12h01 - quinta, 30/11/2017

Dinamizar a economia local


Carlos Pinto
No início de Novembro (quase) só se falava da Web Summit. Durante quatro dias, Lisboa foi a capital das inovação, das novas tecnologias, da economia digital e do empreendedorismo, num evento de cariz mundial onde se debateu o futuro, onde foram apresentadas novas ideias de negócio e onde, sobretudo, se investiu. Muito. Milhões de euros (e dólares)! Esta última é, aliás, a faceta mais importante da Web Summit: a sua capacidade de ser uma iniciativa geradora de investimento e parcerias, dinamizando o empreendedorismo.
Convém recordar que uma das regras da economia é que o investimento gera rendimento. Também é certo que nem todos os projectos empresariais/ comerciais estão votados ao sucesso. Por vezes corre bem, por vezes não… Afinal de contas, o erro faz parte do negócio e até ajuda a consolidar ideias, a corrigir lacunas e, por vezes, a abrir novas janelas de oportunidade. Mas para que isto tudo suceda é preciso haver quem incentive e, sobretudo, quem invista.
Por norma, os que avançam com um negócio recorrem a fundos próprios (se os tiverem) ou à banca (se puderem). Mas quantas boas ideias não ficaram já pelo caminho pelo facto do seu promotor não reunir nenhuma destas condições. É por isto que, à escala global, são importantes eventos como a Web Summit. Mas e à escala local? Onde estão os investidores? Ora é neste plano que programas como o "Odemira Empreende" se revestem de vital importância.
De acordo com os últimos dados fornecidos pela Câmara Municipal de Odemira [ver página 16], desde 2015 já foram concedidos, no âmbito deste programa, quase 387 mil euros em apoios financeiros a 71 novos projectos empresariais no concelho. Na prática, foram 387 mil euros "injectados" directamente na economia local, que permitiram em simultâneo a criação de dezenas de novos postos de trabalho. Ora em concelhos longe dos grandes centros urbanos e situados no interior, como é o caso de Odemira, este é um valor substancial. Porque só assim se consegue dinamizar (e diversificar) a economia, criando melhores condições para toda a população.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
00h00 - segunda, 21/05/2018
PS pede "intervenção urgente"
na estradas nacionais em Odemira
Os eleitos do PS na Assembleia Municipal de Odemira exigem uma "intervenção urgente" por parte das autoridades competentes num conjunto de estradas nacionais que servem o concelho.
00h00 - segunda, 21/05/2018
Centro de Interpretação
em Pousadas Velhas
O novo Centro de Interpretação dos Charcos Temporários Mediterrânicos do Sudoeste Alentejano é inaugurado nesta segunda-feira, 21, junto sítio das Pousadas Velhas, em Vila Nova de Milfontes (Odemira).
00h00 - segunda, 21/05/2018
Novas extensões de Saúde
em Torrão e Alvalade
As localidades de Torrão (no concelho de Alcácer do Sal) e de Alvalade-Sado (Santiago do Cacém) contam a partir desta segunda-feira, 21, com novas extensões de Saúde.
00h00 - domingo, 20/05/2018
Reabilitação urbana
em Santiago do Cacém
A Câmara de Santiago do Cacém tem a decorrer até 12 de Junho a discussão pública da proposta do projecto da operação de reabilitação urbana sistemática (ORU) para o centro histórico da cidade.
00h00 - domingo, 20/05/2018
"Brisas do Atlântico 2018"
com inscrições abertas
Estão abertas as inscrições para a edição deste ano da "Brisas do Atlântico", evento desportivo multidisciplinar entre Almograve e Zambujeira do Mar promovido pela Câmara de Odemira.

Data: 11/05/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial