16h06 - quinta, 16/09/2021

Mais que direito, votar é um dever!


Carlos Pinto
Um dos (muitos) direitos que a Revolução de Abril nos trouxe foi o de escolher livremente os nossos representantes políticos, sejam eles no Presidência da República, no Parlamento, nas autarquias locais ou, desde 1986, em Bruxelas, ao invés destes serem eleitos em atos encenados e à partida completamente decididos.
No caso das autarquias locais, a possibilidade de serem as próprias populações a escolher quem querem para liderar os destinos da câmara municipal e/ ou da junta de freguesia da sua terra revestiu-se mesmo de vital importância para um franco e acentuado desenvolvimento destas localidades em todos os domínios, desde o económico ao social, passando pela educação, saúde, desporto, cultura, etc.
Isto porque os autarcas não são meros agentes políticos. São decisores locais. São fazedores de projetos – uns de maior dimensão, outros mais simples – capazes de transformar as comunidades. São construtores de "pontes" entre as diversas sensibilidades locais. São "atores" principais num processo de desenvolvimento que ser quer dinâmico, estruturado e capaz de responder aos desafios de cada território em cada momento.
Por isso mesmo, as eleições agendadas para o próximo dia 26 de setembro são bastante importantes para todos nós, seja enquanto cidadãos individuais seja como membros de pleno direito de uma comunidade. Porque este será o momento de escolhermos livremente e em consciência o que queremos para a nossa terra nos próximos quatro anos, optando por uma das várias propostas políticas que nos são apresentadas.
Ou seja, ir votar no dia 26 de setembro é mais que um direito. É um dever e um imperativo moral!

2. A morte de Jorge Sampaio fez-nos lembrar a todos o que deve ser estar na política: seriedade e ética, compromisso e responsabilidade, respeito e dignidade. Seguir estes princípios será a maior homenagem que todos lhe poderemos prestar.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 28/10/2021
Câmara e comunidade
apoiam Fluvial Odemirense
A Câmara de Odemira está a avaliar "a dimensão do apoio financeiro a atribuir" ao Clube Fluvial Odemirense (CFO), cujas instalações foram destruídas por um incêndio, que teve causa humana, na madrugada de 9 de outubro.
07h00 - quinta, 28/10/2021
Pelouros atribuídos
no novo executivo
da Câmara de Sines
Estão definidos os pelouros no executivo da Câmara de Sines para o mandato autárquico de 2021-2025, onde apenas os quatro eleitos do PS estarão em regime de permanência.
07h00 - quinta, 28/10/2021
Autarca de Alcácer
reeleito presidente
da CIMAL
O autarca de Alcácer do Sal, o comunista Vítor Proença, foi reeleito, na terça-feira, 26, para o cargo de presidente do conselho intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL).
07h00 - quarta, 27/10/2021
Concelho de Sines recebe exercício
de combate à poluição marinha
O concelho de Sines recebe nesta quarta e quinta-feira, dias 27 e 28, o exercício de com-bate à poluição em meio marinho "Atlantic Polex.
07h00 - quarta, 27/10/2021
Porto de Sines
cresceu 16,9% no
terceiro trimestre
O Porto de Sines registou um crescimento de 16,9% no terceiro trimestre de 2021 no conjunto de todos os segmentos de carga, o que representou um total de 35,9 milhões de toneladas movimentadas.

Data: 15/10/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial