09h37 - quinta, 14/12/2017

Futuro está na Educação


Carlos Pinto
A Câmara Municipal de Santiago do Cacém prepara-se para colocar no terreno o projecto "Insucesso Zero | Igualdade na Educação" [ver página 6 desta edição do "SW"]. Com três anos de duração e apoio comunitário garantido, trata-se de uma iniciativa que visa, entre outros objectivos, combater o insucesso escolar. Esta não é, felizmente, uma acção isolada no Alentejo Litoral: veja-se o exemplo de Odemira, onde o Município local tem o projecto ODETE – Odemira Território Educativo há muito no terreno, com visíveis ganhos em áreas como os resultados finais obtidos pelos alunos ou em matéria de apoios sociais concedidos a quem mais deles necessita.
Estes dois casos concretos ilustram com perfeição a preocupação que existe actualmente com a Educação. Uma preocupação, assinale-se, mais que justificada, uma vez que é por esta área que passa(rá) grande parte do nosso futuro: tanto individual como colectivo.
Por muito que se fale (e bem) em economia, empreendedorismo ou coesão social nos dias que correm, há um pilar essencial (e transversal) a tudo isto: a Educação. Porque é este o ponto de partida para qualquer projecto que se queira construir com "cabeça, tronco e membros". Afinal, a Educação é essencial para formar os Homens que queremos ter no futuro, capacitados técnica e humanamente para abrir novos horizontes de desenvolvimento e tirar partido do manancial de potencialidades que esta(s) terra(s) à beira do Atlântico possuem.
Apostar na Educação é investir. Mas não se trata de um investimento cego e sequer sem possibilidades de retorno. Investir na Educação é garantir que o futuro será melhor que presente. Muito melhor que aquilo que o presente já é em relação ao passado. O futuro está na Educação. A quem faz por isso… Parabéns!

Orçamento Participativo
A cidadania também advém da Educação. Por isso mesmo, é de enaltecer a aposta (e o esforço) continuado que a Câmara Municipal de Odemira tem vindo a fazer nesse sentido com o projecto "Orçamento Participativo". Uma iniciativa que, seguramente, tem feito muitos odemirenses olharem de outra forma para as suas aldeias e vilas, ao mesmo tempo que tem contribuído para o desenvolvimento do concelho.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quinta, 18/01/2018
DECO dá apoio
jurídico em Odemira
A DECO/ Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor inicia nesta quinta-feira, 18, as sessões gratuitas de atendimento ao consumidor na vila de Odemira em 2018, que decorrerão sempre na terceira quinta-feira de cada mês.
07h00 - quinta, 18/01/2018
CM Sines faz mais obras
no Bairro 1º de Maio
A Câmara de Sines vai avançar com a segunda fase do projecto de reabilitação do espaço público do Bairro 1º de Maio, depois do Alentejo 2020 ter dado "luz verde" à candidatura a fundos comunitários apresentada à autarquia.
07h00 - quinta, 18/01/2018
Autarca de Santiago
elogia linha Sines-Caia
O presidente da Câmara de Santiago do Cacém considera que a construção da ligação ferroviária entre Sines e Caia, na fronteira com Espanha, "é uma obra decisiva para o desenvolvimento" do Alentejo Litoral.
07h00 - quarta, 17/01/2018
Alerta para agravamento do
estado do mar no Sudoeste
A Capitania do Porto de Sines lançou um aviso para um novo agravamento do estado do mar partir da tarde desta quarta-feira, 17 de Janeiro, em que as ondas podem atingir os cinco metros de altura.
07h00 - quarta, 17/01/2018
CM Sines reabilita
parque infantil
A Câmara de Sines já concluiu os trabalhos de reabilitação do parque infantil do bairro Júdice Fialho, onde foram instalados novos equipamentos de recreio e lazer, um novo piso e máquinas de fitness ao ar livre.

Data: 05/01/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial