Ovar.
O Campeonato Nacional de Fundo 2019 contou com a participação de atletas dos três clubes de canoagem do concelho de Odemira. Além de Nuno Brandão, o destaque vai para Helena Rodrigues, do Fluvial Odemirense, que ficou à beira das medalhas em K1 Veteranos A, onde foi quarta classificada
Em bom plano estiveram ainda mais cinco canoístas do Náutico do Litoral Alentejano (CNLA): Rui Reis foi quinto classificado em C1 Veteranos A; Inês Esteves e Sara Rafael ficaram em quinto e sétimo, respectivamente, em K1 Seniores; Dina Caiado foi sexta em K1 Veteranos B; e Duarte Ramos foi também sexto em K1 Infantis.
Colectivamente, o CNLA alcançou a 10º posição (699 pontos), enquanto o Náutico de Milfontes foi 36º (113 pontos) e o Fluvial Odemirense 44º (41 pontos). Na classificação colectiva dos escalões de Veteranos o Fluvial Odemirense alcançou o oitavo lugar (262 pontos), o CNLA o 9º (255 pontos) e o Náutico de Milfontes o 16º (191 pontos).
Um dia depois do Nacional de Fundo, no domingo, 7 de Abril, a pista de Melres recebeu a Taça de Portugal de Tripulações de Fundo, com os canoístas do concelho de Odemira a garantirem um total de seis medalhas.
A dupla composta por Rui Reis e Raúl Gonçalves (CNLA) subiu ao lugar mais alto do pódio em C2 Veteranos A, o mesmo sucedendo com as colegas de equipa Margarida Pereira, Micaela Silvestre, Maria Fonseca Santos e Joana Ramos Silva em K4 Cadetes.
Por seu lado, a dupla Nuno Brandão e Nelson Ramos (Náutico de Milfontes) foi segunda classificada em K2 Veteranos A. E o quarteto formado por Jorge Domingos, Pedro Rodrigues, Fernando Encarnação e José Duarte (Fluvial Odemirense) foi terceiro em K4 Veteranos B, posição também obtida pelas duplas Sara Rafael/ Inês Esteves (CNLA) em K2 Seniores e Micaela Silvestre/ Maria Fonseca Santos (CNLA) em K2 Cadetes.
Na classificação colectiva da Taça de Portugal de Tripulações de Fundo, o CNLA foi 13º, o Fluvial Odemirense 36º e o Náutico de Milfontes 37º. E no que toca à classificação em veteranos, o Fluvial Odemirense foi oitavo, o Náutico de Milfontes 14º e o CNLA 20º.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 18/07/2019
FACECO 2019 apoia
pescadores da Azenha
A FACECO terá um cariz solidário em 2019, uma vez que metade do valor resultante da venda de entradas reverterá para a campanha solidária que está a decorrer em favor dos pescadores da Azenha do Mar afectados pelo incêndio de 6 de Maio.
07h00 - segunda, 15/07/2019
Balcão Único de Odemira
assinala nove anos de existência
O Balcão Único (BU) da Câmara de Odemira assinalou, na passada sexta-feira, 12 de Julho, nove anos de existência, sendo que actualmente conta com uma média de 10 mil atendimentos a munícipes por ano.
07h00 - segunda, 15/07/2019
Um derrame hoje?
"Consequências seriam
maiores", diz ARH
O director da Administração Regional Hidrográfica (ARH) do Alentejo, ligada à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), admite que um acidente como o ocorrido, em 1989, com o petroleiro "Marão" nos dias de hoje teria consequências económicas e ambientais bem maiores na zona do Alentejo Litoral.
07h00 - sexta, 12/07/2019
Jogadora de Milfontes
nas campeãs da Europa
A concretização de um sonho: é desta forma que a futebolista Jéssica Silva, natural de Vila Nova de Milfontes, descreve a sua transferência dos espanhóis do Levante para os franceses do Olympique Lyon, actuais campeões da Europa de futebol feminino.
07h00 - sexta, 12/07/2019
E se houvesse novo derrame
de crude na costa de Odemira?
Na madrugada de 19 de Julho de 1989 a praia do Almograve e algumas zonas a norte e a sul do areal "tingiram-se" de negro.

Data: 05/07/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial