07h00 - sexta, 30/07/2021

Milfontes em sobressalto com ruído e vandalismo

Milfontes em sobressalto com ruído e vandalismo

A população de Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira, está indignada com o excesso de ruído, desacatos e atos de vandalismo provocados por um grupo de jovens que, todos os anos, passa férias na localidade.
A maioria dos distúrbios ocorreu nas últimas duas semanas e os prejuízos no espaço público e privado são elevados.
O presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova de Milfontes, Francisco Lampreia, explicou ao SW que "este grupo de jovens, muitos deles menores, está identificado e escolhe todos os anos Milfontes para passar férias".
"Mas, infelizmente, diverte-se sem olhar a meios e sem respeito pelas pessoas e pelo espaço público, vandalizando equipamentos públicos e privados e espalhando lixo pelas ruas e praias da freguesia", disse.
O autarca afirmou ainda que "alertou as autoridades para esta situação, que acontece todos os anos, com a vinda de centenas de jovens para Vila Nova de Milfontes passar férias depois de concluído o ano escolar", lamentando que "só nos últimos dias" é que o dispositivo da GNR tenha sido reforçado e que, "com um policiamento mais visível, os atos de vandalismo foram diminuindo".
Na praia do Malhão, fora do perímetro urbano, foram realizadas festas até altas horas da madrugada, deixando atrás de si um rasto de lixo e garradas de cerveja espalhadas pelo chão.
Todos os dias a Junta de Freguesia recolhia dezenas de sacos de garrafas que ficavam espalhadas por vários locais da vila, especialmente no parque de estacionamento do Malhão.
Conhecida por "Princesa do Alentejo", na vila de Milfontes há também relatos de carros vandalizados, espaços públicos destruídos e agressões.
Os moradores falam em "noites de terror com muito barulho até de madrugada" e um rasto de destruição com "figuras pintadas nos passadiços e nas paredes, sinais de trânsito arrancados, vidros de portas e janelas partidos, carros amolgados e retrovisores arrancados, vasos partidos e muito lixo espalhado pelas ruas".
Nos últimos dias, com a chegada de um reforço policial e também com a partida dos jovens, a situação está normalizada e agora é tempo de fazer contas aos prejuízos causados.
Nalgumas habitações onde os jovens estavam instalados há relatos de "agressões a proprietários, retirada de bens dos quartos e alguns atos de vandalismo, como produtos derramados no chãos e pinturas nas paredes".
Alguns jovens queixaram-se de ter sido agredidos por populares e pela GNR, mas não foi possível confirmar se foi apresentada alguma queixa no posto da GNR de Vila Nova de Milfontes.

TEXTO: Joaquim Bernardo


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 23/09/2021
Câmara de Odemira abre
candidaturas para bolsas de estudo
A Câmara de Odemira tem abertas, até 15 de outubro, a fase de candidaturas às bolsas de estudo para o ensino secundário e superior para os alunos do concelho.
07h00 - quinta, 23/09/2021
Projeto da Junta
de São Luís apoiado
pelo Fundo Ambiental
Um projeto da Junta de Freguesia de São Luís, no concelho de Odemira, está entre os 19 que vão ser apoiados em todo o país pelo Fundo Ambiental, no âmbito do aviso "JUNTAr+", que visa a promoção de projetos de economia circular.
07h00 - terça, 21/09/2021
Câmara de Odemira retoma
programa "Viver Ativo"
A Câmara de Odemira retoma nesta terça-feira, 21, as aulas do "Viver Ativo", programa municipal de desporto para seniores que visa promover "a melhoria da qualidade de vida e bem-estar da população sénior do concelho".
07h00 - segunda, 20/09/2021
TAIPA lança projeto para reduzir
"impacto psicológico" da pandemia
A cooperativa Taipa, com sede em Odemira, está a dinamizar um projeto-piloto para prevenir e reduzir o "impacto psicológico" da pandemia de covid-19 entre a população do concelho, foi hoje anunciado.
07h00 - sexta, 17/09/2021
Odemira recebe
encerramento do festival
"Terras Sem Sombra"
O concelho de Odemira recebe neste fim-de-semana, dias 18 e 19 de setembro, o encerramento da temporada de 2021 do festival "Terras Sem Sombra", que "concilia" a música clássica e erudita com ações de promoção do património local e de salvaguarda da biodiversidade.

Data: 17/09/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial