12h03 - quinta, 03/09/2020

Uma questão de justiça


Carlos Pinto
Os eleitos da Assembleia Municipal de Odemira, por iniciativa da bancada do PS, vieram a público reiterar o seu "desagrado pela falta de compromisso" do Governo face à degradação da rede viária nacional que atravessa o concelho, num processo, argumentam, "que se arrasta há dois anos", com os inevitáveis constrangimentos (e prejuízos) para a população e economia local.
Tal como o "SW" lhe dá a conhecer na página 8 desta edição, e de acordo com a moção aprovada por todas as forças partidárias representadas na Assembleia Municipal de Odemira, da direita à esquerda, este desagrado "resulta, sobretudo, pelo facto de terem passado dois anos desde a data em que foi debatido e apresentado neste órgão um conjunto de problemas detectados em troços que careciam de intervenção urgente, o que foi minuciosamente reportado a diversas entidades".
Entre estes, os eleitos destacam a inexistência no concelho de qualquer ligação em troços de auto-estrada, itinerário principal e/ou itinerário complementar, além de serem vários os troços em mau estado nas estradas nacionais (EN) 120, 123, 263, 389, 390 e 393.
Ora o posicionamento da Assembleia Municipal de Odemira parece-nos ser perfeitamente adequado a uma situação que há muito ultrapassa os limites do razoável. Garantir a igualdade de direitos a todos os seus cidadãos é indiscutivelmente um dos deveres do Estado e isso, no caso concreto do concelho de Odemira, não sucede nas acessibilidades rodoviárias, assim como em muitas outras áreas.
Por tudo isto, é de elementar justiça que os representantes da população se manifestem contra esta situação verdadeiramente vergonhosa, exigindo que de uma vez por todas se comece a atalhar caminho e a resolver alguns destes problemas há muito identificados. E é imprescindível que, de uma vez por todas, a empresa Infra-estruturas de Portugal venha a terreiro explicar porque não soluciona estas situações. Ou será que só as acessibilidades a Lisboa e Porto é que interessam?



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - segunda, 28/09/2020
Assembleia Municipal
de Odemira aprova
moção sobre água
Os eleitos da Assembleia Municipal de Odemira defendem que a Câmara de Odemira, "em articulação com os restantes municípios do país, deverá desenvolver de imediato esforços junto de quem de direito para que os municípios portugueses onde existam barragens de água para abastecimento público, regadio e outros fins devam fazer parte integrante dos órgãos de decisão de planeamento e gestão das respectivas bacias hidrográficas".
07h00 - segunda, 28/09/2020
Praia de Milfontes
eliminado da Taça
A formação do Praia de Milfontes disse adeus à edição de 2020-2021 da Taça de Portugal, após ter sido eliminada neste domingo, 27 de Setembro, na casa do Mineiro Aljustrelense.
07h00 - segunda, 28/09/2020
Detidos por tráfico
de droga em Odemira
A GNR deteve na passada semana dois homens, um de 38 anos e outro de 58, por suspeitas do crime de tráfico de estupefacientes no concelho de Odemira, adianta ao "SW" fonte oficial da Guarda.
07h00 - segunda, 28/09/2020
Câmara de Santiago investe
600 mil euros em transporte escolar
A Câmara de Santiago do Cacém vai investir quase 600 mil euros ao longo do ano lectivo de 2020-2021 para garantir o transporte de 539 alunos de todo o concelho entre a sua habitação e a escola.
07h00 - sexta, 25/09/2020
Trânsito cortado
por obras na ponte
metálica de Odemira
A empresa Infra-estruturas de Portugal (IP) tem a decorrer trabalhos de reparação na ponte metálica de Odemira, o que obrigará ao "corte integral da circulação" sobre o tabuleiro nas noites desta sexta-feira e sábado, 25 e 26, entre as 22h00 e as 7h00.

Data: 18/09/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial