07h00 - sexta, 10/01/2020

Autarca de Santiago
preocupado com fecho
da central de Sines

Autarca de Santiago preocupado com fecho da central de Sines

O presidente da Câmara de Santiago do Cacém está preocupado com o futuro dos trabalhadores da central termoeléctrica da EDP em Sines que não fazem parte dos quadros da empresa, face ao anúncio da cessação da produção desta unidade em Setembro de 2023.
Em comunicado, Álvaro Beijinha salienta que "não estão em causa as questões ambientais", mas manifesta a sua preocupação com o futuro dos trabalhadores, "porque uma grande parte dos que laboram na EDP de Sines são contratados através de empresas prestadoras de serviços".
Além do mais, como a grande maioria destes trabalhadores "reside no concelho de Santiago do Cacém, em particular em Vila Nova de Santo André", o autarca teme que com o encerramento da central termoeléctrica se coloque "uma questão social".
"Daí a nossa apreensão", reforça Beiinha, que reuniu recentemente com representantes do Sindicato das Indústrias das Energias e Águas de Portugal para debater este assunto.
O presidente da Câmara de Santiago do Cacém observa ainda que "preservar um bem comum tem custos que têm reflexos do ponto de vista económico e social na vida de mais de 300 trabalhadores". "Por isso questionámos o Governo, através da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, sobre que medidas e soluções têm previstas", acrescenta.
"O encerramento daquela unidade é um assunto falado há alguns anos, tendo em conta os níveis de poluição que a central termoeléctrica emite para a atmosfera, mas as questões laborais criam apreensão", reforça o edil, que já solicitou uma reunião com a ministra Ana Mendes Godinho para discutir este assunto.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - terça, 02/06/2020
Deputados do PS visitaram
concelho de Odemira
Os dois deputados do PS eleitos pelo distrito de Beja visitaram nesta segunda-feira, 1 de Junho, alguns restaurantes e unidades turísticas do concelho de Odemira, assim como uma empresa agrícola local.
07h00 - segunda, 01/06/2020
Odemira cria fundos de emergência
para apoiar famílias e empresas
Minimizar o impacto da crise social e económica nas famílias e empresas do concelho de Odemira e fazer face à diminuição dos rendimentos causada pela pandemia da Covid-19 é a meta dos fundos de emergência criados pela Câmara Odemira, no valor total de 1,25 milhões de euros.
07h00 - sexta, 29/05/2020
PSD questiona caravanismo
"selvagem" no Alentejo Litoral
O PSD pretende saber se o Governo vai rever o actual quadro legal para proteger regiões como a Costa Vicentina e o Sudoeste Alentejano da prática daquilo que apelida de "auto-caravanismo selvagem".
07h00 - terça, 26/05/2020
500 portáteis distribuídos
por alunos de Odemira
São 500 computadores portáteis e 280 routers que permitem o acesso à Internet: é este equipamento informático que a Câmara de Odemira vai distribuir pelos alunos do concelho, no sentido de assegurar que todos os jovens estudantes tenham à disposição as ferramentas necessárias para o ensino à distância.
09h00 - segunda, 25/05/2020
Freguesia
de São Luís sem
médico há meses
A Junta de Freguesia de São Luís, no concelho de Odemira, está indignada pela falta de profissionais de saúde na Extensão de Saúde local, sendo que de momento a freguesia não conta com médico, enfermeiros ou sequer serviços administrativos.

Data: 22/05/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial