12h49 - quinta, 03/06/2021

Ambiente ameaçado!


Carlos Pinto
Neste sábado, 5 de junho, celebra-se o Dia Mundial do Ambiente, criado em 1972, durante a Conferência de Estocolmo (promovida pelas Nações Unidas para se falar sobre o meio ambiente), e que visa sensibilizar a população mundial a implementar práticas que ajudem a preservar o nosso meio ambiente.
Desde então que a data é assinalada com muitas iniciativas e ações, mas nunca como agora a questão de defesa do ambiente e salvaguarda da biodiversidade esteve tanto no topo das "atenções mediáticas"… pelas piores razões!
As alterações climáticas e o aquecimento global são hoje uma evidência inegável em todo o planeta (por muito que alguns a recusem) e também em Portugal são vários os problemas ambientais a que devemos estar particularmente atentos, sob risco de colocar em causa o nosso futuro.
É precisamente neste âmbito que é necessário olhar com atenção para o que vai sucedendo no Litoral Alentejano, cuja zona costeira é bastante elogiada por todo o mundo por ainda se manter "selvagem", mas onde vão começando a surgir ameaças bem reais que podem colocar em causa toda a riqueza da sua biodiversidade.
Como o "SW" lhe dá a conhecer nesta edição, hoje já são notórios nesta região problemas relacionados com a falta de água na albufeira de Santa Clara ou a utilização excessiva de químicos e outros fitofármacos na agricultura, que depois acabam por chegar aos solos e até ao mar. A atestar esta situação está, igualmente, a queixa apresentada recentemente pela Liga para a Proteção da Natureza em Bruxelas, devido à destruição total de cinco charcos temporários mediterrânicos, habitats protegidos e prioritários, no Sudoeste Alentejano devido à agricultura intensiva que se realiza neste território.
Tudo isso são sinais de ameaça ao ambiente que não podemos (nem devemos) ignorar. Sinais que exigem uma intervenção mais eficaz e célere por parte dos organismos estatais que têm a competência de fiscalizar as boas e as más práticas ambientais que se fazendo, punindo severamente os prevaricadores. Caso contrário, o futuro será tudo menos verde!



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - terça, 29/11/2022
Câmara de Alcácer
aprova orçamento
de 38,8ME para 2023
A Câmara de Alcácer do Sal aprovou um orçamento de 38,8 milhões de euros para 2023, mais 6,9 milhões de euros do que o deste ano e onde mantém a aposta na melhoria da qualidade de vida da população.
07h00 - terça, 29/11/2022
Ensino superior já é
realidade em Odemira
"Um passo muito sério para a vida" dos "alunos e para o concelho de Odemira" – é desta forma que o presidente da Câmara de Odemira, Hélder Guerreiro, classifica a chegada do ensino superior ao município do Litoral Alentejano.
07h00 - terça, 29/11/2022
GNR vai ter
novo quartel
em Grândola
A GNR de Grândola vai ter um novo quartel, depois da Câmara Municipal ter aprovado, na passada semana, um protocolo de colaboração com o Ministério da Administração Interna visando a construção do novo equipamento em terrenos municipais.
07h00 - segunda, 28/11/2022
Câmara de Odemira atribui
178 mil euros aos clubes desportivos
A Câmara de Odemira vai atribuir um total de 178.
07h00 - segunda, 28/11/2022
Águas de Santo
André distinguida
pela ERSAR
A empresa Águas de Santo André (AdSA) foi distinguida, na passada semana, pela Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR) com o "Selo de qualidade exemplar de água para consumo humano".

Data: 25/11/2022
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial