11h55 - quinta, 30/07/2020

A "aritmética" do Terreiro do Paço


Carlos Pinto
O aviso de abertura de procedimento para a celebração de contratos de associação para o ano lectivo de 2020-2021, publicado pelo Ministério da Educação a 22 de Junho, previa, no caso concreto do Colégio de Nossa Senhora da Graça, em Vila Nova de Milfontes, a abertura de apenas duas turmas para o quinto ano do segundo ciclo (ao invés das três turmas habituais). Esta situação tem deixado bastante apreensivos os responsáveis pelo Colégio e levou mesmo os deputados do PS eleitos pelo distrito de Beja, Pedro do Carmo e Telma Guerreiro, a questionar o ministro da Educação sobre o sucedido [ver notícia na página 8 desta edição].
Abstendo-nos de comentar este caso em concreto, o mesmo não deixa de ilustrar aquela que continua a ser, demasiadas vezes, a "aritmética" praticada pelos técnicos (e políticos) que trabalham a partir do Terreiro do Paço, com uma visão exclusivamente numérica e estatística da realidade, descurando por completo aquele que é quadro concreto de cada região/ local e qual a aplicação prática das medidas/ decisões tomadas.
Sucede assim na Educação (seja neste tipo de casos, seja – por exemplo – na definição do número de auxiliares de acção educativa alocados a cada escola), mas também na Saúde, na Segurança Social, no Ambiente, na Agricultura ou na organização da Administração Pública. Os casos são mais que muitos, alguns dos quais ainda por resolver…
Ora tudo isto é, parece-nos, fruto da existência de uma "máquina" administrativa ao serviço do Estado que continua a ser bastante burocrática e, acima de tudo, centralista. Podemos andar de repartição em repartição, consultar determinada direcção geral ou abordar qualquer estrutura regional, mas a decisão será sempre tomada a partir de Lisboa. Tendo por base números pré-definidos e nunca a realidade... Qual então a solução para colocar termo a esta realidade? A resposta parece evidente: a Regionalização, criando localmente a capacidade de dar respostas e tomar decisões que vão de encontro aos interesses do Estado… mas sobretudo dos cidadãos.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - sexta, 07/08/2020
CM Odemira promove
"Animar o Verão 2020"
Música, teatro, espectáculos de rua e actuações online vão animar este ano a época de Verão no concelho de Odemira, no âmbito do programa cultural "Animar o Verão", promovido pela Câmara Municipal local em parceria com as juntas de freguesia.
07h00 - sexta, 07/08/2020
Lançado concurso para a
expansão do Porto de Sines
A empresa PSA Sines, concessionária do Terminal de Contentores do Porto de Sines (Terminal XXI), já lançou o concurso para a expansão desta infra-estrutura portuária, anuncia a Administração dos Portos de Sines e Algarve (APS).
07h00 - sexta, 07/08/2020
Águas do Alentejo
visita obras em Santiago
A Associação de Municípios para a Gestão da Água Pública do Alentejo (AMGAP) e a empresa Águas Públicas do Alentejo (AgdA) promoveram, no final de Julho, uma visita às obras que têm em curso na região.
07h00 - quinta, 06/08/2020
Vestígios arqueológicos
descobertos em Alvalade
A Câmara de Santiago do Cacém vai estudar os vestígios arqueológicos que foram encontrados e colocados a descoberto em várias ruas de Alvalade, no decorrer das obras de requalificação do centro histórico daquela vila.
07h00 - quinta, 06/08/2020
U. Santiago garante
12 reforços para 20-21
A formação do União de Santiago (Santiago do Cacém) já garantiu um total de 12 reforços para a época de 2020-2021, onde irá participar no campeonato distrital da 1ª divisão de Setúbal.

Data: 31/07/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial