11h35 - quinta, 13/07/2017

Uma feira que deve orgulhar


Carlos Pinto
Está à porta mais uma edição da FACECO – Feira das Actividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira, a grande "montra" daquele que é o maior concelho de Portugal. Serão três dias intensos, de muitos encontros e negócios. Três dias onde não faltará animação e discussão. Mas serão, sobretudo, três dias que espelharão a vivacidade deste território, pleno de oportunidades e projectos de grande qualidade nas áreas agrícola, turística, social e cultural.
Por tudo isto, a FACECO é uma feira que deve orgulhar os odemirenses e toda a região. Porque ela consegue ser aquilo que desejamos para o Alentejo Litoral (e para o país): ser moderna e dinâmica, atractiva e mobilizadora de vontades, empreendedora e criativa. Porque ela é também capaz de conciliar a inovação dos tempos com tradição dos homens e das mulheres destas terras. E porque ela não se fica pelo mais fácil e mais óbvio, sendo capaz de questionar e lançar sementes para o futuro.
A FACECO é, em síntese, uma feira com "F" grande. Um momento de afirmação do que somos e do que queremos ser. Um palco privilegiado para sentir o pulsar da região e perceber os caminhos a seguir no futuro. E o local ideal para mostrar a todo o país que no concelho de Odemira há muita mais vida para além dos trabalhos nas estufas e das actividades em redor do turismo e da natureza.

Parabéns Santa Clara
Santa Clara-a-Velha conseguiu um lugar na final da iniciativa "Maravilhas de Portugal – Aldeias", onde vai "lutar" pelo prémio de melhor "Aldeia Ribeirinha" com Dornes, no concelho de Ferreira do Zêzere (junto ao rio Tejo).
À primeira vista pode pensar-se que tal distinção não é mais que show off para ver na TV, mas o alcance desta competiução vai muito mais além disso. E depois daquilo que viram na televisão no passado dia 9 de Julho (a par da escolha da aldeia como finalista) certamente que serão muitos os portugueses que quererão conhecer "ao vivo e a cores" Santa Clara-a-Velha e a barragem que lhe é vizinha. E isso, para todos os efeitos, já é uma grande conquista. Por isso, parabéns a Santa Clara e às suas gentes!



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - terça, 25/09/2018
"Sonoridades & Sabores"
regressa em Novembro
O roteiro "Sonoridades & Sabores" regressa ao interior do concelho de Odemira no próximo mês de Novembro, no sentido de valorizar e promover as tradições do cante ao despique e baldão e da viola campaniça ao longo de tardes culturais com muita música e petiscos.
07h00 - terça, 25/09/2018
"Street art" na zona
desportiva de Grândola
O artista STYLER (nome artístico de João Cavalheiro) está a realizar um grafitti na fachada sul do Complexo Desportivo Municipal José Afonso, em Grândola, no âmbito da quinta edição do "Arte na Rua".
07h00 - terça, 25/09/2018
Rácio para pessoal auxiliar
em Odemira é insuficiente
O novo ano escolar no concelho de Odemira começou com todos os agrupamentos a cumprirem o rácio legal em matéria de pessoal auxiliar, mas este acaba por ser insuficiente para as necessidades do território, reconhece a vereadora da Educação na Câmara Municipal local.
07h00 - segunda, 24/09/2018
CM Grândola também rejeita
transferência de competências
A maioria CDU na Câmara e Assembleia Municipal de Grândola aprovaram não aceitar a transferência de competências da administração central para a autarquia no próximo ano de 2019.
21h34 - domingo, 23/09/2018
Odemirense e Milfontes
entram a perder na época
Odemirense e Praia de Milfontes entraram de "pé esquerdo" na Taça de Honra da 1ª divisão distrital de Beja, ao perderem os seus jogos na ronda inaugural da nova prova do calendário de 2018-2019.

Data: 21/09/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial