15h21 - quinta, 28/02/2019

O cigarro bom, o cigarro mau e o coração?!


Cláudia Silva
Os efeitos nocivos do tabaco convencional na Saúde são sobejamente conhecidos, principalmente no que se refere ao sistema cardiovasculares – o coração.
O tabaco convencional é responsável por 30% de todas as mortes, sendo o fator de risco que, isoladamente, mais contribui para a mortalidade cardiovascular – o cigarro mau.
O fumo mata, seja inalado de forma ativa ou passiva, contudo, ainda assim se mantêm como um problema de saúde real. Em virtude desta evidência, a indústria começou a desenvolver produtos alternativos, tendo surgido o cigarro eletrónico e, mais recentemente, o cigarro aquecido. Este último é tido como menos nocivo – o cigarro bom – em que não há combustão, pois apenas aquece. Sendo um produto recente, os seus riscos e toxicidade poderão ainda não ser devidamente conhecidos e/ou difundidos.
Um estudo realizado em 2017 pelo Instituto Nacional de Saúde Pública do Japão avaliou os vários compostos nocivos existentes no fumo e enchimento de um cigarro aquecido (nicotina, alcatrão, monóxido de carbono e nitrosaminas específicas do tabaco) e comparou-os com as concentrações do cigarro de combustão convencional. Concluiu-se que as concentrações de nicotina eram quase as mesmas dos cigarros de combustão convencionais, enquanto a concentração de nitrosaminas era um quinto e o monóxido de carbono era um centésimo dos cigarros de combustão convencionais.
De facto as concentrações são inferiores, mas também é um facto que estes compostos tóxicos não foram completamente removidos do fumo do cigarro aquecido, pelo que será necessário considerar os efeitos sobre a saúde da população.
Por cá, a nossa legislação parece acompanhar a evidência científica, já que desde 1 de janeiro de 2018 que não é permitido utilizar o cigarro aquecido em espaços fechados, evitando assim a inalação passiva. O conceito de fumar passou a abranger os novos produtos do tabaco sem combustão que produzam aerossóis, vapores, gases ou partículas inaláveis.
O fato é que nesta história não existe um cigarro "bom" ou um cigarro "mau", existem apenas pessoas, cuja saúde – em particular, o coração – é gravemente afetada pelo consumo de tabaco, seja o convencional, eletrónico ou aquecido!
O tabaco continua a ser um fator de risco importante para a doença cardíaca, pelo que é determinante que as organizações de saúde continuem a desenvolver medidas de sensibilização para o seu controlo e/ou eliminação!

A autora utiliza o novo
Acordo Ortográfico



COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

09h00 - quinta, 14/11/2019
Regadio no Mira: Bloco
quer audição com ministros
O Bloco de Esquerda (BE) já solicitou uma audição, "com carácter de urgência", dos ministros das Infra-estruturas e Habitação e do Ambiente e Ação Climática sobre o novo regime especial e transitório para o Perímetro de Rega do Mira.
07h00 - quinta, 14/11/2019
Atletas de Odemira com
sete vitórias em Odivelas
Um total de sete vitórias foi o que os atletas das equipas de atletismo do concelho de Odemira conseguiram alcançar no V Grande Prémio de São Martinho, que se realizou na aldeia de Odivelas (Ferreira do Alentejo) no passado domingo, 10.
07h00 - quinta, 14/11/2019
CDS questiona Governo sobre
Hospital do Litoral Alentejano
A deputada do CDS-PP Ana Rita Bessa questionou nesta quarta-feira, 13, a ministra da Saúde sobre o ocorrido na noite anterior nas Urgências do Hospital do Litoral Alentejano (HLA), em Santiago do Cacém, em que um chefe de equipa afixou um comunicado alertando os utentes para os tempos de espera elevados.
07h00 - quarta, 13/11/2019
ZIL 2 de Sines vai
ter obras de ampliação
A Câmara de Sines acaba de abrir o concurso público para execução da empreitada de expansão nascente da Zona de Indústria Ligeira (ZIL) 2, investimento avaliado em cerca de 1,3 milhões de euros.
07h00 - quarta, 13/11/2019
Limpeza de contentores
do lixo em Santiago
A Câmara de Santiago do Cacém iniciou nesta semana uma nova acção de higienização dos contentores de resíduos urbanos indiferenciados do concelho, num total de 1864 contentores de superfície.

Data: 15/11/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial