11h12 - quinta, 02/09/2021

Desrespeito pelos cidadãos


Carlos Pinto
No recente incêndio que, em meados de agosto, devastou perto de 1.100 hectares de floresta no interior do concelho de Odemira, veio à tona um problema antigo sentido por todos aqueles que vivem, trabalham ou simplesmente passam pela zona: a inexistência, em muitos locais, de rede de telemóvel.
A situação não é nova e motivou mesmo o protesto do presidente da Câmara Municipal, José Alberto Guerreiro, que na altura reconheceu: "Outro dos grande lamentos que deixo é o facto de, ao fim de tantos anos passados sobre o grande incêndio que tivemos em 2003 e de tantas insistências que temos feito com as operadoras, ainda não tenhamos comunicações em condições" [ver notícia na página ao lado].
Ora sendo o problema antigo, não deixa de ser igualmente demonstrativo do desrespeito que as grandes empresas, detentoras de verdadeiros monopólios, continuam a demonstrar pelos cidadãos, alguns dos quais, imagine-se!, seus clientes.
O que está aqui em causa é também uma questão de segurança, mas sobretudo uma questão de justiça. Porque todo o território e todos os cidadãos devem ser tratados de forma igual, sem proveito de uns em prejuízo dos outros. E essa é uma obrigação que compete a todas as empresas, independentemente de estarem mais ou menos vocacionadas apenas para o lucro. Porque responsabilidade social é algo que deve ser imputado a todos.
É portanto urgente que esta situação seja retificada, tanto no interior do concelho de Odemira como em muitos outros pontos do país, onde sucede exatamente o mesmo (basta fazer uma viagem de carro longe das autoestradas e os exemplos são mais que muitos).
E se as empresas de telecomunicações não tiverem a sensibilidade para corrigir e debelar este problema, existem organismos públicos que têm a responsabilidade de impor esta soluções, ao invés de se limitarem a emitir pareceres inócuos e que de pouco ou nada servem.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quarta, 08/12/2021
PSD aprova listas
de candidatos para
as Legislativas 2022
As listas do PSD para as próximas eleições legislativas, agendadas para o dia 30 de Janeiro, foram aprovadas nesta terça-feira, 7, numa reunião do Conselho Nacional do partido realizada em Évora.
07h00 - quarta, 08/12/2021
Comissão de Utentes
realiza plenário
em Canal Caveira
A Comissão de Utentes dos Serviços Públicos do Concelho de Grândola promove nesta quarta-feira, 8, pelas 15h00, um plenário com a população de Canal Caveira, que contará com a presença do presidente do Sindicato dos Médicos da Zona Sul, João Proença.
07h00 - terça, 07/12/2021
Câmara de Santiago do Cacém com
orçamento de 40,7 milhões em 2022
A Câmara de Santiago do Cacém aprovou para 2022 um orçamento no valor de 40,7 milhões de euros, valor que representa um aumento de mais de 1,8 milhões de euros face ao valor do orçamento deste ano.
07h00 - terça, 07/12/2021
Alcácer do Sal
entregou prémios
de mérito a alunos
A Câmara de Alcácer do Sal atribuiu, no final da passada semana, o Prémio Municipal de Mérito Escolar a nove alunos do concelho, pela sua "prestação escolar brilhante" no ano letivo de 2020-2021.
07h00 - terça, 07/12/2021
Grândola promove
campanha de Natal
no comércio local
Mais de 60 lojas do concelho de Grândola aderiram ao programa "Eu Compro Em Grândola, Natal é no comércio local", promovido pela Câmara Municipal em parceria com a Associação de Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal (ACISTDS) e as juntas de freguesia.

Data: 26/11/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial