07h00 - sexta, 26/02/2021

"Juntos pelo Sudoeste" critica resolução do Parlamento

"Juntos pelo Sudoeste" critica resolução do Parlamento

O movimento ambientalista "Juntos pelo Sudoeste" (JPS) considera que a resolução aprovada pelo Parlamento vai permitir que a região do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina passe de parque natural a "parque agro-industrial de contentores".
Em comunicado enviado ao "SW", o movimento "saúda a análise deste tema em Lisboa e a preocupação de reforçar as infraestruturas e serviços públicos, como escolas, creches,
centros de saúde, finanças, segurança social e forças de segurança, bem como a constatação das condições degradantes em que vivem muitos imigrantes que trabalham na agricultura intensiva".
No entanto, o JPS manifesta a sua "forte preocupação" com o facto de a resolução relegar "para segundo plano a necessidade urgente de preservação dos valores ambientais do PNSACV", considerando que "com esta atitude omissa, há, portanto, a clara confissão de que os senhores deputados desconsideram por completo, entre outros, um diploma tão fundamental como a Lei de Bases do Ambiente".
O movimento contesta igualmente o facto de a resolução propor que o Estado responda às necessidades da agricultura intensiva da região "ao recomendar ao Governo uma série de medidas relacionadas com as milhares de pessoas das quais dependem estas culturas intensivas",
"Confirma-se, assim, uma estratégia ecocida, que compromete a sustentabilidade do PNSACV, assim como os compromissos assumidos por Portugal a nível europeu, em matéria de protecção ambiental", argumenta.
Os ambientalistas do JPS lembra ainda "que o avanço descontrolado das explorações agrícolas tem vindo a arrasar um património natural único e de riqueza incalculável, a esgotar a já debilitada reserva de água da barragem de Santa Clara e a provocar uma imigração massiva o que, só por si, também acarreta consequências sérias ao nível da coesão social e ambiental, e não apenas na habitação, serviços e infra-estruturas públicas".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

11h01 - sexta, 16/04/2021
Covid-19. CM Odemira considera "injustas" medidas aplicadas ao concelho
A Câmara de Odemira "discorda das medidas adotadas" pelo Governo relativamente à pandemia da Covid-19, que farão o concelho regredir, a partir de segunda-feira, 19, no plano de desconfinamento em curso no país, exigindo que seja revista "imediatamente a metodologia de cálculo dos indicadores que serviram de base à decisão".
07h00 - sexta, 16/04/2021
Odemira regressa à primeira fase de desconfinamento
O concelho de Odemira vai voltar às regras da primeira fase de desconfinamento a partir de segunda-feira, 19, enquanto os restantes quatro municípios do Alentejo Litoral avançam para a terceira fase, anunciou ontem o primeiro-ministro.
07h00 - quinta, 15/04/2021
Junta de São Teotónio defende
sustentabilidade da caça
A Junta de São Teotónio está a preparar um conjunto de medidas de apoio para permitir a sustentabilidade da atividade cinegética nesta freguesia do concelho de Odemira.
07h00 - quarta, 14/04/2021
Dona do Zmar está insolvente,
mas unidade turística vai reabrir
A declaração de insolvência da empresa responsável pelo Zmar – Eco Camping Resort não coloca em risco de encerramento este complexo turístico em Odemira (Beja), que prevê reabrir "muito em breve", disse fonte do empreendimento.
07h00 - terça, 13/04/2021
AFBeja retoma
campeonatos distritais
no mês de maio
A Associação de Futebol de Beja (AFBeja) já tem preparada a retoma dos campeonatos distritais da 1ª e da 2ª divisão, assim como de sub-23 e de futsal, para concluir a época desportiva de 2020-2021.

Data: 09/04/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial