10h37 - quinta, 31/10/2019

Investimento no futuro!


Carlos Pinto
A Câmara Municipal de Odemira anunciou nos últimos dias que vai investir, ao longo do ano lectivo de 2019-2020, cerca de 2,5 milhões de euros no sector da Educação, seja em matéria de transportes escolares, seja em projectos de promoção do sucesso escolar e de combate ao absentismo, seja na área da acção social, entre outras. E a isto a autarquia junta mais 3,2 milhões de euros, investidos na construção de um novo centro escolar em São Teotónio e na requalificação do Centro Escolar de São Luís [ver notícia ao lado].
Contas feitas, são quase seis milhões de euros que o Município despende numa área onde, cada vez mais, as autarquias estão a tomar a dianteira e a assumir responsabilidades até ora do Estado Central. Acontece isto em Odemira, como nos restantes concelhos do Alentejo Litoral, onde, em menor ou maior escala, as câmaras municipais estão a assumir a Educação como uma prioridade essencial.
A nosso ver, este é o posicionamento correcto e um verdadeiro investimento no futuro. É dotando as escolas de melhores condições físicas e proporcionando às famílias cada vez mais apoios – sociais e não só – que se consegue concretizar aquela que deve ser a ambição primordial dos territórios do interior: segurar a população mais jovem e, se possível, aumentá-la. Até porque os recentes dados do Eurostat (que estimam que Portugal seja o país mais envelhecido da União Europeia dentro de pouco mais de 30 anos) devem ser encarados com seriedade e pragmatismo, agindo-se agora para evitar males maiores no curto e médio-prazo.
Mas este não pode ser um trabalho exclusivo dos municípios. O Estado Central tem nesta matéria (como em muitas outras) uma palavra – e uma acção – decisiva(s). E no caso concreto da Educação, esta não pode continuar a ser avaliada à luz de critérios meramente estatísticos, mas sim com um real conhecimento do que se passa em cada um dos territórios e com a aplicação de uma verdadeira estratégia para o sector.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

14h17 - quinta, 09/04/2020
94 casos positivos
de coronavírus
no Alentejo
Até à meia-noite desta quarta-feira, 8, o Alentejo registou 94 casos positivos de Covid-19, apenas mais um que no dia anterior, adianta o relatório da situação epidemiológica diário publicado pela Direcção Geral da Saúde (DGS).
08h00 - quinta, 09/04/2020
Junta de Porto Covo
cancela iniciativas
A Junta de Freguesia de Porto Covo, no concelho de Sines, decidiu tomar algumas medidas para fazer face à crise causada pela pandemia da Covid-19, nomeadamente o cancelamento de algumas das iniciativas que tinha previstas.
08h00 - quinta, 09/04/2020
Empresa Ambilital garante
recolha de resíduos
Apesar da pandemia de Covid-19 que afecta todo o país, a Ambilital vai manter o serviço de recolha selectiva de resíduos nos sete concelhos onde opera, incluindo os cinco do Alentejo Litoral, garante ao "SW" o presidente da empresa intermunicipal que tem sede em Ermidas-Sado (concelho de Santiago do Cacém).
08h00 - quinta, 09/04/2020
Santiago do Cacém
cria área de acolhimento
A Câmara da Santiago do Cacém está a equipar um espaço reservado ao acolhimento de pessoas não infectados com a Covid-19 no Pavilhão Municipal de Desportos da cidade, anunciou nesta quarta-feira, 8, fonte da autarquia.
13h37 - quarta, 08/04/2020
Covid-19:
Alentejo tem 93
casos positivos
O Alentejo registava, à meia-noite desta terça-feira, 7, um total de 93 casos positivos de Covid-19, mais oito que no dia anterior, adiantou hoje o relatório da situação epidemiológica em Portugal diário da Direcção Geral da Saúde (DGS).

Data: 27/03/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial