07h00 - quarta, 18/03/2020

Covid-19: CM Odemira assegura
vencimentos a trabalhadores

Covid-19: CM Odemira assegura vencimentos a trabalhadores

A Câmara de Odemira adoptou novas medidas de prevenção e combate ao surto do coronavírus Covid-19 que se verifica em Portugal, tendo igualmente decidido garantir a remuneração total de todos os seus trabalhadores.
Em comunicado, a autarquia revela ter avançado, na segunda-feira, 16, com novas "medidas de organização interna e medidas complementares de prevenção", que passam "pelo recurso ao tele-trabalho e definição de serviços mínimos, sendo garantida a totalidade da remuneração a todos os trabalhadores".
A par disto, foram suspensas "todas as iniciativas desportivas, culturais, recreativas até ao final de Junho", entre as quais as comemorações do 25 de Abril, as Festas de Maio em Amoreiras-Gare, a Feira do Turismo Activo (FEITUR) em Vila Nova de Milfontes ou o Festival de Marchas de Odemira.
O executivo liderado por José Alberto Guerreiro decidiu ainda, para "salvaguardar a saúde dos trabalhadores e de todos os que com estes contactam", encerrar os serviços municipais, "com excepção dos considerados indispensáveis para assegurar a prossecução inadiável das atribuições e competências municipais essenciais", e recorrer ao tele-trabalho sempre que possível, "mantendo-se os trabalhadores disponíveis durante o habitual período normal de trabalho".
Já as actividades consideradas "essenciais" e em que não seja possível o recurso ao tele-trabalho serão "garantidas através da implementação de medidas de rotatividade e/ou desfasamento de horários, salvaguardando todas as medidas profiláticas aplicáveis por orientação da Direcção Geral de Saúde".
Entretanto, e em declarações ao jornal "Público", o autarca José Alberto Guerreiro anunciou ainda que a Câmara de Odemira tem preparado um plano de prevenção para situações de quarentena, onde se inclui a disponibilidade de vários espaços no concelho para albergar até 500 pessoas, nomeadamente os imigrantes que trabalham na agricultura.
"A autarquia tem disponíveis equipamentos públicos com dimensão e condições para alojamento e banhos, como pavilhões desportivos e multiusos", referiu o autarca, indicando que esses equipamentos ficam em Vila Nova de Milfontes, Odemira, São Teotónio e Boavista dos Pinheiros.
Ainda ao "Público" José Alberto Guerreiro mostrou-se preocupado com os grupos de migrantes que continuam a juntar-se nas ruas da vila de Odemira e de outros pontos do concelho, muitos deles sem saber uma palavra de português ou inglês.
"Não temos a garantia de que conheçam a necessidade de se recolher", por isso "já comunicámos a todas as entidades de segurança e temos feito campanhas de informação através da Comissão Municipal de Integração de Migrantes", observou.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

08h00 - quinta, 02/04/2020
Câmara de Odemira lança
15 medidas de apoio económico
Com a crise "à porta" devido à pandemia de Covid-19, a Câmara de Odemira acaba de lançar um pacote de 15 medidas de apoio às famílias, instituições e empresas do concelho, no valor de dois milhões de euros, com o objectivo "de contribuir para a salvaguarda da economia familiar, da preservação do tecido empresarial e do emprego e ajudar as instituições no seu trabalho diário de apoio social".
08h00 - terça, 31/03/2020
OP de Odemira dedicado ao
"Ambiente e Alterações Climáticas"
Arranca nesta quarta-feira, 1 de Abril, a edição de 2020 do "Orçamento Participativo" (OP) da Câmara de Odemira, que este ano será totalmente desmaterializado e dedicado em exclusivo ao tema "Ambiente e Alterações Climáticas".
08h00 - segunda, 30/03/2020
Nacionais e distritais
de formação de futebol
e futsal concluídos
A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou na sexta-feira, 27, ter dado por concluídos os campeonatos nacionais e distritais de futebol e futsal nos escalões de formação, em virtude da pandemia de Covid-19 que está a afectar todo o território de Portugal.
08h00 - segunda, 30/03/2020
"Juntos pelo Sudoeste" exige
medidas às empresas agrícolas
O movimento "Juntos pelo Sudoeste" veio a público exigir "responsabilidade social" às empresas agrícolas dos concelhos de Odemira e de Aljezur, onde trabalham centenas de pessoas de origem estrangeira, no combate à pandemia de Covid-19 que afecta Portugal.
07h00 - sexta, 27/03/2020
Tranquilidade nos
lares do concelho
de Odemira
Os idosos são o principal grupo de risco face à pandemia da Covid-19, que nas últimas duas semanas virou o país do "avesso".

Data: 27/03/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial