07h00 - terça, 08/10/2019

Investimento de 170 milhões liga
Sines ao Brasil por fibra óptica

Investimento de 170 milhões liga Sines ao Brasil por fibra óptica

As cidades de Sines e de Fortaleza, no Brasil, vão ser ligadas por um cabo submarino transatlântico de fibra óptica, no âmbito do projecto "Bella", que agrega as redes de ciência europeia e sul-americana e é financiado pela Comissão Europeia e por fundos privados, num investimento de cerca de 170 milhões de euros. O cabo submarino, denominado "EllaLink", passará ainda por Cabo Verde e pela ilha da Madeira, instalando uma capacidade de transmissão de dados de 73 terabits por segundo.
O projecto foi apresentado recentemente pelo autarca de Sines, Nuno Mascarenhas, ao eurodeputado Pedro Marques, encontro que integrou uma agenda de reuniões que levaram edil a Bruxelas, com o objectivo de apresentar as oportunidades de desenvolvimento do concelho relacionadas com a instalação do cabo submarino que ligará, já em 2020, o Brasil à Europa.
"Estamos em contacto com o consórcio responsável pela instalação do cabo, o consórcio 'EllaLink', que construirá em Sines a infra-estrutura de receção do cabo e a estação de tratamento de dados, a localizar na Zona Industrial e Logística de Sines, da aicep Global Parques", diz Nuno Mascarenhas.
Em Bruxelas, além do encontro com Pedro Marques, o presidente da Câmara de Sines reuniu-se igualmente com Anna Tranberg (directora de relações institucionais da ERRIN-Rede Europeia de Regiões para Pesquisa e Inovação) e com Clementina Piani (coordenadora da rede RICC-Regional Initiative for Culture and Creativity).
Nuno Mascarenhas manteve encontros também com dois dignitários espanhóis: Francisco Viagalondo (coordenador do Working Group Turismo Sustentável e director em Bruxelas do Aragón Exterior) e César Morcillo (representante do Governo da região da Extremadura em Bruxelas).
Segundo o edil, o assunto mais premente das reuniões foi a instalação do cabo submarino transatlântico, "que vem abrir um enorme conjunto de potencialidades para o desenvolvimento da economia digital em Sines". "A digitalização da economia é hoje um dado adquirido. O Brasil não tem nenhuma ligação directa à Europa, e, do ponto de vista económico, o facto de Sines ser a porta de entrada deste cabo submarino é a reafirmação da importância estratégica deste concelho", assinala.
Na opinião de Nuno Mascarenhas, esta ligação "vem adicionar oportunidades do ponto de vista cultural, da investigação e do desenvolvimento tecnológico e científico". "Com estes encontros, o nosso objectivo foi sensibilizar as instituições europeias e as redes de cidades e regiões que trabalham estas matérias e que terão influência na definição das políticas do próximo período de financiamentos", frisa.
O autarca sustenta ainda que "a instalação do cabo 'EllaLink' permitirá o desenvolvimento de um novo hub digital e de inovação em Sines". "Estamos a trabalhar com o consórcio responsável pela instalação do cabo e também com a aicep no sentido de captar investimento tecnológico e digital para o concelho, o que contribuirá para a diversificação da nossa economia local e para a criação de um novo cluster em Sines", reforça Nuno Mascarenhas.
À margem desta questão, o presidente do Município de Sines aproveitou a reunião com Pedr Marques para abordar outras temáticas de relevância europeia, nomeadamente as ligações ferroviária e rodoviária a Sines, "fundamentais para a competitividade do porto e para o desenvolvimento industrial", mas também aspectos relacionados com a preparação do próximo período de programação de fundos estruturais.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - terça, 02/06/2020
Deputados do PS visitaram
concelho de Odemira
Os dois deputados do PS eleitos pelo distrito de Beja visitaram nesta segunda-feira, 1 de Junho, alguns restaurantes e unidades turísticas do concelho de Odemira.
07h00 - segunda, 01/06/2020
Odemira cria fundos de emergência
para apoiar famílias e empresas
Minimizar o impacto da crise social e económica nas famílias e empresas do concelho de Odemira e fazer face à diminuição dos rendimentos causada pela pandemia da Covid-19 é a meta dos fundos de emergência criados pela Câmara Odemira, no valor total de 1,25 milhões de euros.
07h00 - sexta, 29/05/2020
PSD questiona caravanismo
"selvagem" no Alentejo Litoral
O PSD pretende saber se o Governo vai rever o actual quadro legal para proteger regiões como a Costa Vicentina e o Sudoeste Alentejano da prática daquilo que apelida de "auto-caravanismo selvagem".
07h00 - terça, 26/05/2020
500 portáteis distribuídos
por alunos de Odemira
São 500 computadores portáteis e 280 routers que permitem o acesso à Internet: é este equipamento informático que a Câmara de Odemira vai distribuir pelos alunos do concelho, no sentido de assegurar que todos os jovens estudantes tenham à disposição as ferramentas necessárias para o ensino à distância.
09h00 - segunda, 25/05/2020
Freguesia
de São Luís sem
médico há meses
A Junta de Freguesia de São Luís, no concelho de Odemira, está indignada pela falta de profissionais de saúde na Extensão de Saúde local, sendo que de momento a freguesia não conta com médico, enfermeiros ou sequer serviços administrativos.

Data: 22/05/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial