11h05 - quinta, 23/02/2017

Os desafios do Porto de Sines


Carlos Pinto
A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, esteve recentemente em Sines a apresentar a Estratégia para o Aumento da Competitividade Portuária em Portugal, delineada pelo Governo de António Costa. E o facto de o palco escolhido ter sido a infra-estrutura do Alentejo Litoral e não os "clássicos" portos de Lisboa ou de Leixões atesta bem da (cada vez maior) importância que Sines tem no contexto económico nacional.
Os números, aliás, falam por si: em 2016 o porto alentejano cresceu 16,4% face ao ano anterior, tendo registado mais de 51 milhões de toneladas movimentadas. O terminal de contentores cresceu 25% e o de granéis líquidos 15,6%. E foram 2.422 os navios que escalaram em Sines ao longo de 2016, mais 235 que em 2015, ou seja, um crescimento de 10,7%.
Ao contrário do que muitos preconizaram no passado (não tão distante quanto isso), o Porto de Sines é cada vez mais um caso de sucesso à escala regional, nacional e internacional. Mas os desafios que a infra-estrutura tem pela frente ainda são muitos e bastante exigentes. Até porque a estratégia do Governo aponta para um crescimento de 283% na próxima década!
Sejamos, portanto, realistas: o Porto de Sines será cada vez mais uma peça essencial ao crescimento da economia em Portugal. E se conseguir o desiderato de se assumir como a principal porta de entrada para Europa via Atlântico, será com certeza um dos principais portos marítimos do mundo. E se assim for, certamente que a região do Alentejo Litoral poderá dar um salto significativo na qualidade de vida das suas populações.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
00h00 - domingo, 20/08/2017
CM Sines conclui obras
no bairro 1º de Maio
Estão concluídas as obras da primeira fase da reabilitação do espaço público do Bairro 1º de Maio, na cidade de Sines, promovidas pela autarquia local e avaliadas em cerca de 158 mil euros.
00h00 - domingo, 20/08/2017
Aldeia do Pico vai ter
Centro Comunitário
A Aldeia do Pico, no concelho de Grândola, vai ter um novo Centro Comunitário, obra da Câmara Municipal da "vila morena" que está avaliada em cerca de 270 mil euros.
00h00 - sábado, 19/08/2017
STAL assina ACEEP
com CM Santiago do Cacém
A Câmara de Santiago do Cacém e o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) assinaram na passada semana a alteração ao Acordo Colectivo de Entidade Empregadora Pública (ACEEP).
00h00 - sábado, 19/08/2017
Aldeia da Comporta
vai ter nova ETAR
Já foi publicado em Diário da República o concurso público da empreitada de concepção e construção da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da Comporta, o concelho de Alcácer do Sal.
00h00 - sábado, 19/08/2017
Arte urbana para
ver em Grândola
O filantropo António Inácio da Cruz, falecido em 1955, foi homenageado pela Câmara de Grândola através de uma obra de arte urbana concebida pelo conceituado Samina.

Data: 11/08/2017
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial