16h11 - quinta, 15/11/2018

Campistas transgressores


Carlos Pinto
Quem costuma circular pela costa do Alentejo Litoral há muito que se habituou ao cenário: seja junto às arribas ou nos locais mais inusitados, a escassos metros das praias ou a coberto da vegetação de um parque natural, são às dezenas os campistas que estacionam as suas auto-caravanas onde melhor lhes convém, fechando olhos às restrições e beneficiando de vista privilegiada para o pôr-do-sol sobre a mais bela faixa litoral do país.
Há muito que este problema está identificado pelos principais agentes locais, com as forças de segurança com competência na matéria a actuar dentro das suas possibilidades legais. Mas, infelizmente, nem sempre a legislação vai de encontro ao bem comum, favorecendo por negligência quem prevarica. É o que muitas vezes sucede nestes casos, onde apesar dos esforços das autoridades poucas vezes os campistas transgressores são efectivamente punidos.
A situação tem vindo a ganhar contornos mais alarmantes nos últimos anos, tendo mesmo a Assembleia de Freguesia de Vila Nova de Milfontes vindo a terreiro com uma moção, aprovada por unanimidade, onde delibera contra o auto-caravanismo e campismo selvagem na Costa Vicentina e exige, em simultâneo, que Governo altere a Lei 50/2006, "no sentido desta prever que as coimas sejam efectivas" e "pagas na hora" [ver texto na página ao lado].
A posição assumida pelos eleitos de Vila Nova de Milfontes é de aplaudir e deve ser seguida por todas as autarquias que, diariamente, sofrem com esta situação. É que apesar de o turismo ser uma das principais fontes de receita da região, há que saber respeitar as regras. E ao Estado exige-se a fiscalização deste cumprimento. Sobretudo porque este mesmo Estado, em muitas outras questões, actua com um rigor quase inquisitório que depois não aplica neste problema.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - terça, 19/02/2019
Marca "Escalabardo"
apresentada em S. Luís
Depois de muitos meses de trabalho no atelier instalado no Cerro do Moinho, a Junta de Freguesia de São Luís apresenta nesta terça-feira, 19 de Fevereiro, a marca "Escalabardo", resultado do projecto de cariz ambiental, social e comunitário que tem o mesmo nome.
07h00 - terça, 19/02/2019
EB 1 do Cercal
com bons resultados
A Escola Básica nº 1 do Cercal do Alentejo, no concelho de Santiago do Cacém, surge no topo do ranking das escolas públicas, divulgado no último sábado, 16 de Fevereiro.
07h00 - terça, 19/02/2019
Luís Bernardo Freitas
reeleito no PSD Odemira
O empresário Luís Bernardo Freitas foi reeleito no último sábado, 16 de Fevereiro, presidente da comissão política da Secção de Odemira do PSD, cargo que vai continuar a desempenhar nos próximos dois anos.
07h00 - segunda, 18/02/2019
Obra do Parque Urbano
avança em Alcácer do Sal
A Câmara de Alcácer do Sal ajudicou no final da passada semana, em reunião do executivo municipal, a obra do Parque Urbano da cidade, avaliada em cerca de 3,1 milhões de euros, à empresa António Saraiva e Filhos, Lda.
07h00 - segunda, 18/02/2019
Atletas de Sines são
esperanças olímpicas
A nadadora Ana Sofia Sousa e o ginasta Rúben Tavares entram nas contas para os Jogos Olímpicos de 2024, em Paris, tendo participado no final de Janeiro no Encontro Nacional de Esperanças Olímpicas.

Data: 15/02/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial