12h49 - quinta, 03/06/2021

Ambiente ameaçado!


Carlos Pinto
Neste sábado, 5 de junho, celebra-se o Dia Mundial do Ambiente, criado em 1972, durante a Conferência de Estocolmo (promovida pelas Nações Unidas para se falar sobre o meio ambiente), e que visa sensibilizar a população mundial a implementar práticas que ajudem a preservar o nosso meio ambiente.
Desde então que a data é assinalada com muitas iniciativas e ações, mas nunca como agora a questão de defesa do ambiente e salvaguarda da biodiversidade esteve tanto no topo das "atenções mediáticas"… pelas piores razões!
As alterações climáticas e o aquecimento global são hoje uma evidência inegável em todo o planeta (por muito que alguns a recusem) e também em Portugal são vários os problemas ambientais a que devemos estar particularmente atentos, sob risco de colocar em causa o nosso futuro.
É precisamente neste âmbito que é necessário olhar com atenção para o que vai sucedendo no Litoral Alentejano, cuja zona costeira é bastante elogiada por todo o mundo por ainda se manter "selvagem", mas onde vão começando a surgir ameaças bem reais que podem colocar em causa toda a riqueza da sua biodiversidade.
Como o "SW" lhe dá a conhecer nesta edição, hoje já são notórios nesta região problemas relacionados com a falta de água na albufeira de Santa Clara ou a utilização excessiva de químicos e outros fitofármacos na agricultura, que depois acabam por chegar aos solos e até ao mar. A atestar esta situação está, igualmente, a queixa apresentada recentemente pela Liga para a Proteção da Natureza em Bruxelas, devido à destruição total de cinco charcos temporários mediterrânicos, habitats protegidos e prioritários, no Sudoeste Alentejano devido à agricultura intensiva que se realiza neste território.
Tudo isso são sinais de ameaça ao ambiente que não podemos (nem devemos) ignorar. Sinais que exigem uma intervenção mais eficaz e célere por parte dos organismos estatais que têm a competência de fiscalizar as boas e as más práticas ambientais que se fazendo, punindo severamente os prevaricadores. Caso contrário, o futuro será tudo menos verde!



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - segunda, 29/11/2021
Campanha de Natal
no comércio local
de Alcácer do Sal
Incentivar munícipes e visitantes a adquirirem os seus presentes no comércio local é o grande objetivo da campanha "Natal com tradição, Comércio com animação", que a Câmara de Alcácer do Sal promove até ao próximo dia 6 de janeiro.
07h00 - segunda, 29/11/2021
Obras de requalificação
em Vila Nova de Milfontes
A Câmara de Odemira inicia, já no próximo mês de dezembro, as obras de requalificação da Avenida Custódio Braz Pacheco, que irão decorrer no âmbito do projeto de requalificação e valorização da localidade e representam um investimento de quase 838 mil euros.
07h00 - segunda, 29/11/2021
Artes promovidas
nas escolas do
concelho de Odemira
O projeto "Miragem!" está de regresso às escolas do concelho de Odemira para aproximar os mais novos do "mundo" das artes performativas, levando aos espaços escolares intervenções de teatro, novo circo, dança, literatura, reflexão e música.
07h00 - sábado, 27/11/2021
Grupo "LuzAzul"
ao vivo em Odemira
O icónico forte de São Clemente, em Vila Nova de Milfontes, é uma das "fontes de inspiração" de "ÂMBRIA", trabalho de estreia dos "LuzAzul", atuam neste sábado, 27, pelas 21h30, no cineteatro Camacho Costa, em Odemira.
07h00 - sábado, 27/11/2021
Caminhada em
Santa Clara-a-Velha
A freguesia de Santa Clara-a-Velha, no interior de Odemira, recebe neste sábado, 27, a caminhada "De Santa Clara à Barragem", entre a aldeia de Santa Clara-a-Velha, o rio Mira e a barragem.

Data: 26/11/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial