07h00 - quarta, 06/11/2019

Concelho de Odemira recebe
Encontro Nacional de Regadio

Concelho de Odemira recebe Encontro Nacional de Regadio

Debater o trinómio Agricultura-Ambiente-Território e os desafios dos aproveitamentos hidroagrícolas além da gestão da água são os grandes objectivos do Encontro Regadio 2019/ XII Jornadas FENAREG, que a Federação Nacional de regantes de Portugal (FENAREG) e a Associação de Beneficiários do Mira promovem nesta quarta e quinta-feira, 6 e 7 de Novembro, em Odemira.
"Com os desafios das alterações climáticas e com os compromissos ambientais que nos propomos, o planeamento tem cada vez mais um papel preponderante, sendo fundamental pensar a longo prazo e encontrar alternativas e soluções viáveis", observa o presidente da FENAREG, João Núncio.
A iniciativa, que contará com a presença da ministra da Agricultura (naquele que será o primeiro acto público de Maria do Céu Albuquerque nesta funções), assinala igualmente o 50º aniversário do Aproveitamento Hidroagrícola do Mira (comemorado no passado dia 10 de Maio), que actualmente tem 94% da sua área classificada como Rede Natura, o que, segundo a FENAREG, "coloca uma série de desafios do ponto de vista da articulação das entidades gestoras do território e da conciliação das actividades económicas, nomeadamente a agricultura, com a protecção do ambiente e da orla costeira.
"A gestão dos Aproveitamentos Hidroagrícolas não se cinge apenas a uma eficiente gestão da água. É necessário existir uma estratégia clara para o território", defende o director-executivo da ABM, Manuel Amaro Figueira.
Tendo como mote "Desenvolvimento Rural e Planeamento do Território", o encontro vai decorrer nas instalações do ZMAR, perto da Zambujeira do Mar, e arranca às 9h45 de quarta-feira, 6.
Às 10h30 será debatido o tema "O Aproveitamento Hidroagrícola do Mira: Passado, Presente e Futuro", seguindo-se as conferências "A Agricultura e os Direitos Fundamentais: a Propriedade, o Território e o Ambiente" (11h00) e "Aproveitamentos Hidroagrícolas: Desafios para além da gestão da água. Casos práticos" (11h30).
Depois de almoço, as jornadas continuam com a sessão "Implementação dos Aproveitamentos Hidroagrícolas" (15h00) e a apresentação, por Francisco Gomes da Silva, do "Contributo para uma Estratégia para o Regadio 2050" (15h30), um estudo realizado pela empresa Agroges para a FENAREG que aponta caminhos orientadores das políticas públicas de regadio até 2050, propondo um plano de acção até 2027 e os instrumentos financeiros para modernizar o regadio em Portugal.
Segue-se a mesa-redonda "Os desafios para o regadio" (16h15) e a sessão de encerramento (18h00), onde estará a ministra Maria do Céu Albuquerque. O dia termina com um jantar de gala, pelas 20h00, para comemoração dos 50 anos do Aproveitamento Hidroagrícola do Mira.
O Encontro Regadio 2019/ XII Jornadas FENAREG terminam na quinta-feira, 7, com uma visita, a partir das 9h00, às infra-estruturas do Aproveitamento Hidroagrícola do Mira e a algumas explorações agrícolas locais.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - terça, 26/05/2020
500 portáteis distribuídos
por alunos de Odemira
São 500 computadores portáteis e 280 routers que permitem o acesso à Internet: é este equipamento informático que a Câmara de Odemira vai distribuir pelos alunos do concelho, no sentido de assegurar que todos os jovens estudantes tenham à disposição as ferramentas necessárias para o ensino à distância.
09h00 - segunda, 25/05/2020
Freguesia
de São Luís sem
médico há meses
A Junta de Freguesia de São Luís, no concelho de Odemira, está indignada pela falta de profissionais de saúde na Extensão de Saúde local, sendo que de momento a freguesia não conta com médico, enfermeiros ou sequer serviços administrativos.
07h00 - segunda, 25/05/2020
Plataforma pelas Artes
nasce no concelho de Odemira
A vila de Odemira foi um dos "palcos", na passada quinta-feira, 21, da vigília pelas artes e cultura em Portugal, numa iniciativa da qual acabou por nascer a Plataforma Cultura e Artes Odemira, que junta diversos artistas residentes no concelho.
08h00 - sexta, 22/05/2020
Vereadora Deolinda Seno Luís: "Era incompreensível Odemira não ter CLDS"
Em entrevista ao "SW" a vereadora Deolinda Seno Luís, responsável pelo pelouro da Intervenção Social na Câmara de Odemira, explica a importância de o concelho ter, pela primeira vez, um Contrato Local de Desenvolvimento Social no seu território.
08h00 - sexta, 22/05/2020
Odemira quer ter
idosos "mais activos"
Promover o "envelhecimento activo" e a "autonomia das pessoas idosas", assim como combater a solidão e o isolamento, são algumas das metas do "Geração Activa", projecto que arrancou no passado mês de Outubro e que é o primeiro Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS) desenvolvido no concelho de Odemira.

Data: 22/05/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial