07h00 - terça, 12/10/2021

Novo autarca de Odemira não quer "deixar ninguém para trás"

Novo autarca de Odemira não quer "deixar ninguém para trás"

O novo presidente da Câmara de Odemira, o socialista Hélder Guerreiro, assumiu que no próximo mandato o seu executivo vai trabalhar para não deixar "ninguém para trás", pois "todas e todos contam".
"Não podemos deixar ninguém para trás porque não podem existir pessoas invisíveis! Todas e todos contam! Todas e todos contarão" nos próximos quatro anos, afirmou Hélder Guerreiro no discurso da sua tomada de posse, que decorreu na tarde desta segunda-feira, 11.
Na sua intervenção, o novo autarca odemirense traçou aquelas que serão as prioridades ao longo dos próximos quatro anos, a "começar pelas pessoas".
"A nossa primeira prioridade será a proximidade e disponibilidade para ouvir todas e todos", afiançou o edil, anunciando que vai também dedicar estes primeiros dias de funções para "ouvir as diferentes equipas internas" da Câmara Municipal, no sentido de perceber "as suas preocupações, as suas necessidades e as expetativas de cada pessoa".
A "construção participada" do Fórum do Território, a implementação do "conceito de intervenção integrada" nos espaços urbanos e "dar vida económica, social e cultural" às vilas e aldeias do concelho, "tornando-as espaços de bem-estar", são outras das metas que Hélder Guerreiro pretende alcançar neste mandato.
Antes do novo presidente da Câmara Municipal falou o autarca cessante, José Alberto Guerreiro, que classificou como "inesquecíveis" os 24 anos passados na autarquia, 12 como vereador e 12 como presidente.
"Permanecerá para todo o sempre na minha memória as extraordinárias pessoas que conheci e com quem tive o privilégio de trabalhar ao longo destes anos. Igualmente, permanecerá para sempre e de forma inexplicável a paixão com que exerci as funções que me foram confiadas pelos odemirenses", afiançou.
Na hora da despedida, José Alberto Guerreiro disse ainda sair com o orgulho de deixar "um concelho diferente para melhor, refletido no acréscimo da qualidade de vida local, na dinâmica económica e social", e "com um município de saúde financeira invejável e um dos menores níveis de taxação municipal do país".
O agora ex-autarca frisou ainda que Odemira "é um território singular de enorme riqueza de recursos e pessoas, de diversidade impar, de oportunidades e desafios sem fim".
"Cabe ao novo presidente eleito liderar e motivar a equipa que escolheu para a missão que abraçou, com a dedicação, empenho e responsabilidade que a função exige, na defesa dos nossos interesses coletivos, enfrentando adversidades e desafios, tantos quantos surjam, elevando Odemira ao pódio da região", concluiu.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 28/10/2021
Câmara e comunidade
apoiam Fluvial Odemirense
A Câmara de Odemira está a avaliar "a dimensão do apoio financeiro a atribuir" ao Clube Fluvial Odemirense (CFO), cujas instalações foram destruídas por um incêndio, que teve causa humana, na madrugada de 9 de outubro.
07h00 - terça, 26/10/2021
Câmara de Odemira vai
continuar a apoiar os bombeiros
O presidente da Câmara de Odemira afirmou que a autarquia mantém disponibilidade para continuar a apoiar os Bombeiros Voluntários locais e encontrar soluções para a melhoria das condições de trabalho da corporação.
07h00 - segunda, 25/10/2021
Odemira promove
aulas de viola campaniça
O Centro de Valorização da Viola Campaniça e do Cante de Improviso, com sede em São Martinho das Amoreiras, no concelho de Odemira, iniciou neste ano letivo um novo ciclo de ensino, "regular e gratuito", sobre a arte e tradição da viola campaniça, com aulas em sete localidades.
07h00 - domingo, 24/10/2021
Espetáculo "UNLOOP"
apresentado em São Luís
O projeto artístico interdisciplinar "UNLOOP", de David Negrão e Sara Montalvão, criado em contexto de residência artística no Alentejo, é apresentado em estreia neste domingo, 24, no Espaço Cultivamos Cultura, em São Luís.
07h00 - sexta, 22/10/2021
Performance de malabarismo
poético chega a Odemira
A zona ribeirinha de Odemira recebe neste sábado, 23, pelas 16h00, a performance de malabarismo poético "A Grande Errância", promovida no âmbito do projeto "Lavrar o Mira e a Lagoa – As Artes Além Tejo".

Data: 15/10/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial