16h33 - quinta, 12/10/2023

A barbárie está de volta!


Carlos Pinto
O grupo terrorista islâmico Hamas lançou, no passado sábado, 7, um ataque surpresa contra o território israelita, sob o nome de operação "Tempestade al-Aqsa", com o lançamento de milhares de foguetes e a incursão de milicianos armados por terra, mar e ar. Só num festival de música pela paz, a decorrer perto da fronteiro entre Israel e a Faixa de Gaza, morrerem centenas de jovens, inclusive uma luso-israelita. Durante o ataque foram também feitos dezenas de reféns, levados para Gaza, entre os quais muitas crianças.
Em resposta a este ataque surpresa, as tropas de Israel, por ordem do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, bombardearam a partir do ar várias instalações do Hamas na Faixa de Gaza, numa operação que batizou como "Espadas de Ferro". Depois, Israel concentrou cerca de 300 mil soldados na fronteira com Gaza, cortando o abastecimento de eletricidade e rejeitando a criação de corredores humanitários.
No total, os ataques do Hamas e a resposta militar israelita já fizeram milhares de mortos e de feridos, levando também muitos cidadãos estrangeiros – incluindo portugueses – a deixar Israel.
Tudo isto é fruto de uma barbárie que, ciclicamente, teima em voltar e em que a humanidade insiste e insiste e insiste. Numa era de enormes evoluções tecnológicas e sociais, há instintos medievais que teimam em permanecer bem vivos entre alguns. Já o tínhamos assistido na Ucrânia, em fevereiro do ano passado, voltamos a vê-lo agora na fronteira israelo-palestiniana. E vemo-lo todos os dias nos desembarques de migrantes em Lampedusa, nos atentados terroristas no Afeganistão ou nos combates tribais na República Centro-Africana. Entre tantos outros exemplos…
Não é esta a sociedade pela qual tanto lutamos. Não é este o planeta em que queremos viver. Não é este o futuro que desejamos para os nossos filhos.
Haja, portanto, a capacidade de haver um diálogo pela paz, sem preconceitos religiosos, políticos ou raciais. Sem rancores e revanchismos. Com tolerância e capacidade de aceitar e respeitar a diferença. Caso contrário, nada restará que mereça um combate constante…



COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - segunda, 04/03/2024
Câmara de Odemira
dinamiza Universidade Sénior
A Câmara de Odemira assumiu, no início deste ano de 2024, a dinamização da Universidade Sénior (USO), para "criar condições para que o envelhecimento ativo e saudável seja uma realidade acessível a todos".
07h00 - segunda, 04/03/2024
Prémio de Conto
de regresso em
Santiago do Cacém
A Câmara de Santiago do Cacém tem a decorrer, até 12 de abril, o prazo de candidaturas para a 15ª edição do Prémio de Conto Manuel da Fonseca, que presta homenagem ao escritor natural do concelho e à sua obra.
07h00 - domingo, 03/03/2024
Líder do PCP
faz campanha em
Alcácer do Sal
O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, vai estar neste domingo, 3, em Alcácer do Sal, em ações de campanha para as eleições Legislativas de 10 de março.
07h00 - sábado, 02/03/2024
Grândola recebe
prova de duatlo
neste sábado
O calendário nacional de duatlo arranca neste sábado, 2 de março, em Grândola, com a realização do Duatlo de Grândola 2024, promovido pela Câmara Municipal e pelo clube Amiciclo, com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal.
07h00 - sexta, 01/03/2024
Brigada do Mar
recolhe lixo marinho
no Alentejo Litoral
A Brigada do Mar promoveu, entre os dias 15 e 18 de fevereiro, uma ação de descontaminação de lixo marinho nas praias entre Tróia e Sines, tendo inclusive recolhido recipientes de plásticos de combustível provenientes de atividades ilícitas, provavelmente do tráfico de droga.

Data: 23/02/2024
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial