16h45 - quinta, 10/05/2018

Haja respeito pelo Interior


Carlos Pinto
Já não é a primeira vez que escrevemos sobre o péssimo estado de algumas das estradas nacionais (EN) que cruzam o Alentejo Litoral, em particular no concelho de Odemira. Fizemo-lo sobre os troços da EN 266 entre São Martinho das Amoreiras e Santa Clara-a-Velha, sobre a EN 389 entre Colos e Santa Luzia e ainda sobre a EN 120 entre São Luís e a sede de concelho, Odemira.
Foi precisamente a esta última que voltámos nesta edição, com uma reportagem no terreno que atesta bem o acentuado estado de degradação em que se encontra uma via bastante movimentada [ver página 7]. Em declarações ao "SW" os condutores que utilizam a estrada sublinham os perigos que encontram no dia-a-dia e não escondem o descontentamento face aos prejuízos que os buracos no piso provocam nas suas viaturas.
"Tanto a população individualmente como as autarquias têm alertado a Infra-estruturas de Portugal para esta situação, mas não temos tido qualquer resposta. É o abandono total desta via por parte de quem tem a obrigação de proceder à sua reparação", acrescenta mesmo o presidente da Junta de Freguesia local, Fernando Parreira.
Ora "abandono" é, precisamente, a palavra que melhor ilustra o quadro em que se encontra este troço da EN 120 (e muitas outras estradas espalhadas pela região). E isto num tempo em que, depois das tragédias provocadas há um ano pelos incêndios na zona Centro, o país "despertou" para a necessidade de revitalizar os territórios mais afastados dos grandes centros urbanos.
Sabemos que "Roma e Pavia não se fizeram num dia", mas é inconcebível que situações como a da EN 120 (para não falar de outras) se arrastem no tempo sem resolução. Umas vezes porque falta dinheiro… Outras vezes por não existirem projectos… Quase sempre por falta de vontade e empenho por parte de empresas que gerem dinheiro do Estado, mas que poucas vezes revelam a necessária sensibilidade para a causa pública. E é isto que tem de mudar, para bem do Interior!



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sábado, 17/11/2018
PS celebra 20 anos
de gestão em Odemira
A Concelhia de Odemira do Partido Socialista promove neste sábado, 17 de Novembro, ao fim da tarde, um jantar para assinalar duas décadas de gestão autárquica no concelho.
07h00 - sábado, 17/11/2018
Inclusão debatida
em São Teotónio
A Quinta do Craveiral, na freguesia de São Teotónio, recebe neste sábado, 17 de Novembro, a quarta edição do Encontro de Educação Inclusiva "Oportunidades de Inclusão".
07h00 - sábado, 17/11/2018
Teatro para bebés na
Biblioteca de Odemira
A Biblioteca Municipal José Saramago, em Odemira, recebe neste sábado, 17 de Novembro, o espectáculo de teatro para bebés "Artur", por Albina Petrolati e Remi Gallet.
07h00 - sábado, 17/11/2018
Colóquio e exposição na agenda
O centenário da greve nacional de 1918 é o mote do colóquio que a Associação GESTO-Grupo de Estudos do Território de Odemira promove neste sábado, 17, no auditório do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, em Odemira.
07h00 - sábado, 17/11/2018
Odemira recorda a
greve nacional de 1918
O ano de 1918 deixou na história de Portugal a memória de tempos conturbados.

Data: 16/11/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial