08h15 - domingo, 15/08/2021

Santiago do Cacém precisa de um novo rumo


Artur Ceia
Para que se tenha uma ideia da real dimensão do que se fala, é importante contextualizar: Santiago do Cacém é o 12.º maior concelho do país e o único no Alentejo que contém duas cidades. É ainda um município que beneficia de excelente localização e centralidade, bem como de uma proximidade estratégica a um dos principais polos de desenvolvimento económico do país – o Porto de Sines. Trata-se de um concelho heterogéneo, diversificado, com extensa costa e excelentes praias, além de uma Reserva Natural única.
No entanto, e apesar de tudo isto, não tem sido capaz de atrair novos projetos empresariais, chamar a atenção de potenciais novos habitantes e/ou sequer de fixar as populações mais jovens. Entre 2010 e 2020 os dados demográficos da região mostram que se perderam habitantes, a população idosa cresceu 4% e o número de nascimentos diminuiu.
A esta realidade acresce uma dinâmica de negócios baseada, sobretudo, em empresas ligadas ao comércio (20% do total) e o facto dos principais empregadores no concelho serem a Câmara Municipal e o Hospital do Litoral Alentejano.
Estes dados são ilustrativos da situação do município e são suficientes para identificar alguns dos seus principais problemas e desafios.
O facto de Santiago do Cacém se encontrar entre um concelho cujo desígnio é o turismo (Grândola) e outro cuja alma reside na indústria e no mar (Sines)parece ter contribuído decisivamente para uma passividade eterna no que à procura da sua identidade diz respeito, adiando o futuro em função dos seus "vizinhos". Este não pode nem deve ser o nosso caminho, esperar que a inércia traga algo de bom. O concelho de Santiago do Cacém (população, órgãos autárquicos eleitos, entre outros protagonistas) tem de definir um plano de ação com objetivosa médio prazo capaz de garantir um rumo para a próxima década.
A minha candidatura, e a equipa alargada que a compõe, está completamente envolvida neste propósito e é por isso que uma das medidas que apresentamos desde já, e prometemos desenvolver num prazo de 90 dias, é a elaboração de um Plano Estratégico Municipal.
Este não é mais um plano, este é O plano, até porque, a bem dizer, o projeto politico que tem governado a autarquia nos últimos 40 anos nunca estabeleceu um trilho coerente e sistemático para o desenvolvimento do concelho.
Tivesse o caminho sido diferente e certamente não estaríamos, ao fim de mais de quatro décadas, no estado em que estamos e com os problemas que enunciei anteriormente. Esperar que nos próximos quatro anos os resultados sejam diferentes quando a receita se mantém é, no mínimo, puro desperdício de tempo.
Santiago do Cacém precisa de outros protagonistas, de homens e mulheres que tenham uma visão diferente para o concelho, que não procurem desculpas fora de portas para o que são incapazes de prever e realizar.
Santiago do Cacém necessita de pessoas que estejam abertas à opinião dos outros, que pensem diferente, porque só assim será possível Fazer Mais!



Outros artigos de Artur Ceia

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 23/09/2021
Câmara de Odemira abre
candidaturas para bolsas de estudo
A Câmara de Odemira tem abertas, até 15 de outubro, a fase de candidaturas às bolsas de estudo para o ensino secundário e superior para os alunos do concelho.
07h00 - quinta, 23/09/2021
Projeto da Junta
de São Luís apoiado
pelo Fundo Ambiental
Um projeto da Junta de Freguesia de São Luís, no concelho de Odemira, está entre os 19 que vão ser apoiados em todo o país pelo Fundo Ambiental, no âmbito do aviso "JUNTAr+", que visa a promoção de projetos de economia circular.
07h00 - quinta, 23/09/2021
Grândola volta a ser
"Município Amigo
do Desporto"
A Câmara de Grândola foi distinguida, pelo sexto ano consecutivo, como "Município Amigo do Desporto 2021", tendo em conta as "boas práticas na gestão e desenvolvimento do desporto".
07h00 - quarta, 22/09/2021
Auditório de Grândola
integra rede nacional
O Cine Granadeiro Auditório Municipal, em Grândola, é um dos 81 equipamentos culturais do país credenciados no âmbito da Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses (RTCP), criado pela Direção Geral das Artes.
07h00 - quarta, 22/09/2021
Biblioteca de Grândola
nomeada para prémios
A nova Biblioteca e Arquivo Municipal de Grândola, edifício projetado pelos arquitetos Matos Gameiro e Pedro Domingos, está nomeada para dois dos mais importantes prémios europeus de arquitetura.

Data: 17/09/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial