07h00 - quarta, 25/09/2019

Odemirense quer ficar
"entre os cinco primeiros"

Odemirense quer ficar "entre os cinco primeiros"

O Odemirense entrou de "pé direito" em 2019-2020 (uma vitória e um empate), época em que a ambição passa por fazer melhor que no último ano, assume o técnico Nuno Luz em entrevista ao "SW".

Quais são as ambições do Odemirense para esta temporada de 2019-2020?
As ambições e aquilo que temos em termos de objectivos – até por parte da Direcção – é tentar fazer melhor que o ano passado.

Ou seja…
Evidentemente que esse fazer melhor é ficar entre os cinco primeiros! O campeonato do ano passado foi competitivo do meio para baixo e este ano tenho a certeza que vai ser mais competitivo do meio para cima, pois as equipas reforçaram-se todas bem. Por isso, esse objectivo [de ser quinto classificado] é cada vez mais difícil de atingir. Mas vamos pensar jogo-a-jogo e em todos os jogos vamos querer ganhar. E depois há estas competições, como a Taça de Honra e a Taça do Distrito, em que também entramos para ganhar.

A continuidade de grande parte dos jogadores da última época pode ajudar a alcançar esses objectivos?
Sim, foi isso mesmo que tentámos fazer neste ano. O ano passado era considerado o "ano zero", porque foi uma equipa quase toda nova. Este ano já conseguimos manter o grande grosso dos jogadores do ano passado, há uma continuidade e os jogadores já estão dentro do processo, dos sistemas e daquilo que queremos para a equipa. Assim torna-se mais fácil. Agora é incorporar estes cinco ou seis jogadores que chegaram à equipa, para todos juntos conseguirmos alcançar os nossos objectivos.

O plantel já está "fechado"?
Ainda não… Vamos ver como correm estes jogos da Taça de Honra, mas já temos ideia do que precisamos e do que poderemos melhorar. E com certeza que vamos tentar que haja mais uma entrada ou outra para completar o plantel.

Começaram a época com a Taça de Honra. Esta competição servirá, sobretudo, para rotinar a equipa, tendo em vista o campeonato distrital da 1ª divisão?
Exactamente! E penso que até o espírito da prova (apesar de haver sempre a competição em si) era também ser uma competição para as equipas aprimorarem os processos e verem jogadores… Esse é o nosso intuito também: aproveitar estes jogos para vermos o que temos e melhorarmos alguns aspectos que estejam menos bons. Sempre com o intuito de ganhar, porque não estamos nesta Taça de Honra só para participar: o nosso objectivo é também dar valor à competição. Mas, acima de tudo, esta Taça [de Honra] vai servir-nos para vermos o que temos, para que no início do campeonato e da Taça [do Distrito de Beja] já possamos estar ao nível que estamos à espera.

Já disse que espera um campeonato mais competitivo no topo. Quem são, na sua opinião, os grandes candidatos ao título?
Para já – e pelo que sei – parece-me evidente que as equipas que desceram do Campeonato de Portugal são equipas que normalmente vêm sempre bem estruturadas, como é o caso do Moura e do Vasco da Gama da Vidigueira. Depois há equipas já do ano passado, que já eram bastante competitivas e mantiveram as suas estruturas… Mas tudo vai depender dos jogos e das motivações das equipas. Porque realmente houve muitas equipas que se reforçaram, agora é saber o valor desses jogadores, que alguns são desconhecidos. Mas jogo-a-jogo vamos perceber isso.

Faz agora 10 anos que o Odemirense foi campeão distrital pela última vez. Ainda é cedo para o clube voltar a pensar num feito do género?
[sorrisos] Não é esse o nosso objectivo, como é claro. Queremos cada vez mais estar melhores e é isso que estamos a tentar fazer. É certo que nunca se deve dizer nunca, por isso vamos tentar cumprir os nossos objectivos jogo-a-jogo. Mas é evidente que toda a gente quer ganhar e se pudermos ganhar e sermos campeões, então também queremos com certeza.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - sexta, 29/05/2020
PSD questiona caravanismo
"selvagem" no Alentejo Litoral
O PSD pretende saber se o Governo vai rever o actual quadro legal para proteger regiões como a Costa Vicentina e o Sudoeste Alentejano da prática daquilo que apelida de "auto-caravanismo selvagem".
07h00 - terça, 26/05/2020
500 portáteis distribuídos
por alunos de Odemira
São 500 computadores portáteis e 280 routers que permitem o acesso à Internet: é este equipamento informático que a Câmara de Odemira vai distribuir pelos alunos do concelho, no sentido de assegurar que todos os jovens estudantes tenham à disposição as ferramentas necessárias para o ensino à distância.
09h00 - segunda, 25/05/2020
Freguesia
de São Luís sem
médico há meses
A Junta de Freguesia de São Luís, no concelho de Odemira, está indignada pela falta de profissionais de saúde na Extensão de Saúde local, sendo que de momento a freguesia não conta com médico, enfermeiros ou sequer serviços administrativos.
07h00 - segunda, 25/05/2020
Plataforma pelas Artes
nasce no concelho de Odemira
A vila de Odemira foi um dos "palcos", na passada quinta-feira, 21, da vigília pelas artes e cultura em Portugal, numa iniciativa da qual acabou por nascer a Plataforma Cultura e Artes Odemira, que junta diversos artistas residentes no concelho.
08h00 - sexta, 22/05/2020
Vereadora Deolinda Seno Luís: "Era incompreensível Odemira não ter CLDS"
Em entrevista ao "SW" a vereadora Deolinda Seno Luís, responsável pelo pelouro da Intervenção Social na Câmara de Odemira, explica a importância de o concelho ter, pela primeira vez, um Contrato Local de Desenvolvimento Social no seu território.

Data: 22/05/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial