07h00 - segunda, 22/04/2019

Estradas de Odemira
preocupam Bloco

Estradas de Odemira preocupam Bloco

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda (BE) propôs na Assembleia da República uma recomendação ao Governo para que avance, "com urgência", com a reparação das estradas regionais (ER) 123 e 266 e do viaduto de Luzianes-Gare, no concelho de Odemira.
Em comunicado enviado ao "SW", o BE de Odemira lembra que a ER 123, o viaduto de Luzianes-Gare e a ER 266 "constituem fundamentais ligações a Odemira, sede do concelho, às freguesias vizinhas do interior do concelho e ao Algarve, assim como aos distritos de Beja e Évora", além de serem "as únicas ligações existentes entre as estações ferroviárias da Funcheira e de Santa Clara-Sabóia".
De acordo com os bloquistas, estas estradas "são muito utilizadas para o transporte dos produtos oriundos do interior do concelho de Odemira, para os transportes dos alunos que frequentam a escola básica e as escolas secundárias da localidade, assim como para as deslocações das populações aos diversos serviços de saúde no concelho e na região, para os diferentes locais de trabalho e, até, para as visitas a nível turístico".
"O próprio viaduto de Luzianes-Gare, uma importante obra emblemática de engenharia moderna, apresenta um pavimento muito irregular e degradado, o que coloca em causa a segurança de pessoas e veículos", acrescenta o BE, observando que "esta situação grave acaba por se reflectir negativamente a nível social e económico, contribuindo ainda mais para a interioridade e o abandono das freguesias no interior do concelho de Odemira".
Para o BE, são vários os factores que contribuem para a degradação do piso destas vias, nomeadamente "as condições climatéricas e o próprio tráfego rodoviário, muito dele pesado e que tem vindo a aumentar". "É de salientar o transporte de madeira de eucalipto proveniente da serra, do granito extraído da pedreira de Monchique e o transporte das próprias máquinas utilizadas em todos estes e outros trabalhos", acrescenta.
Os bloquistas recordam ainda que "a crescente degradação em que se encontram a EN/ER 123, o viaduto de Luzianes-Gare e a ER 166 tem motivado descontentamento por parte das populações, autarcas e de outras entidades", sendo que no final de 2018 foi aprovada uma moção, "por unanimidade", sobre o tema na Assembleia de Freguesia de Luzianes-Gare, a qual foi enviada ao Governo, à empresa Infra-estruturas de Portugal e a outras entidades oficiais.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

15h00 - sexta, 10/05/2019
Gente da Barragem:
Mariana & Diogo
A casa de Diogo e Mariana fica sobranceira à barragem, com uma vista deslumbrante, daquelas que daria a capa para uma colecção de postais, um fundo publicitário ou o lugar onde se passa um filme mediterrânico.
07h00 - sexta, 10/05/2019
Três dias de festa em Santa Clara
Os 50 anos da barragem de Santa Clara, no interior do concelho de Odemira, são assinalados neste fim-de-semana, 10 a 12 de Maio, com uma série de actividades promovidas pela Câmara de Odemira em parceria com a Associação de Beneficiários de Mira.
07h00 - sexta, 10/05/2019
"Santa Clara foi o
investimento público mais
importante no concelho"
Meio século após a inauguração da barragem em Santa Clara-a-Velha, o presidente da Câmara de Odemira frisa, em entrevista ao "SW", a importância do equipamento no desenvolvimento sócio-económico do concelho.
07h00 - segunda, 29/04/2019
H.
Na aldeia de Santa Clara-a-Velha, de manhã muito cedo quando as pessoas ainda não voltaram do desaparecer do dia anterior, percorro as ruas a indagar o porquê de ficar.
07h00 - sexta, 12/04/2019
Gente da Barragem:
Rita & Ricardo
Há na barragem de Santa Clara dois pequenos barcos à vela, na zona do centro náutico, ancorados à espera das pessoas que hão-de chegar ao deck de acostagem e neles entrar, soltar as velas e, como num sonho de criança, simplesmente navegar.

Data: 19/07/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial