17h56 - quinta, 18/05/2017

Um desafio que é de todos


Carlos Pinto
A semana em Odemira arrancou com uma visita muito especial: a do primeiro-ministro. Acompanhado pelo ministro da Agricultura e alguns secretários de Estado, António Costa dedicou quase todo o dia ao maior concelho do país e passou demoradamente por duas explorações agrícolas locais que, até ao ano de 2021, irão investir, entre uma e outra, quase 30 milhões de euros. No final do dia, à partida para Lisboa, o líder do Governo era um homem satisfeito com o que tinha visto. Mas não deixou de lançar um "recado" a todos os presentes: em Odemira (como no país) é "essencial" continuar a preservar a qualidade ambiental ao mesmo tempo que se desenvolve uma agricultura sustentável, rentável e competitiva.
Ora este é, precisamente, um dos grandes desafios que todos os actores deste território a Sudoeste têm pela frente. Um caminho – diga-se de passagem – que já começou a ser percorrido há alguns anos e com resultados bem positivos, ainda mais depois da inesquecível (mas altamente negativa) experiência vivida ainda na década de 80.
Desde então muito mudou no concelho de Odemira. E as empresas agrícolas que cresceram no concelho são hoje referências nacionais (e até mundiais) na produção de hortícolas, florícolas e pequenos frutos. Isto sem ter colocado em causa aquela que é outra das grandes riquezas da região: o seu ambiente e a sua beleza natural, que atraem cada vez mais turistas em quantidade e, sobretudo, qualidade (turistas com maior poder de compra e capazes de gastar mais durante os dias que passam por cá).
É por tudo isto que os alertas do primeiro-ministro devem ser levados em linha de conta. É preciso que a pressão de acompanhar as exigências do mercado não coloque em causa os valores ambientais do concelho. Assim como é indispensável que a defesa da natureza não entrave o crescimento de uma agricultura que cria riqueza e postos de trabalho. Será desta conciliação que sairá uma economia local mais saudável e próspera.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sábado, 22/09/2018
Capitania de Sines
alerta banhistas
Com o calor anunciado para estes dias, a Capitania do Porto de Sines aconselha os eventuais banhistas da região a adoptarem "uma cultura de segurança e prevenção", redobrando os cuidados junto à água.
07h01 - sexta, 21/09/2018
Normalidade no arranque das aulas em Odemira
Normalidade! É com esta expressão que a vereadora Telma Guerreiro descreve o arranque do novo ano lectivo de 2018-2019 no concelho de Odemira, destacando o facto de o número total de alunos, do pré-escolar ao ensino secundário, se manter estabilizado face ao ano anterior e haver aumento de estudantes nos agrupamentos de Odemira e de São Teotónio.
07h00 - sexta, 21/09/2018
Rácio para o pessoal
auxiliar é insuficiente
O novo ano escolar no concelho de Odemira começa com todos os agrupamentos a cumprirem o rácio legal em matéria de pessoal auxiliar, mas este acaba por ser insuficiente para as necessidades do território, reconhece a vereadora Telma Guerreiro.
07h00 - sexta, 21/09/2018
Debate sobre o SNS
em Santiago do Cacém
As Comissões de Utentes do Litoral Alentejano promovem esta sexta-feira, 21 de Setembro, em Santiago do Cacém, um debate, por forma a assinalar os 39 anos da criação do Serviço Nacional de Saúde (SNS).
07h00 - sexta, 21/09/2018
Craques da orientação
"à prova" em Odemira
Neste fim-de-semana Odemira vai ser a "capital mundial" da orientação em BTT! Tudo porque o concelho recebe, entre sexta-feira e sábado, dias 21 a 23 de Setembro, a ronda final da Taça do Mundo (WMTBO), que juntará cerca de duas centenas de atletas vindos de 15 países de várias latitudes, entre os quais perto de meia centena de portugueses.

Data: 21/09/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial