07h00 - terça, 12/10/2021

Novo autarca de Odemira não quer "deixar ninguém para trás"

Novo autarca de Odemira não quer "deixar ninguém para trás"

O novo presidente da Câmara de Odemira, o socialista Hélder Guerreiro, assumiu que no próximo mandato o seu executivo vai trabalhar para não deixar "ninguém para trás", pois "todas e todos contam".
"Não podemos deixar ninguém para trás porque não podem existir pessoas invisíveis! Todas e todos contam! Todas e todos contarão" nos próximos quatro anos, afirmou Hélder Guerreiro no discurso da sua tomada de posse, que decorreu na tarde desta segunda-feira, 11.
Na sua intervenção, o novo autarca odemirense traçou aquelas que serão as prioridades ao longo dos próximos quatro anos, a "começar pelas pessoas".
"A nossa primeira prioridade será a proximidade e disponibilidade para ouvir todas e todos", afiançou o edil, anunciando que vai também dedicar estes primeiros dias de funções para "ouvir as diferentes equipas internas" da Câmara Municipal, no sentido de perceber "as suas preocupações, as suas necessidades e as expetativas de cada pessoa".
A "construção participada" do Fórum do Território, a implementação do "conceito de intervenção integrada" nos espaços urbanos e "dar vida económica, social e cultural" às vilas e aldeias do concelho, "tornando-as espaços de bem-estar", são outras das metas que Hélder Guerreiro pretende alcançar neste mandato.
Antes do novo presidente da Câmara Municipal falou o autarca cessante, José Alberto Guerreiro, que classificou como "inesquecíveis" os 24 anos passados na autarquia, 12 como vereador e 12 como presidente.
"Permanecerá para todo o sempre na minha memória as extraordinárias pessoas que conheci e com quem tive o privilégio de trabalhar ao longo destes anos. Igualmente, permanecerá para sempre e de forma inexplicável a paixão com que exerci as funções que me foram confiadas pelos odemirenses", afiançou.
Na hora da despedida, José Alberto Guerreiro disse ainda sair com o orgulho de deixar "um concelho diferente para melhor, refletido no acréscimo da qualidade de vida local, na dinâmica económica e social", e "com um município de saúde financeira invejável e um dos menores níveis de taxação municipal do país".
O agora ex-autarca frisou ainda que Odemira "é um território singular de enorme riqueza de recursos e pessoas, de diversidade impar, de oportunidades e desafios sem fim".
"Cabe ao novo presidente eleito liderar e motivar a equipa que escolheu para a missão que abraçou, com a dedicação, empenho e responsabilidade que a função exige, na defesa dos nossos interesses coletivos, enfrentando adversidades e desafios, tantos quantos surjam, elevando Odemira ao pódio da região", concluiu.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - terça, 29/11/2022
Ensino superior já é
realidade em Odemira
"Um passo muito sério para a vida" dos "alunos e para o concelho de Odemira" – é desta forma que o presidente da Câmara de Odemira, Hélder Guerreiro, classifica a chegada do ensino superior ao município do Litoral Alentejano.
07h00 - segunda, 28/11/2022
Câmara de Odemira atribui
178 mil euros aos clubes desportivos
A Câmara de Odemira vai atribuir um total de 178.
07h00 - segunda, 28/11/2022
Renascente e
Odemirense ganham,
Milfontes goleado
As equipas do Renascente de São Teotónio e do Odemirense somaram neste domingo, 27, mais uma vitória no campeonato distrital da 1ª divisão de Beja.
07h00 - domingo, 27/11/2022
Odemira homenageia cante
alentejano com nova escultura
Um monumento ao cante alentejano vai ser inaugurado em Odemira neste domingo, 27, para comemorar os oito anos de classificação como Património Cultural Imaterial da Humanidade deste canto polifónico típico da região.
07h00 - sábado, 26/11/2022
Eleições na
Secção de Odemira
do PSD
Os militantes do PSD no concelho de Odemira vão este sábado, 26, às urnas, para escolher a nova comissão política, com o atual presidente Luís Bernardo Freitas a ser o único candidato.

Data: 25/11/2022
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial