14h54 - quinta, 30/09/2021

Um novo ciclo autárquico


Carlos Pinto
A noite eleitoral do passado domingo, 26 de setembro, não trouxe grandes surpresas ao Alentejo Litoral. Salvo a novidade de um novo presidente de câmara em Odemira, o que já era um dado adquirido em função da lei que prevê a limitação de mandatos, não se registaram grandes mudanças nos diversos órgãos autárquicos dos cinco concelhos do Alentejo Litoral. Como sempre, o povo decidiu, está decidido. E quando o povo vai às urnas decide sempre bem, por mais que isso possa custar a alguns.
Ainda que sejam poucas as novidades ao nível dos principais protagonistas políticos locais, abre-se agora um novo ciclo autárquico na região. Um mandato que se estende até 2025 e que compreende enormes desafios que serão fundamentais para construir o território que todos almejamos: mais coeso e solidário, mais povoado, com melhores serviços e infraestruturas, capaz de gerar mais riqueza e de proporcionar (ainda) melhor qualidade de vida às suas populações.
Nos próximos quatro anos é preciso dar respostas a questões como a habitação, as alterações climáticas (associadas à salvaguarda desse bem precioso que é a água), o combate ao despovoamento e ao envelhecimento ou a transição digital. Isto sem esquecer o trabalho que é necessário continuar a fazer em áreas já "clássicas", nomeadamente nas infraestruturas de água e saneamento, nas escolas, nas acessibilidades rodoviárias ou na saúde.
Por tudo, o trabalho que o novo presidente da Câmara de Odemira e os reeleitos autarcas de Sines, Santiago do Cacém, Grândola e Alcácer do Sal têm em mãos é gigantesco e, simultaneamente, desafiante e aliciante. O seu sucesso será o sucesso de uma região que tem em si todas as potencialidades para ser um território único no panorama nacional. A hora é de arregaçar as mangas e trabalhar.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 28/10/2021
Câmara e comunidade
apoiam Fluvial Odemirense
A Câmara de Odemira está a avaliar "a dimensão do apoio financeiro a atribuir" ao Clube Fluvial Odemirense (CFO), cujas instalações foram destruídas por um incêndio, que teve causa humana, na madrugada de 9 de outubro.
07h00 - quinta, 28/10/2021
Pelouros atribuídos
no novo executivo
da Câmara de Sines
Estão definidos os pelouros no executivo da Câmara de Sines para o mandato autárquico de 2021-2025, onde apenas os quatro eleitos do PS estarão em regime de permanência.
07h00 - quinta, 28/10/2021
Autarca de Alcácer
reeleito presidente
da CIMAL
O autarca de Alcácer do Sal, o comunista Vítor Proença, foi reeleito, na terça-feira, 26, para o cargo de presidente do conselho intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL).
07h00 - quarta, 27/10/2021
Concelho de Sines recebe exercício
de combate à poluição marinha
O concelho de Sines recebe nesta quarta e quinta-feira, dias 27 e 28, o exercício de com-bate à poluição em meio marinho "Atlantic Polex.
07h00 - quarta, 27/10/2021
Porto de Sines
cresceu 16,9% no
terceiro trimestre
O Porto de Sines registou um crescimento de 16,9% no terceiro trimestre de 2021 no conjunto de todos os segmentos de carga, o que representou um total de 35,9 milhões de toneladas movimentadas.

Data: 15/10/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial