16h45 - quinta, 10/05/2018

Haja respeito pelo Interior


Carlos Pinto
Já não é a primeira vez que escrevemos sobre o péssimo estado de algumas das estradas nacionais (EN) que cruzam o Alentejo Litoral, em particular no concelho de Odemira. Fizemo-lo sobre os troços da EN 266 entre São Martinho das Amoreiras e Santa Clara-a-Velha, sobre a EN 389 entre Colos e Santa Luzia e ainda sobre a EN 120 entre São Luís e a sede de concelho, Odemira.
Foi precisamente a esta última que voltámos nesta edição, com uma reportagem no terreno que atesta bem o acentuado estado de degradação em que se encontra uma via bastante movimentada [ver página 7]. Em declarações ao "SW" os condutores que utilizam a estrada sublinham os perigos que encontram no dia-a-dia e não escondem o descontentamento face aos prejuízos que os buracos no piso provocam nas suas viaturas.
"Tanto a população individualmente como as autarquias têm alertado a Infra-estruturas de Portugal para esta situação, mas não temos tido qualquer resposta. É o abandono total desta via por parte de quem tem a obrigação de proceder à sua reparação", acrescenta mesmo o presidente da Junta de Freguesia local, Fernando Parreira.
Ora "abandono" é, precisamente, a palavra que melhor ilustra o quadro em que se encontra este troço da EN 120 (e muitas outras estradas espalhadas pela região). E isto num tempo em que, depois das tragédias provocadas há um ano pelos incêndios na zona Centro, o país "despertou" para a necessidade de revitalizar os territórios mais afastados dos grandes centros urbanos.
Sabemos que "Roma e Pavia não se fizeram num dia", mas é inconcebível que situações como a da EN 120 (para não falar de outras) se arrastem no tempo sem resolução. Umas vezes porque falta dinheiro… Outras vezes por não existirem projectos… Quase sempre por falta de vontade e empenho por parte de empresas que gerem dinheiro do Estado, mas que poucas vezes revelam a necessária sensibilidade para a causa pública. E é isto que tem de mudar, para bem do Interior!



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quinta, 17/01/2019
Concelho de Odemira recebe
409.200 euros para coesão social
Os municípios do distrito de Beja vão receber mais de seis milhões de euros para dinamizarem, nos próximos três anos, novos projectos de coesão social, no sentido de mitigar problemas como o desemprego, a pobreza e o envelhecimento.
07h00 - quinta, 17/01/2019
NDC Odemira com
duas medalhas no
Nacional de Estrada
A equipa de atletismo do Núcleo Desportivo e Cultural de Odemira (NDCO) teve uma participação bastante positiva no Campeonato Nacional de Estrada/ Corrida Allianz, disputado no último sábado, 12 de Janeiro, em Oeiras, regressando a casa com duas medalhas.
07h00 - quinta, 17/01/2019
REN entrega prémio
"AGIR 2018"
na Carrasqueira
A empresa Redes Eléctricas Nacionais (REN) promove nesta quinta-feira, 17 de Janeiro, a cerimónia de entrega do prémio "AGIR 2018", que decorrerá a partir das 17h00 na sede da Associação da Comunidade Piscatória da Carrasqueira, na Comporta (Grândola).
07h00 - quarta, 16/01/2019
Ossadas humanas
descobertas em Tróia
Uma equipa de arqueólogos descobriu na última segunda-feira, 14 de janeiro, ossadas humanas na crista do areal da Ponta do Verde, nas imediações da Caldeira de Tróia (Grândola), onde está a realizar trabalho de campo.
07h00 - quarta, 16/01/2019
"Tourism Innovation
Journeys" em Sines
O auditório do Centro de Artes de Sines acolhe nesta quarta-feira, 16 de Janeiro, uma sessão pública do projecto "Tourism Innovation Journeys", promovido pelo Instituto Superior de Novas Profissões (INP) e pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias e dedicado à valorização turística do Alentejo.

Data: 04/01/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial