18h13 - quinta, 16/06/2016

Os portugueses e a actividade física


Cláudia Silva
Com o Verão à porta, o Sol convida a sair de casa e mais oportunidades surgem para a actividade física! A promoção da actividade física ao longo de todo o ciclo de vida é uma das medidas mais eficazes (e sem custos) para proteger a sua saúde, sendo que o contrário (o sedentarismo) pode ser prejudicial.
Com vista a obter maiores ganhos em saúde, a actividade física deverá ser estimulada desde muito cedo nas crianças para que
se incutam estilos de vida saudáveis, sendo que neste campo os pais e os professores têm um papel a desempenhar ao reduzir o tempo em frente aos monitores e promovendo actividades lúdicas.
Os comportamentos e estilos de vida influenciam a saúde individual e colectiva, com impacto importante nas doenças crónicas. A Direcção Geral de Saúde destaca entre as medidas essenciais para a sua prevenção a promoção do
exercício físico e a promoção do envelhecimento saudável.
Numa sondagem do Eurobarómetro (2014), dos 28 países que participaram no estudo, Portugal foi o terceiro país em que as pessoas menos praticam exercício físico. Como consequência temos o sedentarismo e o excesso de ingestão de calorias, que conduzem ao excesso de peso, sendo que 54% da população adulta entre os 18 e os 64 anos tem excesso de
peso (DGS, 2015).
Sabendo que 25% das mortes prematuras (que ocorre antes dos 70 anos) podiam ser evitáveis através da promoção dos factores protectores da saúde, onde se inclui o exercício físico, torna este o principal desafio para as organizações de saúde e decisores políticos.
Na Grande Idade um envelhecimento activo impõe o desenvolvimento de exercício físico, sendo este um papel actualmen-te desempenhado também pelas autarquias através da implementação de programas e actividades de proximidade que estimulam a sua prática.
Hoje assiste-se a uma relativização das doenças crónicas. No entanto, estas ainda são responsáveis por 85% da morbilidade, sendo que o exercício físico é uma forma importante para a sua prevenção. Para além disso, ainda aumenta a qualidade de vida e independência na Grande Idade através da melhoria do equilíbrio, coordenação, controlo motor, bem como a saúde mental, e a função cognitiva.
A DGS recomenda a realização de caminhadas e sessões organizadas de exercício físico, adequadas a cada pessoa, permitem o
convívio social, reduzindo sentimentos de solidão ou de exclusão social. Este Verão aproveite o sol, invista na sua saúde e pratique exercício físico!



COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
11h36 - quinta, 26/04/2018
Seis detidos pela GNR
em operação em Sines
Seis pessoas foram detidas na manhã desta quinta-feira, 26 de Abril, pela GNR na zona de Sines, por suspeitas da prática dos crimes de furto e roubo.
07h00 - quinta, 26/04/2018
Santaclarense perde
Taça de Honra nas
grandes penalidades
A equipa do Santaclarense perdeu para o FC São Marcos (do concelho de Castro Verde) a final da Taça de Honra da 2ª divisão distrital, disputada nesta quarta-feira, 25 de Abril, na cidade de Beja.
07h00 - quinta, 26/04/2018
Empresa de reciclagem
investe cinco milhões em Cercal
A Glopol Portugal vai investir cerca de cinco milhões de euros em Cercal do Alentejo, no concelho de Santiago do Cacém, numa unidade de reciclagem de plásticos no Parque de Empresas local.
07h00 - quinta, 26/04/2018
Plácido Gonçalves
e Patrícia Serafim
vencem em Odemira
Os atletas Plácido Gonçaves (do CDR Ribeirinho) e Patrícia Serafim (do BAC – Beja Atlético Clube) foram os grandes vencedores da 38ª edição do Circuito de Aletismo "Vila de Odemira", que decorreu no passado domingo, 22 de Abril.
08h00 - quarta, 25/04/2018
Município de Odemira
presta homenagens
Seis personalidades do concelho de Odemira são distinguidas nesta quarta-feira, 25 de Abril, pela Assembleia Municipal, durante a sessão evocativa dos 44 anos da Revolução dos Cravos.

Data: 27/04/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial