07h00 - terça, 14/05/2019

Barragem de Santa Clara
tem "enorme" potencial turístico

Barragem de Santa Clara tem "enorme" potencial turístico

O presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo não tem dúvidas: o potencial turístico da barragem de Santa Clara "é enorme", complementando a oferta de "sol e mar" disponível em todo o Alentejo Litoral.
Em declarações ao "SW", António Ceia da Silva sublinha que a grande albufeira situada junta à aldeia de Santa Clara-a-Velha, no interior do concelho de Odemira, é "um espaço fantástico, com enormes potencialidades para a prática do turismo náutico".
Além do mais, acrescenta, a barragem "está muito bem rodeada nas margens por excelentes unidades de alojamento, quer seja alojamento tradicional quer seja turismo em espaço rural. E é uma oferta complementar, preciosíssima, para o território do Litoral Alentejano, uma vez que complementa aquilo que é a oferta de sol e mar".
É seguindo esta linha de raciocínio que o presidente da Turismo do Alentejo elogia o "investimento muito significativo e muito bem realizado" pela Câmara Municipal de Odemira "ao nível da barragem de Santa Clara". "Um destino turístico não é formado apenas por uma peça do puzzle, mas sim por várias. E, de facto, Santa Clara é uma das peças desse puzzle com muito significado", acrescenta Ceia da Silva.
A albufeira de Santa Clara tem condições para ser cada vez mais atractiva em termos de turismo de natureza e de aventura, sector que, afirma o presidente da Turismo do Alentejo, regista "cada vez mais procura".
"Basta atentar às estatísticas da Organização Mundial de Turismo para nos apercebermos que, hoje em dia, o turismo de natureza tem cada vez mais níveis de procura e são segmentos de procura A e B+, ou seja, com alto nível cultural, com poder de compra, com disponibilidade de tempo… É um tipo de segmento de mercado que até do ponto de vista da internacionalização tem muito interesse", observa Ceia da Silva.
Segundo este responsável, a confirmar esta tendência do mercado estão os resultados obtidos pelo projecto da Rota Vicentina, assim como novas iniciativas da Turismo do Alentejo, caso dos Caminhos de Santiago, da rede de percursos pedestres Transalentejo ou das redes de cycling que estão a ser montadas. "É realmente um produto com bastante procura", conclui Ceia da Silva.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 16/05/2019
Regadio no Mira com
taxa de utilização de 60%
Meio século após a construção da barragem de Santa Clara, estão a ser utilizados 60% dos cerca de 12 mil hectares abrangidos pelo Aproveitamento Hidroagrícola do Mira (AHM).
07h00 - quarta, 15/05/2019
Praias de Odemira com
mais três bandeiras azuis
No Verão de 2019 serão 12 as praias do concelho de Odemira a ostentar a Bandeira Azul, símbolo de qualidade e excelência ambiental atribuído pela ABAE-Associação Bandeira Azul da Europa.
07h00 - quarta, 15/05/2019
Vitacress vai usar
algas como fertilizante
A empresa Vitacress, com sede na freguesia de Boavista dos Pinheiros (Odemira), está a trabalhar num projecto de investigação que prevê a utilização de microalgas como fertilizante orgânico na agricultura.
07h00 - terça, 14/05/2019
Alunas de Milfontes
participaram em
concurso internacional
Cinco alunas do primeiro ano do curso profissional técnico de Comércio do Colégio de Nossa Senhora da Graça, de Vila Nova de Milfontes, estiveram na passada semana em Barcelona (Espanha), num concurso internacional.
07h00 - segunda, 13/05/2019
Odemira exige medidas para
novas instalações agrícolas
A Assembleia Municipal de Odemira exige ao Governo que sejam tomadas medidas preventivas imediatas "quanto a novos investimentos em instalações agrícolas no território" até que seja produzida decisão definitiva sobre as propostas apresentadas pelo Grupo de Trabalho do Mira para o sector.

Data: 10/05/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial