07h00 - quarta, 07/11/2018

Saúde no Alentejo Litoral
em situação "bastante crítica"

Saúde no Alentejo Litoral em situação "bastante crítica"

A Coordenadora das Comissões de Utentes do Litoral Alentejano considera que a situação dos serviços de saúde no Litoral Alentejano "é bastante crítica" e lamenta que muitas dos investimentos previstos nesta área para o sector não avancem na presente legislatura.
Os elementos da Coordenadora reuniram esta segunda-feira, 5, com a administração da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA) e no final concluíram, em comunicado, que "a situação dos serviços de Saúde no Litoral Alentejano é bastante crítica, pois necessita para o seu regular funcionamento cerca de 260 profissionais".
A Coordenadora refere ainda que as obras a realizar nas extensões de Saúde de Palma (Alcácer do Sal), Melides (Grândola), Sabóia e Vila Nova de Milfontes (Odemira), e Vila Nova de Santo André (Santiago do Cacém) "não serão realizadas nesta legislatura" e que a extensão de Saúde de Casebres (Alcácer do Sal) "não teve cuidados médicos durante mais de mês e meio", sendo que "o seu futuro funcionamento será de forma irregular".
Já as extensões de Saúde em Relíquias e São Martinho das Amoreiras (Odemira), e Montevil (Alcácer do Sal) "irão continuar a funcionar de forma irregular", acrescenta a Coordenadora, que alerta ainda para o facto de existirem na região 55 mil utentes "sem médico de família".
A Coordenadora denuncia ainda no comunicado que os tempos de espera nas consultas e cirurgias "são enormes" nas especialidades de Cirurgia Geral, Ginecologia, Neurologia, Oftalmologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Reumatologia e Urologia.
"Os piores casos de espera são nas especialidades de Oftalmologia, de cerca de 330 dias, e de Otorrinolaringologia, com mais de 600 dias", acrescenta a Coordenadora.
Como aspectos positivos, a Coordenadora destaca a contratação de um médico pediatra e o início das obras do Serviço de Urgência do Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 14/11/2018
Novo projecto de sinalização
e trânsito em Odemira
A terceira fase do projecto de sinalização e trânsito da vila de Odemira está, até ao final deste mês de Novembro, em discussão pública para recolha de contributos por parte dos municípes.
07h00 - terça, 13/11/2018
Diagnóstico de valorização
do rio Mira em apreciação
Materializar a política de valorização das margens do rio Mira na área do concelho de Odemira, desde a barragem de Santa Clara até Vila Nova de Milfontes é o objectivo do Plano Estratégico e Operacional de Valorização do Rio Mira, promovido pela Câmara de Odemira.
07h00 - segunda, 12/11/2018
Odemira aplaude fim do projecto
do petróleo no Alentejo Litoral
A Câmara de Odemira aprovou a 31 de Outubro, por unanimidade, manifestar a congratulação pelo facto de o consórcio ENI/ GALP ter abandonado o projecto de prospecção e exploração de petróleo ao largo do Alentejo Litoral.
07h00 - domingo, 11/11/2018
Odemirense em casa,
Milfontes em Aljustrel
A deslocação do Praia de Milfontes ao terreno do Mineiro Aljustrelense é o grande destaque da sexta jornada (a primeira da segunda volta) da Série B da Taça de Honra da 1ª divisão distrital de Beja.
07h00 - sábado, 10/11/2018
Encontro de violas de
arame em S. M. Amoreiras
Valorizar e preservar as viola de arame portuguesa, entre as quais a campaniça, típica do interior do concelho de Odemira, é o grande objectivo do VIII Encontro de Violas de Arame, que vai decorrer em São Martinho das Amoreiras neste fim-de-semana, dias 10 e 11 de Novembro.

Data: 02/11/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial