11h44 - quinta, 04/01/2018

Trabalhadores satisfeitos são mais produtivos?


Cláudia Silva
Muitas vezes tenho falado acerca da qualidade dos cuidados prestados à pessoa na Grande Idade nas instituições, de como é importante que os cuidadores tenham a noção e o sentimento de que é uma pessoa que tem à sua frente, com a sua identidade, diferente de todas as outras da mesma idade, e com necessidades distintas. A massificação dos cuidados tem se revelado claramente ineficaz e não promotora do respeito, da dignidade e da individualidade que merece qualquer pessoa, na grande ou "pequena" idade! Quando alguém decide trabalhar numa instituição de apoio social, seja em que função for, os juízos de valor, o idadismo, devem ficar à porta! Infelizmente ainda se assiste a uma cultura organizacional que centra o planeamento dos cuidados em função das rotinas dos funcionários e não da pessoa. O baixo ratio cuidador/pessoa conduz a uma sobrecarga de trabalho, o que não favorece as boas práticas e ainda propícia a ocorrência de maus-tratos. Por fim, as direcções têm muitas vezes baixa formação técnica e conhecimento do ser humano, o que os impede de sequer perceber e diagnosticar onde reside o problema.
No entanto, sendo tudo o que referi actual e pertinente, há um aspeto que é extremamente importante, e muitas vezes descurado, já para não dizer ignorado: a satisfação profissional. A satisfação profissional reflecte a reacção do próprio ao trabalho, sendo uma variante do comportamento organizacional mais estudada pelos investigadores. Do ponto de vista marxista, tendo em conta o inevitável conflito trabalhador-gestão, poderia parecer quase impossível pensar que funcionários mais satisfeitos/felizes pudessem ser mais produtivos. Contudo, de uma perspectiva mais psicológica e humana, que se coaduna com a prestação de cuidados à pessoa na Grande Idade, tem sido estabelecida uma relação positiva entre a satisfação profissional e o desempenho. Ou seja, daqui podemos inferir que se queremos melhorar os cuidados prestados nas instituições à pessoa na Grande Idade, talvez devêssemos primeiro olhar para os funcionários que lá trabalham e perguntar-nos: "Será que os funcionários estão motivados? E estão satisfeitos no trabalho? Como é que se pode pedir a uma pessoa que preste cuidados de qualidade e individualizados, quando há uma sobrecarga de trabalho que a impede de sequer ter tempo para conversar? E quando o consegue, quem é que lhe agradece e reconhece? Se calhar ainda é chamada à atenção pelas colegas porque levou mais tempo do que "deveria"! Como é que se pode pedir a uma pessoa que preste cuidados de qualidade e individualizados, quando as suas chefias não a tratam com consideração e respeito, e a cultura do medo e penalização do erro persiste?
Se queremos mesmo prestar melhores cuidados, está na hora de mudar de paradigma! Agora a questão é outra: será que queremos? Erradamente se pensa que o investimento em profissionais qualificados pode ser incomportável para as instituições, pois esse investimento tem retorno em ganhos em saúde, e estes também significam redução no custo (Prevenir para não tratar!). Termino com uma frase de Derek Bok: "Se acreditas que a formação é cara?experimenta a ignorância".



COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
11h36 - quinta, 26/04/2018
Seis detidos pela GNR
em operação em Sines
Seis pessoas foram detidas na manhã desta quinta-feira, 26 de Abril, pela GNR na zona de Sines, por suspeitas da prática dos crimes de furto e roubo.
07h00 - quinta, 26/04/2018
Santaclarense perde
Taça de Honra nas
grandes penalidades
A equipa do Santaclarense perdeu para o FC São Marcos (do concelho de Castro Verde) a final da Taça de Honra da 2ª divisão distrital, disputada nesta quarta-feira, 25 de Abril, na cidade de Beja.
07h00 - quinta, 26/04/2018
Empresa de reciclagem
investe cinco milhões em Cercal
A Glopol Portugal vai investir cerca de cinco milhões de euros em Cercal do Alentejo, no concelho de Santiago do Cacém, numa unidade de reciclagem de plásticos no Parque de Empresas local.
07h00 - quinta, 26/04/2018
Plácido Gonçalves
e Patrícia Serafim
vencem em Odemira
Os atletas Plácido Gonçaves (do CDR Ribeirinho) e Patrícia Serafim (do BAC – Beja Atlético Clube) foram os grandes vencedores da 38ª edição do Circuito de Aletismo "Vila de Odemira", que decorreu no passado domingo, 22 de Abril.
08h00 - quarta, 25/04/2018
Município de Odemira
presta homenagens
Seis personalidades do concelho de Odemira são distinguidas nesta quarta-feira, 25 de Abril, pela Assembleia Municipal, durante a sessão evocativa dos 44 anos da Revolução dos Cravos.

Data: 27/04/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial