10h34 - quinta, 22/12/2016

Solidariedade não é palavra vã


Carlos Pinto
Em cada Natal somos rodeados de 1001 solicitações em prol dos mais carenciados e/ou necessitados. Dos supermercados aos centros comerciais, das instituições particulares de solidariedade social a outras associações da sociedade civil, são inúmeras as acções e campanhas que apelam ao nosso espírito solidário neste período. Muitos são aqueles que participam dentro das suas possibilidades, dando qualquer coisa quando por vezes pouco têm. Mas são ainda bastantes aqueles que, infelizmente, não aderem e que até desdenham o objectivo destas iniciativas.
São precisamente estes últimos que devem ler a reportagem que o "SW" publica na página 5 desta edição. Durante a manhã da última terça-feira, 20, o nosso jornal acompanhou a equipa da TAIPA, onde se contava o Pai Natal e duas "ajudantes", na distribuição de presentes às crianças e jovens mais carenciadas que vivem na freguesia de Vila Nova de Milfontes. Um percurso por lugares, montes e aldeias que se prolongou ao longo de toda a semana, passando pelos quatro cantos do maior concelho de Portugal. Ao todo foram distribuídos perto de um milhar de brinquedos, para alegria dos mais novos.
Ora se há gestos que fazem a diferença, esta acção da TAIPA é um deles. A campanha "Aliados do Natal" assenta na solidariedade da população e das empresas de todo o município. Os alimentos e brinquedos recolhidos durante a iniciativa ajudam (e muito) a minimizar os sacrifícios que muitas famílias ainda têm de fazer. E são poucas as palavras que conseguem descrever o momento em que os mais petizes recebem em mãos uma singela prendinha. É por isto que apesar de muitas vezes mal utilizada, solidariedade nunca será uma palavra vã.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 23/05/2018
Secretária de Estado inaugura
novas extensões de Saúde
A secretária de Estado da Saúde, Rosa Valente de Matos, inagura nesta quarta-feira, 23, as novas extensões de Saúde das localidades de Torrão (no concelho de Alcácer do Sal) e de Alvalade-Sado (Santiago do Cacém).
07h00 - quarta, 23/05/2018
Alcácer do Sal cria
rede de bibliotecas
Criar uma estrutura de cooperação com todas as bibliotecas do concelho de Alcácer de Sal é o principal objectivo do protocolo assinado esta terça-feira, 22, que oficializou a Rede de Bibliotecas de Alcácer do Sal (RBSal).
07h00 - quarta, 23/05/2018
Câmara de Santiago
estabiliza talude
A Câmara de Santiago do Cacém está a proceder a trabalhos de estabilização do talude situado na rua Professor Egas Moniz, na sede de concelho, num investimento avaliado em 10 mil euros.
07h00 - terça, 22/05/2018
Odemira: PS e Bloco contestam
prospecção de petróleo no Sudoeste
As concelhias de Odemira do Partido Socialista e do Bloco de Esquerda manifestaram-se publicamente contra a decisão da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), que na passada semana permitiu o avanço do projecto do consórcio GALP/ ENI para a prospecção de petróleo na costa alentejana sem estudo de impacte ambiental.
07h00 - terça, 22/05/2018
Pequenos "chefs" no
concelho de Odemira
Quem tem filhos e netos cedo se acostuma a lidar com a "falta de apetite" dos mais novos para frutas, legumes e sopa.

Data: 11/05/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial