07h00 - terça, 14/05/2019

Barragem de Santa Clara
tem "enorme" potencial turístico

Barragem de Santa Clara tem "enorme" potencial turístico

O presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo não tem dúvidas: o potencial turístico da barragem de Santa Clara "é enorme", complementando a oferta de "sol e mar" disponível em todo o Alentejo Litoral.
Em declarações ao "SW", António Ceia da Silva sublinha que a grande albufeira situada junta à aldeia de Santa Clara-a-Velha, no interior do concelho de Odemira, é "um espaço fantástico, com enormes potencialidades para a prática do turismo náutico".
Além do mais, acrescenta, a barragem "está muito bem rodeada nas margens por excelentes unidades de alojamento, quer seja alojamento tradicional quer seja turismo em espaço rural. E é uma oferta complementar, preciosíssima, para o território do Litoral Alentejano, uma vez que complementa aquilo que é a oferta de sol e mar".
É seguindo esta linha de raciocínio que o presidente da Turismo do Alentejo elogia o "investimento muito significativo e muito bem realizado" pela Câmara Municipal de Odemira "ao nível da barragem de Santa Clara". "Um destino turístico não é formado apenas por uma peça do puzzle, mas sim por várias. E, de facto, Santa Clara é uma das peças desse puzzle com muito significado", acrescenta Ceia da Silva.
A albufeira de Santa Clara tem condições para ser cada vez mais atractiva em termos de turismo de natureza e de aventura, sector que, afirma o presidente da Turismo do Alentejo, regista "cada vez mais procura".
"Basta atentar às estatísticas da Organização Mundial de Turismo para nos apercebermos que, hoje em dia, o turismo de natureza tem cada vez mais níveis de procura e são segmentos de procura A e B+, ou seja, com alto nível cultural, com poder de compra, com disponibilidade de tempo… É um tipo de segmento de mercado que até do ponto de vista da internacionalização tem muito interesse", observa Ceia da Silva.
Segundo este responsável, a confirmar esta tendência do mercado estão os resultados obtidos pelo projecto da Rota Vicentina, assim como novas iniciativas da Turismo do Alentejo, caso dos Caminhos de Santiago, da rede de percursos pedestres Transalentejo ou das redes de cycling que estão a ser montadas. "É realmente um produto com bastante procura", conclui Ceia da Silva.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 18/07/2019
FACECO 2019 apoia
pescadores da Azenha
A FACECO terá um cariz solidário em 2019, uma vez que metade do valor resultante da venda de entradas reverterá para a campanha solidária que está a decorrer em favor dos pescadores da Azenha do Mar afectados pelo incêndio de 6 de Maio.
07h00 - segunda, 15/07/2019
Balcão Único de Odemira
assinala nove anos de existência
O Balcão Único (BU) da Câmara de Odemira assinalou, na passada sexta-feira, 12 de Julho, nove anos de existência, sendo que actualmente conta com uma média de 10 mil atendimentos a munícipes por ano.
07h00 - segunda, 15/07/2019
Um derrame hoje?
"Consequências seriam
maiores", diz ARH
O director da Administração Regional Hidrográfica (ARH) do Alentejo, ligada à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), admite que um acidente como o ocorrido, em 1989, com o petroleiro "Marão" nos dias de hoje teria consequências económicas e ambientais bem maiores na zona do Alentejo Litoral.
07h00 - sexta, 12/07/2019
Jogadora de Milfontes
nas campeãs da Europa
A concretização de um sonho: é desta forma que a futebolista Jéssica Silva, natural de Vila Nova de Milfontes, descreve a sua transferência dos espanhóis do Levante para os franceses do Olympique Lyon, actuais campeões da Europa de futebol feminino.
07h00 - sexta, 12/07/2019
E se houvesse novo derrame
de crude na costa de Odemira?
Na madrugada de 19 de Julho de 1989 a praia do Almograve e algumas zonas a norte e a sul do areal "tingiram-se" de negro.

Data: 19/07/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial