07h00 - sexta, 14/01/2022

Produção de canábis medicinal vai aumentar em São Teotónio

Produção de canábis medicinal vai aumentar em São Teotónio

A empresa Cleaver Leaves vai expandir a sua área de produção de canábis para fins medicinais na zona de São Teotónio, no concelho de Odemira, para aumentar a exportação e reforçar a área de investigação científica.
Em comunicado, o produtor norte-americano de canabinoides de qualidade farmacêutica revela que a expansão já foi aprovada pelo Infarmed, entidade reguladora com a tutela da indústria farmacêutica em Portugal.
Esta aprovação vai permitir à empresa "duplicar a capacidade de produção" de canábis, que passa de cerca de 10 mil para 24 mil metros quadrados de estufas de alta tecnologia.
O projeto de expansão da propriedade que a Clevers Leaves detém na freguesia de São Teotónio inclui "uma instalação dedicada e concebida especificamente para fins de Pesquisa Aplicada", indica.
De acordo com a empresa, além da expansão da produção, o Iinfarmed também renovou "a licença da Clever Leaves para cultivar, importar e exportar produto de qualidade farmacêutica".
Uma decisão que o operador do mercado de canábis medicinal considera "essencial" para prosseguir os seus "esforços de continuada expansão" e de "desenvolvimento da investigação" no concelho de Odemira.
Esta expansão "permitirá, não apenas elevar a produção comercial para um padrão de qualidade ainda mais elevado, como também reforçar o foco na atenção dada à testagem e estabilização de novas variedades da planta da canábis", diz a empresa, acrescentando que vai igualmente permitir também o reforçar o "desenvolvimento contínuo de novos produtos, através de várias técnicas e processos de investigação aplicada".
A produção da Clever Leaves a partir de Portugal tem sido exportada para países como o Reino Unido, Austrália, EUA e Israel, apesar dos "requisitos distintos no que respeita às especificações que devem ser cumpridas para permitir a entrada deste tipo de produtos em cada país", refere.
Por isso, "o espaço adicional em estufa" vai permitir "uma maior adaptação dos esforços de cultivo à regulamentação específica de cada país, o que resultará no aumento da capacidade de exportação e na maior diversificação dos países para os quais as exportações são feitas", acrescenta a empresa.
A produção nas novas instalações de cultivo "foi já iniciada", revela a empresa, que disse esperar que "os primeiros produtos estejam prontos para o mercado no segundo ou terceiros trimestres de 2022".
Em paralelo, decorre "a bom ritmo" a obra de construção do projeto de expansão que a Clever Leaves está a levar a cabo, no Parque Empresarial da Península de Setúbal, para aumento das suas capacidades de processamento pós-colheita em Portugal, o qual deverá estar "completamente operacional no final de 2022".
O primeiro lote comercial de 30 quilos de flor seca de canábis da Clever Leaves foi exportado das instalações de cultivo em São Teotónio em outubro de 2021.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quarta, 19/01/2022
AdSA promove
formação para os
seus colaboradores
A empresa Águas de Santo André (AdSA), com sede em Vila Nova de Santo André (Santiago do Cacém), promoveu nesta terça-feira, 18, uma ação de formação para os seus colaboradores.
07h00 - quarta, 12/01/2022
Covid-19: 1.783 crianças já foram
vacinadas no Litoral Alentejano
Um total de 1.
07h00 - terça, 11/01/2022
EB 2 de Santo André reabriu
após obras de requalificação
A Escola Básica (BE) 2 de Vila Nova de Santo André reabriu nesta segunda-feira, 10, depois de obras de requalificação, avaliadas em quase 824 mil euros, promovidas pela Câmara de Santiago do Cacém e que contaram com apoio comunitário através do programa Alentejo 2020.
07h00 - quinta, 06/01/2022
ULSLA recebeu
23 novos médicos
internos
A Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA) recebeu esta semana 23 novo médicos internos, que irão iniciar a sua formação geral e específica no Hospital do Litoral Alentejano e nos centros de saúde da região.
07h00 - sexta, 31/12/2021
Concurso para atribuição
de habitações sociais em Santiago
Santiago do Cacém é um dos 15 concelhos abrangidos pelo concurso por sorteio para atribuição de 31 habitações sociais lançado nesta quinta-feira, 30, pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU).

Data: 14/01/2022
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial