07h00 - sexta, 07/10/2022

"Renascente quer
chegar aos primeiros
seis classificados"

"Renascente quer chegar aos primeiros seis classificados"

Depois de ter garantido a manutenção e chegado à final da Taça do Distrito de Beja em 2021-2022, técnico do Renascente de São Teotónio entra na nova temporada com a ambição de ficar na primeira metade da tabela classificativa.

Que ambições tem o Renascente para 2022-2023?
Queremos tentar fazer um pouco melhor, pois só assim é que faz sentido andarmos aqui. E o nosso objetivo este ano é claramente chegar aos seis primeiros [classificados] e na segunda fase disputar o grupo de subida. Esse é o principal objetivo do Renascente!

Para evitar andar a "fazer contas" na segunda fase…
Evitar andar a "fazer contas" e também porque quem entra nos seis primeiros acaba por ter jogos mais competitivos, por onde passam as principais decisões do campeonato, e o Renascente – com a massa associativa que tem – penso que merece e faz sentido ter equipa para estar nesta fase.

Na Taça do Distrito de Beja será possível repetir a presença na final?
Digo o que disse no início da época passada, ou seja, as ambições de equipas como o Renascente passam sempre pelo sorteio, que é uma condicionante para chegar longe ou não.

No final da última época assumiu que era necessário construir o plantel mais atempadamente, ao contrário do que sucedeu em 2021-2022. Foi isso que aconteceu? Está satisfeito com o grupo que tem às suas ordens?
Este ano procurámos não repetir os erros da época passada, que foi começar muito tarde a construir o plantel. Uma das condicionantes que pedi à direção relativamente ao plantel tinha a ver com os jogadores da região. Independentemente do valor e da qualidade que têm, há poucos jogadores. E os jogadores têm tendência a não ter compromisso, derivado à família e outras razões. Tenho falado com muitos treinadores de outras zonas do Alentejo e todos sentimos a mesma dificuldade. Daí termos optado por tentar contratar alguns jogadores brasileiros, porque torna-se mais fácil [trabalhar]. Dentro dessa perspetiva, conseguimos que viessem para o nosso plantel seis jogadores [brasileiros], mas apareceu uma nova lei na AFBeja para a inscrição de jogadores estrangeiros, tendo-se tornado muito difícil inscrever jogadores estrangeiros. Temos pendente a inscrição de dois jogadores derivado a essa nova lei. Outro fator é que a nossa equipa do ano passado era constituída por 18 jogadores e continuam 15 esta época, o que revela um extraordinário trabalho da direção ao longo do ano. Por isso, com os 15 que continuaram e mais sete que vieram, temos um plantel com 22 jogadores, o que é bom. Depois de inscrevermos estes dois jogadores brasileiros fico com um plantel muito bem equilibrado e uma equipa muito boa. Por isso, serviu de emenda o que não fizemos o ano passado!

Esta época há três equipas do concelho de Odemira, com Odemirense e Praia de Milfontes a juntarem-se ao Renascente. É positivo?
Acho que sim, é mais do que positivo! Porque demonstra a forma como se trabalha neste concelho e como os dirigentes destes clubes encaram o futebol. Repare que no ano passado as equipas deste concelho "deram cartas" no futebol do distrito: o Renascente foi à final da Taça [do Distrito de Beja], o Odemirense foi campeão da 2ª divisão e o Praia de Milfontes ficou logo atrás e também subiu. Isto nos seniores! Duvido que algum concelho tenha alguma vez visto as suas equipas ter tanto sucesso numa época só. Os próprios miúdos do Odemirense foram campeões distritais de Iniciados e subiram ao nacional. Isto revela a forma como os três clubes trabalham bem. Daí dizer que é mais que benéfico para o concelho ter três equipas na 1ª divisão. E também serve para "descentralizar" o futebol distrital da zona de Beja, pois no ano passado sentimos muito "na pele" estarmos longe da zona de Beja, sobretudo nos jogos à quarta-feira à noite.

Como antevê o campeonato da 1ª divisão de Beja em 2022-2023?
Acho que vai ser um campeonato muito mais equilibrado que o ano passado. Há uma série de equipas que se reforçaram bem, outras nem tanto, daí que pense que o campeonato vá ser mais equilibrado.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - terça, 29/11/2022
Ensino superior já é
realidade em Odemira
"Um passo muito sério para a vida" dos "alunos e para o concelho de Odemira" – é desta forma que o presidente da Câmara de Odemira, Hélder Guerreiro, classifica a chegada do ensino superior ao município do Litoral Alentejano.
07h00 - segunda, 28/11/2022
Câmara de Odemira atribui
178 mil euros aos clubes desportivos
A Câmara de Odemira vai atribuir um total de 178.
07h00 - segunda, 28/11/2022
Renascente e
Odemirense ganham,
Milfontes goleado
As equipas do Renascente de São Teotónio e do Odemirense somaram neste domingo, 27, mais uma vitória no campeonato distrital da 1ª divisão de Beja.
07h00 - domingo, 27/11/2022
Odemira homenageia cante
alentejano com nova escultura
Um monumento ao cante alentejano vai ser inaugurado em Odemira neste domingo, 27, para comemorar os oito anos de classificação como Património Cultural Imaterial da Humanidade deste canto polifónico típico da região.
07h00 - sábado, 26/11/2022
Eleições na
Secção de Odemira
do PSD
Os militantes do PSD no concelho de Odemira vão este sábado, 26, às urnas, para escolher a nova comissão política, com o atual presidente Luís Bernardo Freitas a ser o único candidato.

Data: 25/11/2022
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial