16h22 - quinta, 03/10/2019

A água e o nosso organismo!


Cláudia Silva
Uma alimentação saudável inclui não só a ingestão diversificada de alimentos, mas também a ingestão adequada de líquidos. A água é um bem essencial à vida, representando cerca de 70% da composição corporal.
Apesar desta importância, a sua ingestão é por vezes subvalorizada! Os hábitos alimentares nem sempre têm como principal objetivo o fornecimento de nutrientes, tendo antes como base motivações socioculturais, onde a ingestão hídrica se revela insuficiente. Mas porque é que afinal a água é tão importante?
A água é fundamental para manter a homeostasia celular, estando envolvida no transporte de nutrientes e em inúmeras reações metabólicas do organismo. É um constituinte essencial do sangue, da linfa e de todas as secreções corporais. Sem a água suficiente todo o processo da digestão, absorção, metabolismo e excreção pode não se realizar convenientemente.
Especificamente no que se refere ao sistema cardiovascular, estudos recentes começam a demonstrar que a ingestão de água pode mesmo ter um efeito benéfico na diminuição da frequência cardíaca, pressão arterial (sistólica) e no trabalho do coração. A ingestão de água está relacionada com o funcionamento de todos os órgãos, pela regulação da temperatura corporal e desempenho físico e cognitivo.
A água pode ser é parte constituinte de variadíssimos alimentos, particularmente, na fruta, produtos hortícolas, no leite ou em preparados como a sopa. Contudo a ingestão de água não pode unicamente ser assegurada através dos produtos alimentares. A recomendação da Organização Mundial de Saúde diz-nos, a fim de manter um bom funcionamento do nosso organismo, que as pessoas adultas saudáveis devem ingerir entre 1,5 a três litros de água por dia.
A ingestão de água tem particular interesse em dois momentos do dia, por diferentes motivos: ao deitar tem efeito positivo sobre a coluna vertebral, permitindo a hidratação dos discos vertebrais; e ao acordar tem efeitos benéficos sobre a circulação sanguínea.
A sensação de sede é um indício da necessidade de ingestão hídrica que não deve ser descurada. Ainda assim, esta sensação de sede pode alterar-se ao longo do ciclo de vida, pelo que é importante estar atento a alguns sinais de alerta, tais como: diminuição do número e quantidade de urina, alteração da sua concentrada e cheiro mais intenso, obstipação, pele e mucosas secas, cefaleias sem causa aparente ou dificuldade em se concentrar.
Por este motivo, a água não se insere num grupo alimentar específico da "Roda dos Alimentos", mas está destacada no seu centro! Água é vida!

A autora utiliza o
novo Acordo Ortográfico



COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

09h00 - quinta, 14/11/2019
Regadio no Mira: Bloco
quer audição com ministros
O Bloco de Esquerda (BE) já solicitou uma audição, "com carácter de urgência", dos ministros das Infra-estruturas e Habitação e do Ambiente e Ação Climática sobre o novo regime especial e transitório para o Perímetro de Rega do Mira.
07h00 - quinta, 14/11/2019
Atletas de Odemira com
sete vitórias em Odivelas
Um total de sete vitórias foi o que os atletas das equipas de atletismo do concelho de Odemira conseguiram alcançar no V Grande Prémio de São Martinho, que se realizou na aldeia de Odivelas (Ferreira do Alentejo) no passado domingo, 10.
07h00 - quinta, 14/11/2019
CDS questiona Governo sobre
Hospital do Litoral Alentejano
A deputada do CDS-PP Ana Rita Bessa questionou nesta quarta-feira, 13, a ministra da Saúde sobre o ocorrido na noite anterior nas Urgências do Hospital do Litoral Alentejano (HLA), em Santiago do Cacém, em que um chefe de equipa afixou um comunicado alertando os utentes para os tempos de espera elevados.
07h00 - quarta, 13/11/2019
ZIL 2 de Sines vai
ter obras de ampliação
A Câmara de Sines acaba de abrir o concurso público para execução da empreitada de expansão nascente da Zona de Indústria Ligeira (ZIL) 2, investimento avaliado em cerca de 1,3 milhões de euros.
07h00 - quarta, 13/11/2019
Limpeza de contentores
do lixo em Santiago
A Câmara de Santiago do Cacém iniciou nesta semana uma nova acção de higienização dos contentores de resíduos urbanos indiferenciados do concelho, num total de 1864 contentores de superfície.

Data: 01/11/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial